Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

30 de novembro de 2015

Carnaval escolhe novo Rei Momo e Corte para 2016

Foto: André Gomes/Divulgação PMPA
Disputa pela coroa de rainha tem 16 candidatas
Disputa pela coroa de rainha tem 16 candidatas
A Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (Liespa) elege o Rei Momo de Porto Alegre nesta sexta-feira, 11, no Complexo Cultural do Porto Seco, na sede da liga (Barracão). A escolha, entre cinco candidatos, será a partir de uma votação. Além disso, 16 candidatas disputam o título de Rainha do Carnaval. A escolha das três soberanas, rainha e duas princesas, será feita por 11 jurados. Além dos votos dos jurados, elas terão ainda a possibilidade do voto popular. A festa acontece no sábado, 12, a partir das 21h, junto com a coroação do Rei Momo escolhido. As coroações serão realizadas, também, na sede da Liespa.

Candidatos a Rei Momo
Byra Borba - Copacabana
Daniano Engers - Imperadores
Marco Bica - Bambas da Orgia
Maurício Melo - Independente
Osvaldo Pereira de Oliveira - Império da Zona Norte

Candidatas a Rainha do Carnaval
Aline Mello - União da Vila do IAPI
Andressa Felix - Acadêmicos da Orgia
Andressa Ferreira - Filhos da Candinha
Jessica Aguiar - Samba Puro
Jessica Coelho - Imperadores do Samba
Jéssica Parra - Embaixadores do Ritmo
Juliana Rodrigues - Estado Maior da Restinga
Lidiane da Silva - Imperatriz Dona Leopoldina
Luciane Pacheco - Realeza
Priscila Pereira - Copacabana
Shaiane Porto - Império do Sol
Stéfani Moraes - Bambas da Orgia
Tayná Pires - Unidos de Vila Isabel
Tayna Vieira - Acadêmicos do Gravataí
Tainah Lopes - Império da Zona Norte
Wanessa Vargas - Praiana


/carnaval /cultura
Texto de: Yanlin Costa (estagiária) / Supervisão: Cleber Saydelles
Edição de: Isabel Cristina Kolling Lermen
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Eu já vendi minha alma vence o 5º Festival de Música da Juventude

Foto: Felipe Ferraz/Divulgação PMPA
Foram distribuídos R$ 16 mil em prêmios, além da gravação de DVD e CD
Foram distribuídos R$ 16 mil em prêmios, além da gravação de DVD e CD
Foto: Felipe Ferraz/Divulgação PMPA
Apresentações ocorreram no Bar Opinião
Apresentações ocorreram no Bar Opinião
A música Eu já vendi minha alma, da banda Pondera, foi a grande vencedora do 5º Festival de Música da Juventude de Porto Alegre, levando o prêmio de R$ 5 mil e um troféu. Realizado nesse domingo, 29, foi realizado, nesta quinta edição teve mais de uma centena de inscritos. Doze 12 finalistas subiram ao palco do Bar Opinião. Composta e interpretada por Priscila Rosa, a canção Eu já vendi minha alma foi uma das sensações do festival, levando a jovem à conquista individual de melhor intérprete.

Ao longo da semana anterior, um dos critérios para a escolha da melhor canção foi através das redes sociais, onde cerca de 15 mil compartilhamentos foram recebidos. Além da votação virtual, foram distribuidas cédulas para que os presentes escolhessem a música de sua preferência, encerrando-se na decisão dos sete jurados. Além dos finalistas, o evento recebeu nomes do cenário muscial gaúcho. A banda Da Guedes, Grupo Zueira e MC Jean Paul também se apresentaram no palco do Bar Opinião.

Com o objetivo de incentivar a boa música, aprimorar e desenvolver a cultura musical, revelar talentos e valorizar os jovens artistas de Porto Alegre, o festival foi idealizado pela Secretaria Municipal da Juventude, em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura e o POAdigital, núcleo de comunicação digital da prefeitura. Para a 5º edição, jovens de 15 a 29 anos tinham que abordar o tema Sonhos nas letras de suas composições.

Segundo o secretário municipal da Juventude, Diego Buralde, o festival é uma importante ferramenta de inclusão cultural para os jovens. "A qualidade das letras das composições inscritas também prova o interesse de nossa juventude em demonstrar, através de suas poesias, seus sentimentos em relação, no caso, a seus sonhos de presente e futuro", afirmou.

Outras categorias também foram contempladas, totalizando R$ 16 mil em premiações, além das gravações do DVD do Festival e de um CD.


Confira as músicas premiadas

1º lugar (R$5.000 + Troféu) - Eu já vendi minha alma
2º lugar (R$4.000 + Troféu) - Paralelo

3º lugar (R$3.000 + Troféu) - Destino dos meus Ssnhos

Melhor Grupo (R$1.000 + Troféu) - Sonho Bom
Melhor Intérprete (R$1.000 + Troféu) - Priscila Rosa (Eu já vendi minha alma)

Melhor Instrumentista (R$1.000 + Troféu) - Giovanni Berti (Borboletas)

Música Mais Popular (R$1.000 + Troféu) - Destino dos meus sonhos


/juventude /musica
Texto de: Felipe Ferraz e Rafael Martins (estagiários) / Supervisão João Machado Filho
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

27 de novembro de 2015

Prêmio Açorianos de Música ocorre nesta terça-feira, 1º

Foto: Ricardo Stricher/PMPA
Cerimônia será realizada no Auditório Araújo Vianna
Cerimônia será realizada no Auditório Araújo Vianna
A cerimônia do Prêmio Açorianos de Música 2014/2015 será nesta terça-feira, 1º, às 20h30, no Auditório Araújo Vianna. A premiação contempla discos lançados em 2014 e no primeiro semestre de 2015. A lista final de indicações foi apresentada pela Coordenação de Música da Secretaria da Cultura no dia 4 de novembro.

Os indicados à categoria Álbum (subdividida entre os gêneros MPB, Pop, Regional, Instrumental e Erudito) haviam sido anunciados em setembro. Agora, a relação se completa com as indicações para as categorias Espetáculo, Disco Infantil, Revelação, Arranjador, Produtor Musical, Projeto Gráfico e DVD.

O tema da cerimônia do Prêmio Açorianos de Música será o centenário de nascimento do compositor Túlio Piva (1915-1993), autor de clássicos como Pandeiro de Prata e Gente da Noite. Na festa, canções de Túlio serão apresentadas em releituras de diferentes linguagens e estilos musicais, a cargo de artistas convidados como Antonio Villeroy, Chico Saratt, Hique Gomez e Fernando Noronha.

Também serão homenageados, pelo conjunto da obra, o pianista Norberto Baldauf e o gaiteiro Renato Borghetti. Haverá ainda menções especiais aos 30 anos da morte de Teixeirinha, ao projeto Ecarta Musical e à Oficina Choro e Samba do Santander Cultural.

Veja a lista de indicados

DVD
Ao Vivo - 50 Anos - Luiz Carlos Borges
Mais uma Canção - Bebeto Alves
Volume II - Ao Vivo nas Missões - Rock de Galpão
Insular ao Vivo - Humberto Gessinger
Papas da Língua 20 Anos – Papas da língua

Espetáculo

Chimango - O Musical - Arthur Barbosa e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre
O Grande Encontro - Os Sucessos dos Festivais - 2ª Edição - Vários artistas
Samboleria - Antonio Villeroy
Suíte Maria Bonita e Outras Veredas - Leandro Maia
A Saga de um Homem Comum - Capitão Rodrigo

Disco Infantil
Vem Brincar na Rua - Kitty Driemeyer
Cuidado que Ronca - Cuidado que Mancha
O Ônibus do Sobe e Desce - Gelson Oliveira

Produtor Musical
André Mehmari - Suíte Maria Bonita e Outras Veredas (Leandro Maia)
Antonio Villeroy e Berna Ceppas - Samboleria
Christiaan Oyens - Com Todas as Letras (Kleiton & Kledir)
Estado das Coisas e Hique Gomez - Volume II - Ao Vivo nas Missões (Rock de Galpão)
Marcelo Corsetti e Bebeto Alves - Milonga Orientao (Bebeto Alves y los Blackbagualnegovéio)

Arranjador
Adriano Persch - Brasileiríssimo (Quinteto Persch)
Daniel Wolff - Canção do Porto
Carlos Badia - Zeros
Irish Fellas - Come South Along the Road
Cristian Sperandir - Cibernauta (Victor Hugo)

Projeto Gráfico
Rodrigo Marroni, Leo Lage, Lipe Albuquerque e Dingo Bells - Maravilhas da Vida Moderna
Felipe Taborda - Com Todas as Letras (Kleiton & Kledir)
Leo Garbin – Come South Along the Road (Irish Fellas)
Ricardo Pirecco - Renascentes
Valder Valeirão/Nativus Design - Zeros (Carlos Badia)

Revelação
Marmota
Rafael Ferrari
Alana Moraes
Bibiana Petek
Grupo Ìbejì

ÁlbumGênero Pop

Compositor
Dingo Bells - Maravilhas da Vida Moderna
Nenung - Serenoato (Nenung & Projeto Dragão)
João Ortácio e Dionísio Monteiro - Renascentes
Esteban - Saca la Muerte de tu Vida
Naddo Pontes - Naddo Entre Gigantes

Intérprete
Clarissa Mombelli - Nessa Estrada & no Fim
Tiago Ferraz - Volume II - Ao Vivo nas Missões (Rock de Galpão)
Ian Ramil - IAN
Grupo Ìbejì - Ìtàn òrun àti ilé ayé - Histórias do Céu e Terra
JJ - Ao Vivo na Ilha (Stereosound)

Instrumentista
Fernando Noronha - Time Keeps Rolling (Fernando Noronha & Black Soul)
Caetano Maschio Santos - Come South Along the Road (Irish Fellas)
Rafa Schuler - Rafa Schuler & Os Mostardas
Oly Jr. - Dedo de Vidro
Grecco Buratto - Essas Coisas Todas

Álbum
Volume II - Ao Vivo nas Missões - Rock de Galpão
Renascentes - Renascentes
Frida - Frida
Dedo de Vidro - Oly Jr.
Saca la Muerte de tu Vida - Esteban

Gênero Regional

Compositor
Luiz Carlos Borges - Ao Vivo - 50 Anos
Martim César - Paisagem Interior
Mauro Moraes - Com o Violão na Garupa
Sérgio Carvalho Pereira - Sul (Luiz Marenco e Sérgio Carvalho Pereira)
João Sampaio - Milongas de Pampa y Cielo (Nilton Ferreira)

Intérprete
Marco Aurélio Vasconcellos - Paisagem Interior
Marcelo Oliveira - Chiappetta nos Dizeres do Cecêu (Rafael Teixeira Chiappetta & Marcelo Oliveira)
Luiz Carlos Borges - Ao Vivo - 50 Anos
Nilton Ferreira - Milongas de Pampa y Cielo
Pedro Ortaça - Pedro Ortaça & Filhos

Instrumentista
Yuri Menezes - Ao Vivo - 50 Anos (Luiz Carlos Borges)
Luiz Carlos Borges - Ao Vivo - 50 Anos
Rodrigo Maia - Ao Vivo - 50 Anos (Luiz Carlos Borges)
Ricardo Comasseto - Bagualles, um Canto de Amor à Terra (Juan Daniel Isernhagen)
Gabriel Selvage - Milongas de Pampa y Cielo (Nilton Ferreira)

Álbum
Ao Vivo - 50 Anos - Luiz Carlos Borges
Paisagem Interior - Marco Aurélio Vasconcellos, Martim César, Paulo Timm e Alessandro Gonçalves
Sul - Luiz Marenco e Sérgio Carvalho Pereira
Com o Violão na Garupa  - Mauro Moraes
À Sombra de um Cinamomo - Zé Renato Daudt

Gênero MPB

Compositor
Kleiton Ramil e Kledir Ramil - Com Todas as Letras
Leandro Maia - Suíte Maria Bonita e Outras Veredas
Antonio Villeroy - Samboleria
Caio Martinez - Coisas Nossas
Bebeto Alves - Milonga Orientao (Bebeto Alves y los Blackbagualnegovéio)

Intérprete
Leandro Maia - Suíte Maria Bonita e Outras Veredas
Pirisca Grecco - Vidro dos Olhos - Pirisca Canta Rillo
Dudu Sperb - Coração Sol
Caio Martinez - Coisas Nossas
Antonio Villeroy - Samboleria

Instrumentista
Gastão Villeroy - Samboleria (Antonio Villeroy)
Pedro Figueiredo - Café Frio (Killy Freitas e Antonio Skármeta), Cibernauta (Victor Hugo), Terreiros Gaúchos Amores Flutuantes (Gisele Rodrigues), Coisas Nossas (Caio Martinez) e Suíte Maria Bonita e Outras Veredas (Leandro Maia)
Matheus Kleber - Zeros (Carlos Badia)
Daniel Wolff - Canção do Porto
Vagner Cunha - Coração Sol (Dudu Sperb)

Álbum

Samboleria - Antonio Villeroy
Náufragos Urbanos - Cartas de Marear - Martim César, Ro Bjerk e Ricardo Fragoso
Suíte Maria Bonita e Outras Veredas - Leandro Maia
Zeros - Carlos Badia
Com Todas as Letras - Kleiton & Kledir

Gênero Instrumental

Compositor
Rafael Ferrari - Bandolim Campeiro
Luciano Maia - Janelas ao Sul
Leonardo Bittencourt - Prospecto (Marmota)
Carlos Badia - Zeros Instrumental
Cristiano Varisco - Trilhas Sonoras para Filmes Imaginários

Intérprete
Rafael Ferrari - Bandolim Campeiro
Luciano Maia - Janelas ao Sul
Maurício Horn - Promessa (Quinteto Canjerana)
Pedro Moser - Prospecto (Marmota)
Luiz Cardoso - Sinfonia Gaúcha

Instrumentista
Luciano Maia - Janelas ao Sul
Rafael Ferrari - Bandolim Campeiro
Luiz Cardoso - Sinfonia Gaúcha
Maurício Horn - Promessa (Quinteto Canjerana)
Leonardo Bittencourt - Prospecto (Marmota)

Álbum
Bandolim Campeiro - Rafael Ferrari
Janelas ao Sul - Luciano Maia
Sinfonia Gaúcha - Luiz Cardoso
Prospecto - Marmota
Zeros Instrumental - Carlos Badia

Gênero Erudito

Compositor
Toninho Ferragutti - Brasileiríssimo (Quinteto Persch)
Ernani Aguiar - Brasileiríssimo (Quinteto Persch)
James Correa - Coletânea de Música Eletroacústica da UFRGS - Vol. 1 e Vol. 2
Eloy Fritsch - Coletânea de Música Eletroacústica da UFRGS - Vol. 1 e Vol. 2
Luciano Zanatta - Coletânea de Música Eletroacústica da UFRGS - Vol. 1 e Vol. 2

Intérprete
Capparelli, Domenici, Fialkow e Loss - A Música para Piano de Camargo Guarnieri
Quinteto Persch - Brasileiríssimo
Carla Maffioletti - Turnê Brasil (Camerata OntoArte Recanto Maestro e Carla Maffioletti)

Instrumentista
Quinteto Persch - Brasileiríssimo
Cristina Capparelli - A Música para Piano de Camargo Guarnieri
Ney Fialkow - A Música para Piano de Camargo Guarnieri
André Loss - A Música para Piano de Camargo Guarnieri
Catarina Domenici - A Música para Piano de Camargo Guarnieri

Álbum
Brasileiríssimo - Quinteto Persch
Turnê Brasil - Camerata OntoArte Recanto Maestro e Carla Maffioletti
Coletânea de Música Eletroacústica da UFRGS - Vol. 1 e Vol. 2 - Vários
A Música para Piano de Camargo Guarnieri - Capparelli, Domenici, Fialkow e Loss

Outras informações
Coordenação de Música
Telefone: (51) 3289 8119
e-mail: cm@smc.prefpoa.com.br
site: www.portoalegre.rs.gov.br/smc
Endereço: Centro Cultural Usina do Gasômetro
Av. Pres. João Goulart, 551, sala 606 - 6º andar.



/cultura /musica
Texto de: Luís Bissigo
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

26 de novembro de 2015

Festival de Música da Juventude será realizado neste domingo

Foto: Divulgação/PMPA
 
Neste domingo, 29, será realizado o 5º Festival de Música da Juventude de Porto Alegre. O evento ocorrerá a partir das 18h, no Bar Opinião, localizado na rua José do Patrocínio, 834, bairro Cidade Baixa, com entrada franca. Com o objetivo de incentivar a boa música, aprimorar e desenvolver a cultura musical, revelar talentos, valorizar os artistas, os compositores, arranjadores e intérpretes jovens de Porto Alegre, o Festival é uma ação da Secretaria Municipal da Juventude, em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura e o POAdigital.

Centenas de jovens compositores, com idade entre 15 e 29 anos, nascidos na Capital, realizaram as inscrições até o dia 15 de novembro e enviaram suas canções com o tema Sonhos. A partir do término das inscrições, uma comissão julgadora, composta por sete jurados, selecionou, em 20 de novembro, os 12 finalistas que se apresentarão no palco do Bar Opinião.
 
O titular da Secretaria Municipal da Juventude, Diego Buralde, destacou a qualidade e o grande número de composições inscritas. “Tivemos o difícil trabalho de selecionar as que estarão no palco do Opinião. A qualidade das músicas classificadas mostra o quanto nossa juventude é criativa e está interessada em ocupar espaços artísticos. Agora, só nos resta esperar pela presença, em grande número, de jovens para prestigiar os concorrentes e fazer uma grande festa, domingo, no Opinião”, disse.
 
Além dos jovens músicos de Porto Alegre, o Festival contará com show de artistas gaúchos já consagrados pelo país, como o MC Jean Paul, o Grupo Zueira e Da Guedes. Os músicos selecionados terão a oportunidade de dividir o palco e apresentar seus trabalhos artísticos, concorrendo a mais de R$ 16 mil em prêmios, além do DVD do Festival e a gravação de um CD.
Músicas selecionadas:
1. Sonho Bom 
2. Paralelo
3. Vida de Sonho 
4. Destino dos meus Sonhos 
5. Borboletas 
6. Quem vai nos convencer a Deixar de Sonhar 
7. Lute para vencer 
8. Sonhos Reais
9. Meu Nirvana 
10. Do Sonhador 
11. Sonho Guri
12. Eu já vendi minha alma
 
 


/musica
Texto de: Rafael Acosta Martins
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

25 de novembro de 2015

Capital abre Escritório de Apoio à Produção Audiovisual

Foto: Joel Vargas/PMPA
Com a iniciativa, Porto Alegre reforça a atração de produções externas e locais
Com a iniciativa, Porto Alegre reforça a atração de produções externas e locais
Foto: Joel Vargas/PMPA
Prefeito Fortunati e secretário Moraes assinaram decreto de criação
 Prefeito Fortunati e secretário Moraes assinaram decreto de criação
Porto Alegre avançou, nesta quarta-feira, 25, no fomento a produções audiovisuais nas áreas de cinema, publicidade, documentários e novelas, entre outros. Por meio da criação do Escritório de Apoio à Produção Audiovisual – Porto Alegre Film Comission, instalado oficialmente nesta quarta, a Capital reforça a atração de produções externas e locais e, ainda, turismo. O decreto de criação do escritório foi assinado pelo prefeito José Fortunati e pelo secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes. (fotos)
 
Durante evento na Cinemateca Capitólio, também foi apresentada a marca da Film Comission e lançado o site www.portoalegrefilm.com. A assinatura aconteceu durante o 2º Sul Audiovisual Market, evento que reuniu empresas do setor no Estado e clientes que representam canais de televisão nacionais e internacionais.
 
Para o prefeito José Fortunati, o escritório irá revigorar uma atividade reconhecida, dentro do polo de cinema. “Porto Alegre já tem uma identidade muito forte nesta área, mas esta iniciativa se transforma em uma oportunidade de fomentar ainda mais o setor, dando um salto de qualidade, e ainda, atrair para a Capital empreendedores da área e turistas”, disse o prefeito, ao citar produções locais que levaram a imagem da cidade para o resto do mundo. O prefeito também caracterizou como emblemático o lançamento na cinemateca, local que foi entregue novamente à população em março deste ano. 
 
O movimento da cadeia do setor foi destacado pelo secretário municipal do Turismo, assim como o contingente de turistas que, potencialmente, podem vir a Porto Alegre. Moraes citou dados que indicam cerca de 40 milhões de pessoas que viajam pelo mundo em busca de locações. “A Film Comission passa a ser não mais um projeto de governo, mas um projeto da cidade”, avaliou. 
 
A luta antiga pela instalação do escritório foi lembrada pelo diretor da cinemateca e presidente da Fundacine, Beto Rodrigues. Para o cineasta, é uma alegria ver o escritório aberto – o 10º do país -, o que irá criar atrativos concretos para investidores. Rodrigues citou exemplos de sucesso com a Film Comission, como a da Bósnia ou a da Nova Zelândia, que teve um incremento de 5 mil % no turismo após as filmagens do longametragem O Senhor dos Anéis.  
 
Porto Alegre Film Commission – A organização destina-se a captar, coordenar e servir de agente facilitador para produções audiovisuias nacionais e internacionais na cidade nas áreas de cinema, publicidade, documentários e novelas, entre outras, promovendo o destino Porto Alegre para essas atividades e fomentando o turismo cinematográfico.
 
O processo de estruturação da Porto Alegre Film Commission foi iniciado em agosto deste ano pela Secretaria Municipal de Turismo (SMTUR), que aglutinou em torno do projeto 24 entidades dos setores audiovisual, turismo, comércio e serviços do Rio Grande do Sul e órgãos públicos municipais.
 
Entidades dos setores audiovisual, turismo, comércio e serviços do Rio Grande do Sul e órgãos públicos municipais da capital gaúcha formam o grupo de parceiros pela criação da Porto Alegre Film Commission. A assinatura do termo de cooperação técnica ocorreu em 27 de agosto deste ano durante seminário promovido pela SMTUR.
 
O termo de cooperação técnica leva as assinaturas das secretarias municipais de Turismo, da Cultura, do Meio Ambiente, de Obras e Viação, de Segurança, dos gabinetes de Comunicação Social, de Inovação e Tecnologia, do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), do Sindicato da Indústria Audiovisual do Rio Grande do Sul (Siav), Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul (APTC), Fundacine, Arranjo Produtivo Local Audiovisual (APL), Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav-RS), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação das Transportadoras Turísticas do RS (Aturs), Federação das Associações Comerciais e de Serviços do RS (Federasul), Fundação Piratini – TVE e FM Cultura, Porto Alegre e Região Metropolitana Convention & Visitors Bureal, Infraero, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS), Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre (Sindilojas) e Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (SINDHA).

Divulgação - Após a assinatura do decreto na tarde desta quarta, foi apresentado o primeiro vídeo oficial da Porto Alegre Film Commission, feito para promover o potencial e a diversidade cênica da capital gaúcha para produções audiovisuais. Com duração de dois minutos, o vídeo é composto por trechos de filmes de curta e de longa-metragem, documentários e peças publicitárias com locações em diferentes ambientes e cenários da cidade. Trata-se de uma produção colaborativa estimulada pela Secretaria Municipal de Turismo, com o auxílio do Sindicato da Indústria Audiovisual do Rio Grande do Sul, em que produtoras de forma voluntária cederam peças do seu acervo. São elas a Casa de Cinema de Porto Alegre, Clip Produtora, Guts and Films, MGN Producers, Panda Filmes e Zeppelin, que também fez a roteirização e edição final do vídeo. 
 


/audiovisual /cinema /turismo
Texto de: Caren Mello
Edição de: Isabel Cristina Kolling Lermen
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Dia do Samba abre programação do Carnaval 2016

Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Primeira edição da Descida da Borges do Carnaval 2016 será em 2 de dezembro
Primeira edição da Descida da Borges do Carnaval 2016 será em 2 de dezembro
A programação do Dia Nacional do Samba, comemorado em 2 de dezembro, marca o início das atividades do Carnaval 2016 de Porto Alegre. Organizado pela Coordenação das Manifestações Populares da  Secretaria da Cultura, os eventos são gratuitos. Para o coordenador das Manifestações Populares, Joaquim Lucena, o objetivo é resgatar o samba e reafirmá-lo como cultura nacional. “No momento em que vivenciamos o samba, estamos repercutindo tambores da mãe Africa, trazendo a raiz de um povo, a alegria de um novo Brasil”, reforça, Lucena.

Dia nacional do Samba - O Dia Nacional do Samba surgiu por iniciativa do vereador baiano, Luis Monteiro da Costa, para homenagear Ary Barroso. Ary já tinha composto seu sucesso Na Baixa do Sapateiro, uma ode à Salvador, porém nunca havia posto os pés na Bahia, o que aconteceu em 2 de dezembro de 1940. Esta foi a data que ele visitou Salvador pela primeira vez. A festa foi se espalhando pelo Brasil e virou uma comemoração nacional, com grande sucesso, tanto de mídia como de público.

Programação da quarta-feira, 2
6h - No Centro Municipal de Cultural (Érico Verrísimo, 307): Café da Manhã dos Sambistas, com a participação do grupos Bom Partido e Padedê do Samba e os cantores Thobias da Vai-Vai, Elizeth Rosa e Wilson Ney

12h - Largo Glênio Peres: Show com Samba do Irajá

19h30 - Missa ecumênica

21h30 - Primeira edição da Descida da Borges. Desfilam a bateria da Escola Campeã de 2015, Imperadores do Samba, e os destaques de cada escola (começo na Esquina Democrática, av. Borges de Medeiros com rua dos Andradas)

22h30 - Boteko do Caninha: Encerramento, com atrações locais

Programação de dezembro

Quinta-feira, 3


Show Brasil

Teatro Renascença
21h
Apresentações:
Grupo Bom Partido
Thobias da Vai Vai
Elizeth Rosa (cantora Paulista)
Wilson Ney
Somente convidados

Domingo, 6

Passeio de Trem Urbano


Estação Mercado
14h
Grupo Bom Partido
Wilson Ney
Banda da Saldanha

Passeio de Barco

Ancoradouro da Usina do Gasômetro
18h30
Grupo Bom Partido
Somente convidados

Quinta-feira, 10

1º Festival Show de Baterias
Homenagem 100 anos do cantor e compositor Túlio Piva

O evento tem por finalidade levar ao público a diversidade rítmica das baterias de escolas de samba do Grupo Especial. Na ocasião será entregue o troféu Pandeiro de Prata aos mestres de bateria.
Auditório Araújo Vianna
20h30
Ingressos: R$10 (na bilheteria do Auditório Araújo Vianna, a partir das 18h)


/carnaval
Texto de: Thiago Silva (estágiário) / Supervisão: Cleber Saydelles
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

24 de novembro de 2015

Daniela Damaris Neu vence o Açorianos de Literatura

Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Daniela recebeu o troféu e o prêmio de R$ 10 mil das mãos do prefeito
Daniela recebeu o troféu e o prêmio de R$ 10 mil das mãos do prefeito
Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Vencedor de cada categoria ganhou um troféu criado por Xico Stockinger
Vencedor de cada categoria ganhou um troféu criado por Xico Stockinger
O Som da Folha Quando Cai – Ensaio Sobre o Processo Criativo em Poesia, de Daniela Damaris Neu, foi escolhido o Livro do Ano na 22ª edição do Prêmio Açorianos de Literatura. Os vencedores das 11 categorias e também do 6º Prêmio Açorianos de Criação Literária foram conhecidos na Noite do Livro de 2015, realizada nessa segunda-feira, 23, no Teatro Renascença (Centro Municipal de Cultura). Este ano, o evento teve como foco o gênero Romance Juvenil. (FOTOS)
 
A história da grande vencedora da Noite do Livro não é muito diferente da de milhões de brasileiros. Filha de pais semi-analfabetos, trilhou um caminho diferente até conquistar a categoria máxima do Prêmio Açorianos de Literatura com sua obra. Ela recebeu o troféu e o prêmio de R$ 10 mil das mãos do prefeito José Fortunati, e se emocionou ao agradecer o reconhecimento. “Ninguém merece mais esse prêmio, e a eles também dedico o meu livro, do que os meus pais que moram lá no interior, em Agudo, e pouco ou nada sabem do que é um ensaio, uma poesia. Mas eles fizeram tudo e direcionaram toda a vida para que os filhos tivessem estudo”, declarou. 
 
Fortunati destacou que o Prêmio Açorianos é uma das mais tradicionais honrarias culturais do Brasil e que tem um papel importante no incentivo à literatura. “É uma forma de valorizar os autores gaúchos e estimular cada vez mais a produção literária no nosso estado. É uma decisão difícil para os jurados, porque a qualidade dos nossos escritores é indiscutível e muitos estão entre os melhores do país. Mas ao mesmo tempo é uma competição muito saudável, porque permite a confraternização desses autores e coloca suas obras na vitrine, numa posição de destaque pelo simples fato de terem sido indicadas para uma das premiações máximas da literatura no Sul do país”, afirmou o prefeito. 
 
O coordenador do Livro e Literatura de Porto Alegre, Márcio Pinheiro, também ressaltou que o prêmio é o mais importante e de maior repercussão entre livreiros, editores, autores, escritores e designers gaúchos. Ele lembrou que o evento também tem o olhar voltado para os futuros leitores e uma preocupação com a continuidade do projeto. “O Prêmio Açorianos de Literatura tem história, um presente, mas não vai ser nada se não tiver um futuro. Então temos que mirar nesse novo leitor, nessa pessoa que ainda não descobriu ou que está descobrindo a leitura e precisa entender a importância do livro, que é o maior elemento civilizador da humanidade”, concluiu Pinheiro.
 
Neste ano, o 6º Prêmio Açorianos de Criação Literária teve como foco o gênero Romance Juvenil, comprovando a preocupação com o leitor do futuro. O vencedor foi o livro de Caio Riter, Cecília que Amava Fernando. “Nós que escrevemos para crianças e adolescentes apostamos na formação de novos leitores. Sem eles, não teremos leitores adultos e nós, escritores, não teremos razão de ser”, disse Caio.
 
Na categoria Infanto-Juvenil, uma homenagem ao escritor Hermes Bernardi Jr, que faleceu no último fim de semana e foi lembrado como um dos colaboradores da Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria Municipal da Cultura. Neste ano, ele doou parte de seu acervo para a biblioteca da coordenação. Com o livro Eu é Um Outro, ele venceu na categoria que era finalista. O troféu foi entregue ao seu irmão, Paulo Roberto Bernardi.
 
O secretário municipal de Cultura adjunto, Vinícius Cáurio, também participou da Noite do Livro, que teve apresentação de Shana Müller.
Vencedores por categoria:
 
Capa
Desordem, de Fernanda Chemale e Gisela Rodriguez. Capa de Flávio Wild.
 
Projeto gráfico
Poema das Quatro Palavras, de Airton Cattani. Projeto gráfico do autor.
 
Infantil
A História Mais Triste do Mundo, de Mário Corso. Ilustrações de Bruna Assis Brasil.
 
Infanto-Juvenil
Eu é Um Outro, de Hermes Bernardi Jr. 
 
Crônica
Tomo Conta do Mundo - Conficções de uma Psicanalista, de Diana Corso.
 
Conto
Quebrantos e Sortilégios, de Ivo Bender.
 
Poema
O Perdão Imperdoável, de Maria Carpi.
 
Narrativa longa
Volto Semana que Vem, de Maria Pilla.
 
Ensaio de literatura e humanidades
O Som da Folha Quando Cai - Ensaio Sobre o Processo Criativo em Poesia, de Daniela Damaris Neu.
 
Especial
Julio Reny - Histórias de Amor & Morte, de Cristiano Bastos.
 
Prêmio Açorianos de Criação Literária (Romance Juvenil)
Cecília que Amava Fernando, de Caio Riter.
 
Livro do Ano de 2015
O Som da Folha Quando Cai - Ensaio Sobre o Processo Criativo em Poesia, de Daniela Damaris Neu.
 
Homenagem - Destaques Literários
Projeto Leitor de Rua, de Marô Barbieri – Primeira edição em 2010. Promove atividades de leitura em espaços públicos das cidades gaúchas.
 
Projeto Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro (IEL) – Criado em 1972. Leva autores convidados até escolas, lares para idosos, penitenciárias, etc, para promover atividades literárias e a interatividade entre leitores e escritores.
Sobre o Prêmio Açorianos de Literatura - Uma das mais tradicionais honrarias culturais no país, com 22 edições realizadas desde 1994, o Prêmio Açorianos de Literatura Adulta e Infantil tem como objetivo reconhecer, divulgar e estimular a produção de autores, artistas gráficos e editoras da Capital e do interior do estado. 
 
Em 2015, 225 obras foram avaliadas por 27 jurados nas categorias conto, crônica, poema, especial, infantil, infanto-juvenil, ensaio de literatura e humanidades, narrativa longa, capa e projeto gráfico. O vencedor de cada categoria recebeu um troféu criado pelo saudoso artista plástico Xico Stockinger, e o autor do Livro do Ano recebeu R$ 10 mil.
 
O Prêmio Açorianos de Criação Literária, que desta vez teve como foco a literatura juvenil, é voltado para textos inéditos de autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul, sejam eles consagrados, iniciantes ou ainda desconhecidos do grande público. O primeiro colocado, dentre três finalistas, tem a sua obra lançada no ano seguinte pela Editora da Cidade/SMC e também recebe o troféu e o prêmio em dinheiro. 
 
Em 2015 (6ª edição), foram 15 obras julgadas por três especialistas no segmento. Eles atestam a relevância da narrativa longa destinada ao público adolescente e o alto nível dos trabalhos apresentados. 
 
Durante a “Noite do Livro”, cerimônia de confraternização da comunidade literária e entrega dos prêmios, também são anunciados dois destaques literários. A homenagem é feita a profissionais, projetos e instituições que contribuem para o estímulo ao setor na capital gaúcha, e que também recebem o Troféu Açorianos em reconhecimento pelos serviços prestados. 
 


/acorianos_literatura
Texto de: Melina Fernandes
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

23 de novembro de 2015

Exposição retratará vida e obra de Teixeirinha


O músico gaúcho gravou mais de 700 canções em 27 anos de carreira
Foto: Divulgação


Entrará em cartaz, às 13h30min desta segunda-feira (23/11), no saguão térreo da Câmara Municipal de Porto Alegre, a mostra Teixeirinha, 30 Anos de Saudade. Até 23 de janeiro de 2016, os visitantes poderão apreciar 14 painéis sobre a vida e a obra de um dos mais famosos cantores da música gaúcha no rádio, nos discos, no cinema e nos shows. Organizada pela Fundação Vitor Mateus Teixeira, a mostra foi proposta pelo vereador Nereu D"Avila (PDT), com apoio do Memorial da Câmara. A abertura deverá contar com a presença de familiares de Teixeirinha.

Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha, nasceu em 3 de março de 1927, em Santo Antônio da Patrulha (RS), em um lugar chamado Mascarada, hoje pertencente ao município de Rolante. "Tendo ficado órfão de pai e mãe aos 9 anos de idade, peregrinou pelo Rio Grande do Sul, crescendo e se fazendo homem com muito sofrimento, trabalho e honestidade", afirmam os organizadores do evento. "Nesta caminhada, o canto e os versos de improviso sempre estiveram presentes em sua vida, um dom herdado de seu pai, até que, aos 33 anos, já cantando pelas rádios de Passo Fundo, aconteceu o convite de um forasteiro paulista para ir a São Paulo e gravar seu primeiro disco."

A partir daí surgiu para o mundo um nome que se imortalizou na cena cultural gaúcha, um recorde de vendagem na música brasileira. Com o sucesso da cançãoCoração de Luto, 754 composições foram gravadas por Teixeirinha em seus 27 anos de carreira, interrompida por sua morte aos 58 anos, em 4 de dezembro de 1985.

A mostra poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 18 horas, na Avenida Loureiro da Silva, 255. Apoio do Memorial da Câmara. Entrada franca. Informações: (51) 3220-4187.

Texto: Juliana Demarco (estagiária de Jornalismo)
Edição: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)


Colaboração: Imprensa da Câmara de Porto Alegre

Prefeitura formaliza criação da Porto Alegre Film Commission


Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Ação pretende consolidar a Capital como destino para produções audiovisuais
Ação pretende consolidar a Capital como destino para produções audiovisuais
Nesta quarta-feira, 25, a Prefeitura de Porto Alegre formaliza a criação do Escritório Municipal de Apoio à Produção Audiovisual - Porto Alegre Film Commission, com a assinatura de decreto pelo prefeito José Fortunati. A organização destina-se a captar, coordenar e servir de agente facilitador para produções audiovisuais nacionais e internacionais na cidade nas áreas de cinema, publicidade, documentários e novelas, entre outras, promovendo o destino Porto Alegre para essas atividades e fomentando o turismo cinematográfico local.
 
A cerimônia acontecerá às 17h, na Cinemateca Capitólio, dentro da programação do II Sul Audiovisual Market, evento que irá reunir empresas do setor audiovisual do Rio Grande do Sul e clientes que representam canais de televisão nacionais e internacionais com o objetivo de incrementar o desenvolvimento do setor no Estado e dar suporte para a geração de novos negócios.
 
Na cerimônia de assinatura, o secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, irá apresentar a logomarca da Porto Alegre Film Commission, o vídeo institucional que apresenta o potencial cênico da cidade para produções audiovisuais e ainda o site especialmente desenvolvido, que centraliza as informações sobre o mercado audiovisual local para orientar produtoras interessadas em filmar em Porto Alegre. Moraes também abordará a evolução do trabalho do Escritório Municipal de Apoio à Produção Audiovisual como fomentador da cadeia produtiva audiovisual local e do retorno que o turismo cinematográfico tende a gerar para as cidades. 
 
O processo de estruturação da Porto Alegre Film Commission foi iniciado em agosto deste ano pela Secretaria Municipal de Turismo, que aglutinou em torno do projeto 24 entidades dos setores audiovisual, turismo, comércio e serviços do Rio Grande do Sul e órgãos públicos municipais. 
 


/turismo
Texto de: Eliana Zarpelon
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

18 de novembro de 2015

Criação do Colegiado Setorial do Artesanato acontece nesta quinta-feira


Colegiado Artesanato
A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Departamento de Cidadania e Diversidade Cultura, realiza nesta quinta-feira (19) a primeira eleição do Colegiado Setorial do Artesanato. A plenária acontece às 14h, no Memorial do Rio Grande do Sul (rua 7 de setembro, 1020 – Praça da Alfândega).
A criação do Colegiado foi um pedido de um grupo de artesãos e formalizado em audiência na Sedac, no dia 29 de outubro, por representantes das associações dos Artesãos do Rio Grande do Sul (ASSOCIART), da Feira de Artesanato da Praça da Alfândega (ARTEFAN), da Feira de Artesanato do Partenon, do Sindicato dos Artesãos do Rio Grande do Sul, da Cooperativa dos Artesãos do Rio Grande do Sul (CCOPARIGS) e da Associação Gaúcha de Artes Integradas.
Os Colegiados são órgãos de assessoramento imediato do secretário de Estado da Cultura, tendo por finalidade de analisar, debater e propor políticas públicas e diretrizes específicas de cultura.

17 de novembro de 2015

Troféus do Açorianos de Literatura serão entregues no dia 23

Foto: Divulgação/PMPA

O Teatro Renascença, no Centro Municipal de Cultura, abre as suas portas nesta segunda-feira, 23, às 20h, para mais uma edição da Noite do Livro, cerimônia de entrega dos troféus do 22º Prêmio Açorianos de Literatura e do 6º Prêmio Açorianos de Criação Literária, que em 2015 tem como foco o gênero Romance Juvenil.

Produzido pela equipe da Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria Municipal da Cultura, o evento terá como mestre de cerimônias a cantora e apresentadora Shana Muller. Em destaque, o anúncio dos vencedores das categorias Capa, Projeto Gráfico, Infantil, Infanto-Juvenil, Poema, Crônica, Conto, Narrativa Longa, Especial e Ensaio de Literatura e Humanidades, cujos finalistas foram divulgados no dia 9 de novembro.

Também serão conhecidos na Noite do Livro, os Destaques Literários de 2015, honraria concedida a profissionais, entidades e iniciativas de incentivo ao livro e à leitura na capital gaúcha, a partir de votação promovida entre os jurados do Prêmio Açorianos de Literatura.

Coordenação do Livro e Literatura
Av. Erico Veríssimo nº 307 (estacionamento gratuito no local)
Fone: (51) 3289-8074
E-mail: cll@smc.prefpoa.com.br
coordenacaodolivro.blogspot.com
facebook.com/cllpoa

22º Prêmio Açorianos de Literatura Adulta e Infantil | 2015
6º Prêmio Açorianos de Criação Literária - Romance Juvenil| 2015

Finalistas por categoria, em ordem alfabética por título


Capa
• A História Mais Triste do Mundo, de Mário Corso, capa de Bruna Assis Brasil | Editora Bolacha Maria
• Desordem, de Fernanda Chemale e Gisela Rodriguez, capa de Flávio Wild | Publicação independente financiada pelo Fumproarte
• Vitor Ramil - Nascer Leva Tempo, de Luís Rubira, capa de Vitor Mesquita, Editora Pubblicato

Projeto gráfico
• Conceito Criativo - Notas Sobre o Processo de Criação na Publicidade, de Vinícius Mano, projeto gráfico de Francielle Franco | Editora EdiPUCRS
• Eu Não Sei Lidar, de Lucas Silveira, projeto gráfico de Gabriel Gama | Editora Dublinense
• Poema das Quatro Palavras, de Airton Cattani, projeto gráfico do autor | Editora Marcavisual

Infantil
• A História Mais Triste do Mundo, de Mário Corso, ilustrações de Bruna Assis Brasil | Editora Bolacha Maria
• Elefante-Folha, de Lucas Luz, ilustrações de André Neves | Publicação independente financiada pelo Fumproarte
• Rimas Pra Cima, de Dilan Camargo | Editora Artes e Ofícios

Infanto-Juvenil
• Apenas Tiago, de Caio Riter, ilustrações de Pedro Franz | Editora Positivo
• Eu é Um Outro, de Hermes Bernardi Jr. | Editora Edelbra
• O Telephone, de Luís Dill | Editora Gaivota

Crônica
• Maria Volta ao Bar, de Rubem Penz (organizador), Editora Buqui
• O Papai é Pop, de Marcos Piangers | Editora BelasLetras
• Tomo Conta do Mundo - Conficções de uma Psicanalista, de Diana Corso | Arquipélago Editorial

Conto
• Memórias de o Que Já Não Será, de Aldyr Garcia Schlee | Editora Ardotempo
• Quebrantos e Sortilégios, de Ivo Bender | Editora Terceiro Selo
• Ter Saudade Era Bom, de Moema Vilela | Editora Dublinense

Poema
• Clave de Sombra - Poemas Escolhidos, de Jaime Vaz Brasil | Editora Gazeta
• O Perdão Imperdoável, de Maria Carpi | Editora Bertrand Brasil
• Paulo Hecker Filho - Poesia Reunida, de Alexandre Brito e Celso Gutfreind (organizadores) | Instituto Estadual do Livro e Corag

Narrativa longa

• Longe das Aldeias, de Robertson Frizero | Editora Terceiro Selo
• O Segredo de Yankclev Schmid, de Júlio Ricardo da Rosa | Editora Dublinense
• Volto Semana que Vem, de Maria Pilla | Editora Cosac Naify

Ensaio de literatura e humanidades
• Escreva! Guia de Escrita Criativa, de Pedro Gonzaga e Jane Tutikian | Editora Leitura XXI
• O Som da Folha Quando Cai - Ensaio Sobre o Processo Criativo em Poesia, de Daniela Damaris Neu | Editora Gazeta Santa Cruz
• Por Que Ler os Contemporâneos? Autores que Escrevem o Século 21, de Léa Masina, Daniela Langer, Rafael Bán Jacobsen e Rodrigo Rosp (organizadores) | Editora Dublinense

Especial

• Henrique do Valle - Obra Reunida, de Paulo Seben (organizador) | Instituto Estadual do Livro e Corag
• Julio Reny - Histórias de Amor & Morte, de Cristiano Bastos | Editora Artes e Ofícios
• Vitor Ramil - Nascer Leva Tempo, de Luís Rubira | Editora Pubblicato

Prêmio Açorianos de Criação Literária (Romance Juvenil)

• A Revolução dos Ossos, de Ismael Caneppele
• Cecília que Amava Fernando, de Caio Riter
• 500 Gramas de Universo em Conserva, de Eloar Guazzelli Filho


/acorianos_literatura /cultura /premiacao
Texto de: Marcello Campos
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

SEDAC divulga projetos homologados no Edital Nº 5 suspenso em 2014



O Diário Oficial de sexta-feira (13) publicou a relação dos dez Pontos de Cultura do Edital Nº 5, habilitados para a fase de seleção. O edital foi suspenso em 2014, por solicitação do Ministério da Cultura e havia recebido 100 inscrições. Desses 36 foram habilitados no ano passado e 46 ingressaram com recurso. Em outubro o secretário de Estado da Cultura,Victor Hugo, assinou a Portaria 76/2015 reconstituindo a comissão de habilitação para analisar esses recursos. Dos 46, dez estão habilitados.
“Com o que está apresentado, será possível que todos os habilitados possam ser confirmados pela Comissão de Seleção, uma vez que temos 78 vagas para 46 projetos. Basta atingirem a nota mínima de corte previsto no edital”, explica diretor do Departamento de Cidadania e Diversidade Cultural e coordenador do Convênio dos Pontos de Cultura RS, Leoveral Gölzer.
Pontos de Cultura
Os Pontos de Cultura são grupos culturais da sociedade civil que envolvem a comunidade em atividades de arte, cultura e educação, estimulando a criatividade e propiciando o exercício da cidadania pelo reconhecimento da importância da cultura produzida em cada localidade.
Depois de selecionadas, as organizações recebem recursos para potencializar suas ações, com a compra de material e contratação de profissionais, entre outras necessidades. O Ponto de Cultura não tem um único modelo – nem de instalações físicas, nem de programação ou atividade. São diretrizes fundamentais do programa, e exigências dos editais, a gestão participativa, a educação popular, a comunicação comunitária, a economia solidária, a cultura digital, a sustentabilidade ambiental e os Direitos Humanos.
905655_1043141869070739_375129643267264084_o12239673_1043142869070639_570128363127854984_n12234876_1043142872403972_8255967292093468245_n

16 de novembro de 2015

10ª Conferência Municipal de Cultura abre no dia 3

Plano de Cultura da Capital tem intensa participação da sociedade
Com o objetivo de definir as metas no Plano Municipal de Cultura, inicia em 3 de dezembro a 10ª Conferência Municipal de Cultura de Porto Alegre. A Conferência Municipal de Cultura é um espaço destinado ao encontro entre o Poder Publico e a população para o debate sobre as políticas públicas de cultura a serem desenvolvidas nos próximos anos. 
A 10ª edição pretende estabelecer um processo de construção de propostas de metas concretas para o Plano Municipal de Cultura, além de abordar outros temas relevantes para a comunidade cultural, como os Fóruns Municipais de Cultura. Com a participação da sociedade civil, artistas, produtores culturais, professores, estudiosos da cultura, instituições culturais, gestores e a comunidade cultural, a 10ª Conferência Municipal de Cultura será o espaço de reflexão sobre as principais questões estratégicas para o desenvolvimento e sustentabilidade cultural de nossa cidade.
Programação
A 10ª Conferência Municipal de Cultura será aberta na Cinemateca Capitólio, com a participação da comunidade cultural, gestores e convidados. Durante os dias 4 e 5 de dezembro, representantes da sociedade civil, artistas, produtores culturais, professores, estudiosos, instituições culturais, de todas as regiões da cidade estarão concentrados na Câmara de Vereadores, para deliberar sobre as metas do Plano Municipal de Cultura.
Com o objetivo de oferecer ao governo municipal uma linha de condução das políticas públicas, definida e acordada com a sociedade civil, as discussões sobre os temas a serem tratados partem do documento base do Plano Municipal de Cultura (PMC), desenvolvido em 2012 e aprovado na Conferência Municipal de 2013.
O PMC é resultado de oito Conferências Municipais que definiram as proposições dos mais variados âmbitos da sociedade civil e do poder público. O conjunto de reivindicações está sistematizado no texto base do Plano Municipal de Cultura a partir de sete eixos tamáticos que balizarão a construção das metas do plano: Gestão Pública; Infraestrutura; Patrimônio Cultural; Desenvolvimento sustentável; Acesso à Cultura e a Diversidade Cultural; Formação Cultural e Participação social. Essa classificação tomou como referências, além do Plano Nacional de Cultura, os objetivos da Secretaria Municipal da Cultura, fixados pela Lei 6099-88; e a Agenda 21 da Cultura.
Atividades
Dia 3 de dezembro

Cinemateca Capitólio
19h - Solenidade de Abertura

Dia 4 de dezembro

Câmara de Vereadores da cidade de Porto Alegre
8h30 - Credenciamento
Das 9h às 14h - 10ª Conferência

Dia 5 de dezembroCâmara de Vereadores de Porto Alegre
Das 9h às 18h - 10ª Conferência
História recente da Conferência - No ano de 2011, a Prefeitura de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal de Cultura, e o gverno federal, através do Ministério da Cultura (MinC), assinaram o Acordo de Cooperação Federativa do Sistema Nacional de Cultura. Este instrumento surgiu num momento de pactuação nacional, para a concretização do Sistema Nacional de Cultura, e simultaneamente local, envolvendo todos os atores sociais na definição dos rumos da política cultural, nas três instâncias de governo, em sintonia com o Plano Nacional de Cultura.
Para a elaboração do Plano Municipal de Porto Alegre, o município assinou também um Termo de Cooperação com o MinC e a Universidade Federal da Bahia, responsável por consultoria técnica para a construção dos Planos Municipais de 20 cidades contempladas num primeiro projeto piloto.
O lançamento do Plano Municipal de Cultura, no dia 5 de julho de 2012, foi um primeiro marco visível deste processo. A partir desta validação, o segundo semestre de 2012 foi o momento de sistematização dos eixos, objetivos gerais e específicos e ações, num trabalho participativo entre a gestão pública e a comunidade cultural, representada por seu Conselho Municipal de Cultura.
Durante o processo de sistematização, foram sintetizadas as proposições das oito conferências municipais de cultura, agrupadas em sete grandes eixos: Gestão Pública; Infraestrutura; Patrimônio Cultural; Desenvolvimento sustentável; Acesso à Cultura e a Diversidade Cultural; Formação Cultural e Participação social.
O resultado deste trabalho foi referedado pela 9ª Conferência Municipal de Cultura e entregue ao prefeito para formalização de projeto de lei, aprovado neste ano de 2015.
O papel do Conselho Municipal de Cultura - A 10ª CMC reforça o diferencial do Plano Municipal de Cultura da Capital em seu processo participativo de elaboração e gestão. A concepção de participação alia a cidadania e a democracia e compreende a construção ativa e colaborativa do espaço público.
O Conselho Municipal Cultura é o instrumento de democratização da gestão que, além de ampliar a participação na elaboração da política pública, confere maior transparência ao proporcionar um acompanhamento direto da sociedade. O conselho constitui o principal espaço de discussão, apreciação, validação e  acompanhamento da elaboração do Plano Municipal de Cultura. Por ser referência de instância consultiva e deliberativa que busca implementar o controle social no campo da cultura, o conselho é responsável por estimular e garantir que o processo de elaboração do Plano seja efetivamente participativo. 
A Conferência Municipal de Cultura é o momento da reunião aberta e ampla que dinamiza a discussão sobre o Plano, ao mesmo tempo em que contribui para o fortalecimento do conselho como instância privilegiada da política cultural do município.


/cultura
Texto de: Luciano Medina Martins
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Sedac anuncia edital especifico para dança


A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) vai abrir um edital de R$ 250 mil do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) específico para a área da dança. O anúncio foi feito pelo secretário Victor Hugo durante o 3º Encontro Estadual de Dança, que aconteceu neste final de semana, na Casa de Cultura Mario Quintana.
Victor Hugo destacou ainda que o objeto e regras do edital serão definidos em conjunto com Instituto Estadual de Artes Cênicas e o Colegiado Setorial da Dança. "Pela primeira vez na história do FAC é feito um edital voltado a um segmento cultural, começando pelo Edital Prêmio IACEN/ Dança. Uma gestão compartilhada entre governo e representantes da classe artística", enfatizou o secretário.
O IEACEN e o Colegiado Setorial da Dança têm 15 dias para apresentar a proposta. Este é o primeiro de um conjunto de editais que serão lançados em comemoração aos 25 anos da Sedac.
DSC_0274

10ª Conferencia de Cultura será em 03,04,05/12/15



http://www.portoalegre.rs.gov.br/dopa      Página 30 de 39
Órgão de divulgação do Município -Ano XX -Edição 5132 -Segunda-feira, 16 de novembro de 2015

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA
O MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE, por intermédio da Secretaria Municipal da Cultura, torna público a todos os interessados a 10ª Conferência Municipal de Cultura , a realizar-se nos dias 3, 4 e 5 de dezembro de 2015.

CRONOGRAMA:
 3 DE DEZEMBRO DE 2015 - das 19h - às 21h - Solenidade de Abertura - Cinema Capitólio, Rua Demétrio Ribeiro, 1085;
4 DE DEZEMBRO DE 2015 -das 9h às 14h - Câmara Municipal de Porto Alegre -
Plenário Otávio Rocha, Av. Loureiro da Silva, 255;
5 DE DEZEMBRO DE 2015 -das 9h às 18h - Câmara Municipal de Porto Alegre -
Plenário Otávio Rocha, Av. Loureiro da Silva, 255.

Porto Alegre, 06 de novembro de 2015.
ROQUE JACOBY
, Secretário Municipal da Cultura

13 de novembro de 2015

SEDAC assina novos convênios de Pontos de Cultura RS



O secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo, assinou nesta sexta-feira (13) convênio com três novos Pontos de Cultura no Rio Grande do Sul.
12232701_1041897052528554_1263799018408537789_o
São eles:
- Africanidades (Porto Alegre): O projeto prevê uma série de ações culturais e educativas, com foco no processo histórico de contribuição social e cultural da população afrodescendente à sociedade brasileira. A ação será estruturada em quatro oficinas: confecção de instrumentos de percussão afro e manuseio, capoeira, cultura afro e oficina de habilidades artísticas.
- Ponto de cultura para pessoas com deficiência visual: uma estratégia de inclusão por meio da literatura e da informação (Porto Alegre): O projeto consiste basicamente na implementação de oficinas ligadas à literatura, livro e leitura para deficientes visuais, além da criação de uma oficina de locução para realizar a gravação de livros em áudio. Para tanto, é importante termos uma boa estrutura de equipamentos, salas e um estúdio para a gravação dos livros.
- A cultura gaúcha em destaque (São Leopoldo): O projeto contempla a realização de oficinas de danças gaúchas tradicionais e de salão, de poesia, canto e instrumentos musicais para crianças, jovens e adultos.
Também participaram do ato de assinatura o secretário-adjunto de Estado da Cultura, André Kryszczun, e o diretor do Departamento de Cidadania e Diversidade Cultural e coordenador do Convênio dos Pontos de Cultura RS, Leoveral Gölzer.
Os Pontos de Cultura funcionam como instrumento de pulsão e articulação de ações e projetos já existentes em comunidades gaúchas, desenvolvendo ações continuadas em pelo menos uma das áreas de Culturas Populares, Grupos Étnico-Culturais, Patrimônio Material e Imaterial, Audiovisual e Radiodifusão, Culturas Digitais, Gestão e Formação Cultural, Pensamento e Memória, Expressões Artísticas, e/ou Ações Transversais.

12 de novembro de 2015

3º Encontro Estadual de Dança RS


A Casa de Cultura Mario Quintana sediará, de 13 a 15 de novembro, o 3º Encontro Estadual de Dança. Conforme o diretor do Instituto Estadual de Artes Cênicas (IEACen), Clóvis Rocha, “serão dois dias de muito diálogo e debate com vistas à ampliação da representatividade deste segmento da cultura”. Também haverá eleição do Colegiado Setorial e apresentação de dança na Casa de Cultura e na Redenção.
12239183_1041047395946853_8065331062974862288_o
O encontro é promovido pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio do IEACen e da Casa de Cultura Mario Quintana, Associação de Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana (AACCMQ), Centro Municipal de Cultura, Associação Gaúcha de Dança (ASGADAN) e Sindicato dos Artistas e Técnicos dos Espetáculos de Diversões do Estado do Rio Grande do Sul (SATED/RS).
PROGRAMAÇÃO
Dia 13/11 (sexta-feira)
18h30: Abertura: “Metas, limitações e realizações para a dança do Rio Grande do Sul”
Local: Saguão de entrada do Jardim Lutzenberger ( 5º andar)
20h: Coquetel/Festa Cigano: Conjunto de música e dança cigana
Local: Jardim Lutzenberger ( 5º andar)
Dia 14/11 (sábado)
8h30: “Histórias da Dança – modos de fazer, contar e escrever”
10h: Abertura para uma roda de conversa sobre modos de fazer, contar e escrever histórias
Mediação: Airton Tomazzoni
11h: Revisão do Plano Nacional de Cultura
Palestrante: Fala João Pontes
Local: Sala Cecy Frank (4º andar)
12h: Performance aberta
Local: Travessa dos Cataventos
14h: Leis de Incentivo, premiações e projetos na área da dança
Palestrante: Rafael Cramer Balle (coordenador do Pró-Cultura RS)
Ministrante: Diego Esteves (Colegiado Setorial de Dança)
16h: Eleição do Colegiado
18h: Mostra – Todas as danças
Abertura: Grupo Afrosul
Local: Teatro Bruno Kiefer (6º andar)
Dia 15/11 (domingo)
11h: Apresentação na Redenção (próximo ao Monumento Expedicionário)
17h: Baile de Dança de Salão
Local: Travessa dos Cataventos
19h – Mostra todas as danças
Local: Teatro Bruno Kiefer (6º andar)

10 de novembro de 2015

Aprovado Plano Estadual e Cultura

Victor Hugo comemora a aprovação do Plano Estadual de Cultura na Assembleia Legislativa
O secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo, comemorou a aprovação do Plano Estadual de Cultura, nesta terça-feira (10), na Assembleia Legislativa. Ele acompanhou a votação em plenário e articulou com deputados da situação e oposição a vitória do Projeto de Lei 244/2015.
“O Plano Estadual de Cultura foi um compromisso assumido pelo Governo Sartori perante a comunidade cultural, ainda no período de transição, em dezembro do ano passado, e materializado com o envio do Projeto de Lei ao Parlamento gaúcho em nosso primeiro ano de gestão. Com vistas à sua aprovação, entendi que seria papel da Secretaria buscar essa aprovação com todas as bancadas. Esta é mais uma vitória para a cultura do Rio Grande do Sul”, destacou o secretário.
A aprovação do Plano completa um ciclo institucional de políticas públicas, que iniciou com a aprovação da Lei 14.310/13 que instituiu o Sistema Estadual de Cultura.

Semana da Consciência Negra começa neste sábado

Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Edição tem o tema É a minha, é a nossa história. Voz e direito ao povo negro
Edição tem o tema É a minha, é a nossa história. Voz e direito ao povo negro
A 25ª Semana Municipal da Consciência Negra (Secon) começa neste sábado, 14, no Largo Zumbi dos Palmares, e se estende até o dia 20. Instituída em Porto Alegre por meio da Lei Municipal 6986 de 1991, complementada pela Lei 9876, de 2005, a Secon tem por objetivo homenagear a figura de Zumbi dos Palmares, líder quilombola reconhecido como herói pela comunidade negra. Com uma feira de afro empreendedorismo e uma exposição de artistas negros, o evento começa às 17h e conta com a presença de autoridades e representantes do movimento negro da Capital.
O grupo de dança afro Orgulho da Raça segue a lista de apresentações da Secon, seguido pela Orquestra Villa Lobos e, encerrando este primeiro dia, um show de reggae contra as enchentes. Paralelamente durante a Semana serão desenvolvidas atividades descentralizadas. Neste sábado, ocorre a apresentação teatral da peça Qual a Diferença Entre o Charme e o Funk, no Centro Municipal de Cultura. Neste ano, foi escolhido o tema: É a minha, é a nossa história. Voz e direito ao povo negro.


/negros
Texto de: Paulo Ricardo Soares de Moraes
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.