Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

1 de março de 2018

Centro de Dança divulga a lista dos indicados ao Prêmio Açorianos de Dança 2017





O Centro de Dança da Secretaria da Cultura de Prefeitura Municipal de Porto Alegre divulga a lista dos indicados ao Prêmio Açorianos de Dança 2017. Os vencedores serão conhecidos no dia 25 de março de 2018 durante a cerimônia de entrega dos prêmios que acontecerá no Teatro Renascença, às 19h30min. Este ano a cerimônia de entrega dos prêmios integra a programação da Maratona de Dança da 59ª Semana de Porto Alegre. Durante a Maratona de Dança a comunidade poderá participar de oficinas, assistir espetáculos e performances, confraternizar no piquenique dançante e se divertir com diversas atividades que tomarão conta do Centro Municipal de Cultura em 12 horas de dança.
O grande júri que avaliou os espetáculos inscritos foi composto por Neca Machado, Paula Finn, Fernando Muniz, Roberta Malheiros, Carlos Neto, Clarice Alves e Paula Amazonas.
O Prêmio Açorianos de Dança contempla ainda as categorias de destaque por modalidades, como balé, jazz, danças urbanas, entre outras, além das categorias de Novas Mídias em Dança e Projetos de Difusão e Formação. Essas categorias contam com júris especializados que somam um total de 22 profissionais da área.


INDICADOS


Espetáculo do Ano:

Atma
Vincent
Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
O Sentido se Sente com o Corpo


Direção:

Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis - Atma
Verônica Prokopp e Daniel Aires - Vincent
Fernanda Bertoncello Boff - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Iara Deodoro - O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana

Bailarino:

Elias Junior (Retalhos)
Rubens Tavares (Retalhos)
Mariano Neto (Sopros)
Samuel Rodrigues (Sopros)
Felipe Resende (Vincent)

Bailarina:

Letícia Paranhos (Sopros)
Andressa Pereira (Sopros)
Juliana Coutinho (Atma)
Sissi Betina Venturin (O Sentido se Sente com o Corpo)
Emanoelle Santos (Quer saber quanto custa uma saudade?)

Coreografia:

Juliana Coutinho - Atma
Elias Júnior , Gabriely Souza, Rubens Tavares, Bruno Malavolta - Retalhos
Ivan Motta - Sopros
Daniel Aires, Fellipe Resende, Richard Salles, Verônica Prokopp - Vincent
Iara Deodoro, Edjana Santos Deodoro e Taila Souza - O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana

Cenografia:

Renata Ibis - Atma
Cubo1 Cia de Arte - Vincent
Natália Bandeira e Luís Cocolichio - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Silvia Chaves - Quer saber quanto custa uma saudade?
Marco Buffon e Diãne Sbarbelotto - Paixão pela Dança

Iluminação:

Mirco Zanini - Atma
Verônica Prokopp - Vincent
Gabriel Martins - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Kyrie Isnardi - Retalhos
Karrah Iluminação - Quer saber quanto custa uma saudade?

Figurino:

Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis - Atma
Neusa de Oliveira, Luciano Santos - Vincent
Anderson Luiz de Souza - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Malu Oliveira - Paixão pela Dança
Luis Augusto Lacerda - O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Vera Lúcia Machado - Baila Melancia


Trilha Sonora:

Julius Rigotto, Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis - Atma
Maestro Marco Farias - O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Jorge Peña e Duda Cunha - O Sentido se Sente com o Corpo
Bruno Angelo e Andrea López - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Elias Júnior - Retalhos


Produção:

Carol Martins - Atma
Iara Deodoro - O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Coletivo Âmago - O Sentido se Sente com o Corpo
Fabricio Sortica e Fernanda Bertoncello Boff - Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Rococó Produções Artísticas e Culturais - Baila Melancia


Destaque em Balé

Rony Leal – pela ideia e concepção do projeto de recital Rony Leal - Les Grands Pas de Deux Classiques que reuniu e deu destaque às diversas escolas de ballet da cidade.
Alexandre Rittmann – pela atuação como professor na manutenção e profissionalização dos bailarinos que atuam na cena clássica.
Gabriela Hauqui – pela atuação artística e técnica no Pax de Deux de Gisele no Recital Rony Leal.
Carla Bublitz – pelo fortalecimento no intercâmbio de bailarinos no cenário internacional.


Destaque em Sapateado

Glenda Duarte – Pela qualidade artística do espetáculo “O Verso do Avesso” e pela realização do evento POA Tap.
Gabriela Santos – pela divulgação do segmento do sapateado em Porto Alegre, por sua qualidade técnica e artística, e pelo trabalho de formação e difusão do Tap nas Escolas Preparatórias de Dança na periferia da capital.
Leonardo Dias – Pela excelência técnica como intérprete e criador.
Laboratório da Dança – Pelo caráter de referência na formação do Tap em Porto Alegre.
Escola de Dança Karin Ruschel – Pelo trabalho de formação e pela participação nos eventos de dança, divulgando o Tap na cidade.


Destaque em Flamenco

Ana Medeiros – pela criação de um novo núcleo de Flamenco na cidade e pela originalidade e criatividade na criação dos espetáculos “Ay mi Amor!” e “Casino de Sevilla”.
Flamenco por aí – pela qualidade na geração de conteúdo e na divulgação das produções de Flamenco na cidade.
Luana Jacociunas Rubin – pela qualidade técnica e artística na atuação como bailarina.
Bianca Benevenutto – pela consolidação do trabalho da “Palo Santo” e da grife “Señora” e pela criação de novo espaço físico dedicado à arte Flamenca na cidade.
Gustavo Rosa – pela qualidade artística como músico Flamenco e pela contribuição permanente para com os diversos grupos e companhias de Flamenco da cidade e do Brasil.


Destaque em Dança do Ventre

Stars Belly Dance Brasil – pela realização e divulgação de um evento de âmbito nacional na cidade.
Grupo Oriental Beat – por sua contribuição musical para a cena da dança oriental em Porto Alegre.
Fernanda Zahira Razy – pelo trabalho de pesquisa corporal em dança do ventre e tribal.
Karine Neves – pela qualidade técnica e artística das coreografias apresentadas durante o ano.
Cia de Artes de Porto Alegre – pela abertura de espaço para aulas e shows de dança do ventre e tribal na cidade.


Destaque em Danças Urbanas

Retalhos – Pela qualidade técnica do espetáculo, inovação coreográfica e pela releitura contemporânea das danças urbanas.
Juan Chi – Pela criação da coreografia Scandal, que trabalha a diversidade de gênero e pelo seu trabalho como referência e difusão do Vogue e da cena Queer em Porto Alegre.
Rubens Tavares (Binho) – Pela qualidade como bailarino e também pela inovação coreográfica no espetáculo Retalhos, trazendo uma releitura do Breaking.
Vinnicius Oliveira – pela qualidade técnica e criação da coreografia Hands Control.
Restinga Crew – Pelo trabalho social que envolve os bailarinos do grupo, mães e crianças da comunidade trazendo a dança para diversos espaços públicos.


Destaque em Dança Contemporânea

Ninho – Escola de Dança Contemporânea – pela iniciativa de abertura de um novo espaço de acolhimento e formação para artistas da dança em Porto Alegre.
Diversos Corpos Dançantes/Carla Vendramin – pelo Projeto de Extensão do Curso de Graduação em Dança da UFRGS que propõe a inclusão e integração de diversas pessoas, seus corpos e experiências na criação em dança contemporânea.
Roberta de Savian e Alessandro Rivelino – Pelas dissertações "IS@.Coreo: Processos de Mediação/Interação tecnológica de uma bailatriz latino-americana" e “Fratura Exposta” desenvolvidas no programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFRGS por suas contribuições na interação entre a prática artística e acadêmica.
Cubo 1 – pelo trabalho de pesquisa e produção do espetáculo “Vincent”
Jessé Oliveira – pela direção da Casa de Cultura Mário Quintana por receber e apoiar diversos artistas e grupos de dança contemporânea na cidade.


Destaque em Jazz

POA Jazz – pela importância e abrangência do evento, na promoção, formação, difusão e troca de experiências entre as diversas escolas e profissionais do Jazz na cidade de Porto Alegre.
Laboratório da Dança – pelo trabalho de formação continuado, pela promoção de diversos eventos e iniciativas na área de pesquisa do Jazz na cidade.
Fernanda Sesterheim – pela atuação como professora e coreógrafa na formação de novos bailarinos de Jazz.
Igor Zorzella: pela qualidade técnica, artística e criatividade como coreógrafo.
Anette Lubisco – pela atuação acadêmica e de pesquisa na área do Jazz em Porto Alegre.


Destaque em Danças Folclóricas e Étnicas

Fórum de Danças Étnicas e Ensino – pela contribuição na discussão e ampliação do conhecimento das danças étnicas na cidade.
20ª Alma Cigana, Ritos, Cantos e Magia – pela difusão e valorização da cultura cigana e pela manutenção do movimento na cidade.
Baila Melancia – pela proposta do espetáculo que propõe um novo olhar sobre a tradição gaúcha.
Brasileirada: Uma história de amor – pelo trabalho de manutenção e divulgação da dança brasileira realizado pelo grupo Andanças.
Lá vai Maria – pelo trabalho de pesquisa, vivência e divulgação dos ritmos brasileiros pouco conhecidos nos centros urbanos.


Destaque em Dança de Salão

Projeto Pescar/Unidade Procempa – pela concepção pedagógica do projeto que, em 2017, oportunizou o contato com a dança de salão no ambiente de formação profissional, através da parceria com o grupo Nós Dança de Salão.
Dança para o Futuro – pelo trabalho pedagógico que oportuniza, através da dança de salão, um espaço de compartilhamento, troca de experiências e integração entre a Escola Gafieira Club e as crianças da comunidade local.
Tango no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo – por promover a integração entre a comunidade e a cultura tangueira oferecendo, desde 2012, um espaço para prática da dança de forma aberta e gratuita.
Cleber Borges e Mariana Motta Pessin – pela qualidade técnica e artística da dupla que representou o Brasil no Festival e Mundial de Tango de Buenos Aires em 2017.
Las Wuenísimas – pelo desenvolvimento do projeto que integra os estilos cubano e americano da salsa e baseia-se em conceitos de autonomia, liberdade, criatividade, conexão, empoderamento e protagonismo da mulher.

Destaque em Novas Mídias

Alegoria do Veado Ferido – Pela originalidade do conceito desenvolvido a partir das obras de referência, executado com qualidade técnica e artística.
Pequena Parte – pela originalidade na exploração do espaço e movimento com qualidade estética e técnica.
Esconde-esconde – por ser resultado de um processo de trabalho em que os próprios alunos exploram o movimento e as mídias envolvidas.
Ballet Concerto – pela coerência entre o espaço e o movimento executado com qualidade técnica e artística.
Um olhar através de – pela qualidade técnica e artística do vídeo na tradução dos elementos que compõem o espetáculo, apresentando coerência entre conceito e estética.
Everybody Dance – pela integração da dança ao espaço urbano, explorando o uso do neon para destacar o movimento, com qualidade artística.

Destaque em Projeto de Formação e Difusão em Dança

Escola Circo Híbrido - pela qualidade do trabalho, diversidade de atividades oferecidas, pela qualidade técnica e artística na integração entre dança e circo.
Oficina de Danças Urbanas - pela abrangência, pelo público que atende e pela garantia de amplo acesso às danças urbanas realizando trabalho em creches, associações, escolas e diversas comunidades.
Dança Moderna de Martha Graham - pelo trabalho de resgate e valorização da tradição da dança moderna na cidade.