Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

30 de junho de 2014

Exposição MARGS-Rosane Morais prorrogada até 10/07/2014



Foi prorrogada ate dia 10/07/2014  - Vale a pena conferir.
Obrigado,

Rosane Morais



 
Rosane Morais

Lei obriga escolas a exibirem filmes nacionais mensalmente

VIA LETICIA DE CÁSSIA:

A regra vale para as escolas da educação básica, ou seja, até o 9º ano de ensino.
Estadão Conteúdo / portal@d24am.com

As escolas de todo o país são obrigadas a exibir filmes de produção nacional, no mínimo, duas horas por mês. Foto: Reprodução
Brasília - As escolas brasileiras terão de exibir, a partir de agora, filmes nacionais aos alunos. A determinação está presente na Lei nº 13.006, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27) e já está em vigor.
"A exibição de filmes de produção nacional constituirá componente curricular complementar integrado à proposta pedagógica da escola, sendo a sua exibição obrigatória por, no mínimo, duas horas mensais", determina a Lei. A regra vale para as escolas da educação básica, ou seja, até o 9º ano de ensino.
A nova Lei é assinada pela presidente Dilma Rousseff e pelos ministros da Educação, Henrique Paim, e da Cultura, Marta Suplicy.
Na verdade, a nova regra acrescenta o parágrafo 8º ao artigo 26 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

O autor do projeto, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), defende que a arte deve ser parte fundamental do processo educacional.

Argumenta também, ao defender a proposta, que a criança que não tem acesso a manifestações artísticas usualmente se transforma em um adulto desinteressado por cultura e que por conta disso perde a chance de ter o "deslumbramento com as coisas belas". Cristovam também defendeu que o cinema é a arte mais fácil para ser levada às escolas.

Plano Municipal de Educação é tema de debate terça

Foto: Willian Baldon/Divulgação PMPA
Plano Municipal de Educação deve ser concluído em 2014
Plano Municipal de Educação deve ser concluído em 2014
Nova reunião para a elaboração do Plano Municipal de Educação de Porto Alegre (PME) será realizada terça-feira, 1º de julho, das 9h às 12h, na sala C2 da Casa de Cultura Mario Quintana (avenida dos Andradas, Centro Histórico). Participarão do encontro cerca de 30 pessoas, entre assessores da Secretaria Municipal de Educação (Smed) e membros do Conselho Municipal de Educação (CME). Cabe à Smed, em parceria com o CME, a construção do PME ainda em 2014. O documento definirá, no âmbito da cidade de Porto Alegre, a maneira de colocar em prática as metas apontadas no Plano Nacional.
Em encontros anteriores, foram analisados os diversos planos de educação executados nas esferas nacional, estadual e municipal, com destaque para o Plano Nacional de Educação (PNE) 2001/2011. A Lei de Diretrizes e Bases foi um elemento desencadeador para que os municípios criassem leis de sistema para gestão da educação.
Histórico - Em dezembro de 2013, através de portaria, foi instaurada uma comissão para estudar e organizar a construção do Plano Municipal de Educação, com representantes da Smed e do CME. A comissão elaborou um cronograma para o processo de construção do PME e constituiu comissões temáticas para elaborar textos com diagnóstico da realidade de Porto Alegre, a meta do PNE relativa ao tema e as estratégias de como trabalhar, na Capital, com o que o PNE propõe.




/educacao
Texto de: Eliana Ferrari Dutra
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

29 de junho de 2014

Wilson Tubino toma posse na EPC


 
Acontece neste sábado, dia 28, ás 15.30 horas, a posse de Wilson Tubino na Presidência da Estância da Poesia Crioula. O evento acontecerá no auditório da OAB/RS.

A Estância da Poesia Crioula é uma entidade cultural sul riograndense que visa congregar os poetas e prosadores voltados para a temática gauchesca, além de pesquisar, manter, promover e divulgar tudo aquilo que se relacione com esta arte crioula em suas mais diversas formas de manifestações.

A fundação da Academia Xucra do Rio Grande, como é carinhosamente conhecida, ocorreu no dia 29 de junho de 1957, dia de São Pedro, Padroeiro da Estância, graças a visão e ao esforço de abnegados poetas e prosadores que sentiram a necessidade de organizar-se como instituição com o objetivo de exaltar nossos usos e costumes, nossas valorosas e ricas tradições.

A primeira diretoria da Estância foi assim constituída: Presidente Hugo Ramirez, Rui Cardoso Nunes, Jayme Caetano Braun, José Barros Vasconcellos, Dimas Costa, Lauro Rodrigues, Pery de Castro, Nitheroy Ribeiro e Olynto Sanmartin.




Nestes 50 anos de existência foram presidentes da Estância da Poesia Crioula: Hugo Ramires (1957/1959 – 1963 – 1986/1988); Nitheroy Ribeiro (1959/1960) Jayme Caetano Braun (1960/1961); Guilherme Schultz Filho (1961/1963 – 1970/1972); Cyro Gavião (1963/1964); Mozart Pereira Soares (1964/1966); Pery de Castro (1966/1970); Hélio Moro Mariante (1972/1974); José Paim Brites (1974/1976); Zeno Cardoso Nunes (1976/1980); Vasco Mello Leiria (1980/1982); José Hilário Retamozo (1982/1986-1992/1994-2000/2002); Francisco Pereira Rodrigues (1988/1990); Dias Francisco Fiorenzano (1990/1992); Caio Flávio Prates da Silveira (1994/2002); Sérgio de Laforet Padilha (2002/2004); Léo Ribeiro de Souza (2004/2006); Beatriz de Castro (2006/2008); José Machado Leal (2008/2010) e, deixando a presidência, após duas gestões, Cândido Brasil(2010/2014).


Fonte: blog do Leo Ribeiro e blog do MTG/RS

Acampamento Farroupilha dá show de diversidade

A diversidade cultural mais uma vez foi uma das atrações do Acampamento Farroupilha Extraordinário, consagrando esse espaço como um dos mais interessantes entre as atrações que a Capital preparou para os jogos da Copa do Mundo. Gaúchos pilchados, visitantes da Bahia, Pernambuco e do Ceará, além de turistas alemães e jornalistas de outros países encontraram-se no Galpão da Hospitalidade, centro de referência do Turismo de Galpão, neste domingo, 29, e confraternizaram ao som de uma autêntica banda alemã proveniente de Nova Petrópolis.

 
“Está sendo uma surpresa muito agradável conhecer esse tipo de cultura muito diferenciada e num lugar cheio de história e com pessoas de diferentes procedências”, ressaltou o jornalista Johannes Myburgh, da África do Sul. Para ele, o Mundial é uma oportunidade praticamente única do país divulgar com tamanha intensidade as suas belezas turísticas e culturais. “Esse foi o legado mais importante que a África do Sul ganhou com a Copa do Mundo”, disse.
 
Myburgh está gostando de Porto Alegre e elogia a organização geral do evento. “Sinto-me muito seguro, o povo é hospitaleiro. Achei apenas um pouco demasiados os preços no espaço da Fan Fest”, relatou. Descontraído, o jornalista convidou uma prenda para dançar ao som da banda alemã. “Estou muito à vontade com esse tipo de musica e dança, pois lembra a minha cidade natal, Johanesburgo”, disse.
 
A apresentação da Banda Alemã de Nova Petrópolis integra a estratégia do Galpão da Hospitalidade de dar oportunidade para a divulgação, durante os jogos da Copa, de atrações turísticas do Rio Grande do Sul. O município serrano aproveitou para convidar os visitantes do Parque Maurício Sirotsky Sobrinho (Parque Harmonia) para a realização do 42ª Festival Internacional de Folclore, entre 25 de julho e 10 de agosto.


/copa_2014
Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Angela Silveira Bortolotto
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Jogo do Osso é ensinado em oficina do Acampamento Farroupilha

Foto: Divulgação/PMPA
Jogadores arremessam o osso do garrão do boi em uma cancha plana Jogadores arremessam o osso do garrão do boi em uma cancha plana
Muito praticado na região da fronteira do Rio Grande do Sul, o Jogo do Osso foi tema de oficina neste domingo, 29. A atividade faz parte da programação do projeto Turismo de Galpão, que ocorre durante o Acampamento Farroupilha Extraordinário.

O integrante do Piquete Harmonia Campeira José Alexandre Santos explicou a origem do jogo e como é praticado. O jogo consiste no arremesso do osso do garrão do boi sobre uma cancha plana e, conforme a maneira que cai, dá a “suerte” ou “culo”, isto é, ganha ou perde a pessoa que o atira. O terreno ou cancha onde se joga não deve ser nem muito duro, nem muito mole. Quando tal osso cai sobre uma das extremidades, e fica em pé ou inclinado, dá-se o que se chama uma clavada.

Visitando pela primeira vez o Acampamento Farroupilha, o paulista Márcio Penna revelou que desconhecia o jogo. “Nunca tinha ouvido falar, mas, ouvindo a explicação, achei fácil de jogar”, comentou Penna, que estava acompanhado da namorada gaúcha Raquel Zanotto.

Turismo de Galpão – O projeto oferece aos visitantes oficinas criativas de curta duração sobre os costumes e tradições gaúchas. A programação completa, bem como as fichas de inscrições para participar das atividades, estão disponíveis no Galpão da Hospitalidade, que atende das 9h às 22h, ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho (acesso pela entrada principal do Parque Harmonia). Para acompanhar a agenda completa do Turismo de Galpão, basta acessar o portal www.portoalegrecriativa.info



/copa_2014
Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.
                        

27 de junho de 2014

Diálogos Culturais 2014 chegam a Porto Alegre no dia 2 de julho


Highlight_Site_Dialogos Porto Alegre
A Secretaria de Estado da Cultura convida para a edição do "Diálogos Culturais – Porto Alegre e Região Metropolitana", que ocorre no próximo dia 2 de julho, quarta-feira, no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro, Porto Alegre) a partir das 18h30min.
Na ocasião serão anunciados os novos editais e prêmios da Secretaria de Estado da Cultura: a terceira edição do FAC das Artes, a segunda edição do Prêmio da Diversidade e o Movida Circuito RS, financiados através de seleção realizada pelo Ministério  da Cultura para o fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC); e o edital RS Pólo Audiovisual – Produção em longa-metragem, em parceria com a Ancine.
Desde o dia 22 de maio, a Secretaria de Estado da Cultura promove a quarta edição dos Diálogos Culturais. Mais de 600 pessoas já participaram dos debates nas cidades de Passo Fundo, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Jaguarão, Pelotas, Novo Hamburgo, Bom Jesus, Caxias do Sul, Osório e Montenegro, que representam as regiões funcionais do estado. O evento reúne gestores públicos, produtores, artistas, pesquisadores e ativistas culturais, realizando prestações de contas das políticas culturais em cada região para debater as perspectivas da cultura no estado.
Os Diálogos acontecem desde 2011 com o objetivo de elencar e discutir as diretrizes para uma política cultural no Rio Grande do Sul. Já foram promovidos cerca de 25 encontros em todas as regiões do estado. Para além da visão da cultura como elemento isolado, eventual e estanque, a Secretaria de Estado da Cultura leva adiante um processo primordial para o desenvolvimento estético, econômico e cidadão do estado. Com os Diálogos, essa articulação pode chegar cada vez mais à população gaúcha.
Em 2013, o eixo principal dos Diálogos foi a formulação do Plano Estadual de Cultura, que hoje tramita na Assembleia Legislativa do RS. A Secretaria atualiza e faz uso de nossa tradição de população ativa em sistemas de participação e controle social instituindo também 11 Colegiados e conformando participativamente políticas de Estado para a Cultura, com o nosso Plano e nosso Sistema Estadual de Cultura. Assim, ficam garantidos instrumentos institucionais de Estado, não apenas de governo.
Serviço
O que? Diálogos Culturais
Onde? Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro, Porto Alegre)
Quando? 2 de julho, 18h30min
Os Diálogos Culturais 2014 são uma promoção da Secretaria de Estado da Cultura, do Conselho Estadual de Cultura, do Conselho dos Dirigentes Culturais (Codic)/Famurs e do Sindicato dos Artistas e Técnicos (Sated-RS).

Programação campeira do Acampamento começa nesta sexta

Foto: Luciano Medina/Divulgação PMPA
Provas de Laço serão nas modalidades prenda, piá, pai e filho e patrão Provas de Laço serão nas modalidades prenda, piá, pai e filho e patrão
Terá início nesta sexta-feira, 27, a programação campeira do Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa do Mundo. As provas classificatórias de laço e de rédeas acontecem na sexta e no sábado, e no domingo serão entregues, aos vencedores, as premiações "Taça Cidade de Porto Alegre" e "Taça Dupla da Copa 2014". Mais de 600 pessoas devem participar, conforme estimativa do diretor campeiro da 1ª Região Tradicionalista do Movimento Tradicionalista Gaúcha (MTG) Jair Martins.

As Provas de Laço acontecem nas modalidades prenda, piá, pai e filho e patrão. As Provas de Rédeas serão dividivas em peão e prenda, guri e guria, e ainda piá e prendinha (para crianças até 11 anos). As inscrições serão abertas às 7h desta sexta-feira, duas horas antes do início das provas e serão limitadas a cem participantes por modalidade.
 
Nesta edição, está voltando a ser realizada ainda a modalidade da prova de laço "vaca parada", para incentivar as crianças a apreciar as manifestações culturais gaúchas.
 
Durante o evento no domingo, intercalado com as provas, haverá apresentações de gineteadas. Também neste dia, Martins adianta que será lançado um desafio aos laçadores pois estão chegando ao Acampamento Farroupilha nove bois "tropa de elite". São animais de controle difícil, e os laçadores serão desafiados à laçá-los. O dirigente explica que para esta edição extraordinária do Acampamento Farroupilha foi preparada uma programação campeira reduzida, mostrando aos turistas e visitantes um pouco das tradiçõs do Rio Grande do Sul.
 
Ainda nesta sexta-feira acontece o primeiro Baile do Acampamento Farroupilha na Casa do Gaúcho, com início previsto para as 23 horas. Os ingressos, no valor de R$ 10,00, serão vendidos na hora.
 
Provas de laço - Considerada uma manifestação cultural em forma de esporte, a prova de laço faz parte da cultura rio-grandense. É hoje uma das mais tradicionais provas campeiras realizadas em rodeios. Segundo as tradições, o gaúcho é ágil no uso do laço, feito de couro trançado para laçar um cavalo ou um boi. A cancha é a pista onde correm os laçadores e animais.
 
TV argentina grava programa no Acampamento - Nesta quinta-feira, 26, a equipe do programa Alma Gaucha, da Argentina, esteve no Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa. Além de entrevista com Pachola e Marco Lima, músicos que se apresentam todas as noites, no palco central, o grupo mostrou um pouco da música de Lazaro Moreno (payador) e Bajardo (bombo leguero). A entrevista foi conduzida por Milton Pino.
 
A produtora do programa, Natacha Piquet, da cidade de Gualeguaychú, província de Entre Rios, afirmou estar encantada com a hospitalidade de Porto Alegre. “Gente maravilhosa e acolhedora, que recebe com carinho os visitantes”, comentou. Para Natacha, existe muito respeito pelas raízes culturais: “é gente que adora a tradição”.
 


/acampamento_farroupilha /copa_2014
Texto de: Catarina Gomes e Luciano Martins
Edição de: Cleber Saydelles
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

25 de junho de 2014

A diferença do churrasco e do chimarrão para gaúchos e argentinos

Foto: Divulgação/PMPA
Cortes das carnes argentinas são diferentes dos encontrados no Brasil Cortes das carnes argentinas são diferentes dos encontrados no Brasil
Foto: Vanessa Silva/PMPA
A diferença também está nos tipos de ervas A diferença também está nos tipos de ervas
Churrasco e chimarrão são costumes comuns a gaúchos e argentinos, mas que se diferenciam em pequenos detalhes. A forma de assar a carne, por exemplo, tem pequenas diferenças: para os “hermanos”, a churrasqueira deve ser rasa. Para os gaúchos, o calor da brasa deve estar mais afastado. “No assado argentino, a carne é colocada sobre uma grelha e o fogo é aceso com lenha e não com carvão, como no Brasil”, lembra o assador Lucas Manduca, presente no Acampamento Farroupilha.

O argentino Leonardo Faustini, que veio de Buenos Aires para acompanhar a sua seleção pela Copa do Mundo, provou o churrasco gaúcho e notou que os cortes das carnes argentinas são diferentes dos encontrados no Brasil. ‘‘Lá, a espessura da carne é diferenciada, mais generosa. Não pode faltar a ponta de agulha, a costela e o contra filé. Quase todas as partes do gado vão parar na grelha, servidos, geralmente, acompanhados de batatas fritas”, explica Faustini.

Chimarrão é coisa de gaúcho; para os argentinos é o mate. “No meu país, o mate é um hábito individualista, em que cada pessoa carrega sua pequena cuia e sua garrafa térmica. Tomamos gelado também. Alguns colocam açúcar ou até suco de laranja”, diz o argentino Martín de Domenica, que experimentou o chimarrão gaúcho.

A principal diferença, no entanto, está na erva. Os hermanos usam as mais amargas, mais grossas. Para eles, o bom mate deve ter o apojo, que é a espuma verde que se forma quando o mate é servido. Este apojo indica que há sabor dentro da cuia. Mate sem apojo já está lavado, e, portanto, sem gosto. ‘‘Do lado de cá, o chimarrão é mais social, servido em cuias maiores, em horas marcadas para acalmar e aproximar as pessoas. A clássica roda de chimarrão ao entardecer faz parte da paisagem gaúcha”, explica o integrante do Movimento Tradicionalista Gaúcho, Elomir Malta.


/copa_2014
Texto de: Luana Carvalho (estagiária) com supervisão de Vitor Paz
Edição de: Fabiana Kloeckner
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Funarte prorroga prazo para inscrição em editais


Devido à greve dos funcionários do Ministério da Cultura, a Funarte prorrogou o prazo final para inscrições em quatro editais: Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia; Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais – 2ª edição; Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 7ª edição; e Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais 2014.
As inscrições, cujos prazos estavam previstos para encerrar nesta quarta-feira (18/6), foram prorrogadas até 20 de julho.
A 14ª edição do Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia vai selecionar 18 projetos, com prêmios no valor de R$ 53 mil para cada um dos contemplados. O prêmio também está dividido em três módulos: Projeto de livre criação fotográfica; Projeto de documentação fotográfica do Brasil; e Projeto de produção de reflexão crítica sobre fotografia.
O Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais visa à seleção de 10 projetos, a serem apresentados por proponentes do sexo feminino, em âmbito nacional. Serão consideradas atividades como: exposições, mostras, oficinas, intervenções urbanas, publicações, produção crítica e documental, e seminários. Cada contemplada receberá premiação no valor de R$ 70 mil.
Já o Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça vai destinar de R$ 100 mil a R$ 300 mil a pessoas físicas e jurídicas de natureza cultural, sem fins lucrativos, atuantes na área das Artes Visuais. Entre os objetivos está incentivar as produções artísticas destinadas ao acervo das instituições museológicas públicas e privadas sem fins lucrativos, fomentar a difusão e a criação das artes visuais e contemplar temas relevantes da sociedade contemporânea, novas linguagens e nova produção artística.
A terceira edição do edital Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais vai selecionar 14 projetos em todo o território nacional, sendo 10 projetos na categoria A – ‘Criação Artística’; e quatro projetos na categoria B – ‘Produção Crítica’. Cada contemplado receberá a bolsa no valor de R$ 40 mil. O edital visa promover a seleção de projetos, em âmbito nacional, que resultem em ações, obras ou processos inéditos para apresentação pública.
Mais informações sobre esses e outros editais da Funarte estão disponíveis no site www.funarte.gov.br/editais.
*Com informações do site do MinC

24 de junho de 2014

Argentinos confraternizam no Acampamento Farroupilha

Foto: Luciano Medina/Divulgação PMPA
Irmãos Ramiro e Guillermo Loeffel estão caracterizados como Caniggia e Maradona
Irmãos Ramiro e Guillermo Loeffel estão caracterizados como Caniggia e Maradona
Os argentinos estão por toda parte no Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa. Em suas barracas na "Fazendinha", nos piquetes, nos galpões que oferecem churrasco, lanches, na área das churrasqueiras, na feira olhando os preços dos produtos confeccionados no Rio Grande do Sul. “Estamos surpresos em ter encontrado uma cidade grande, com muita atividade cultural e preparada para receber os turistas” afirmou Ramiro Loeffel. Ele e seu irmão se caractarizaram como os ex-craques Caniggia e Maradona para passear pelo Acampamento Farroupilha.

Antonio Pastorivo, que veio em um motorhome do interior da Argentina, diz não ter encontrado dificuldade alguma para chegar até o Acampamento Farroupilha, já que recebeu orientações de policiais. Ele estava surpreso e contente por terem disponibilizado uma área tão boa e próxima, sem custo algum.
Manoelito Savaris, presidente do MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho) afirma que a expectativa é de que entre 2.500 a 3000 argentinos  acampem na Fazendinha, que é parte da área do Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa. Segundo ele, mais de 800 brasileiros já estão também instalados nos piquetes do acampamento.


/acampamento_farroupilha /copa_2014
Texto de: Luciano Medina Martins
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Piquete faz resgate histórico no Acampamento Farroupilha

Foto: Luciano Medina/Divulgação PMPA
Rancho de couro é atração no local Rancho de couro é atração no local

 
A rusticidade de um rancho de couro, similar aos erguidos pelos índios charruas que viviam na Região do Pampa, no século XVIII, antes mesmo da demarcação das fronteiras entre a região Sul do Brasil, a Argentina e o Uruguai, está à disposição dos turistas para visitação no Espaço Cultural Aporreados do 38 do Acampamento Farropilha Extraordinário da Copa do Mundo 2014.

Responsável pela iniciativa, o produtor cultural Nito Almeida conta que o rancho é uma referência à época retratada no filme O Tempo e o Vento, em que os índios viviam como nômades e para se abrigar cobriam as cabanas erguida de pau-a-pique com o couro do gado selvagem, após a caça e o abate. O couro também era utilizado na confecção da maioria dos utensílios do homem rural.
 
Em exposição permanente durante o Acampamento Farroupilha, somente no ano passado o Piquete recebeu a visita de 60 mil pessoas.
 
Abraço ao Rio Grande
 
Outro projeto realizado pelo Piquete Aporreados do 38 foi o Abraço no Rio Grande. A iniciativa começou em 2004 em Torres. Desde lá, um grupo de 15 pessoas participou por oito anos de uma cavalgada que percorreu toda a linha de fronteira do Estado. Durante dez dias do mês de janeiro nos anos seguintes, o grupo cavalgou trechos de 400 quilômetros até completar toda a fronteira, sempre retomando de onde parou no ano anterior. De Torres, o grupo seguiu para Esmeralda, depois para Vicente Dutra, Garruchos, Ulha Negra, Cassino, Capão da Canoa e retornou novamente à Torres.
 
"Foi um fato histórico e contemporâneo", afirmou Nito, acrescentando que foi a primeira volta à cavalo da história do Estado, sempre por municípios limítrofes, desenhando de forma simbólica um grande abraço no Rio Grande. O grupo cruzou os quatro quadrantes, passando pela serra, planalto, fronteira e litoral, percorrendo mais de 2.880 quilômetros à cavalo.

O projeto foi desenvolvido para colher informações das tradições e folclores, das etnias, vocabulários, indumentárias, lendas e crenças de cada região do Rio Grande do Sul. Agora, a meta é reunir todas as informações em um publicação.  


/acampamento_farroupilha /copa_2014 /turismo
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Elio Angelino Bandeira Filho
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Plano Municipal de Educação é tema de debate no dia 1º

Foto: Willian Baldon/Divulgação PMPA
Plano Municipal de Educação deve ser concluído em 2014
Plano Municipal de Educação deve ser concluído em 2014
Nova reunião para a elaboração do Plano Municipal de Educação de Porto Alegre (PME) será realizada na próxima terça-feira, 1º de julho, das 9h às 12h, na sala C2 da Casa de Cultura Mario Quintana (avenida dos Andradas, Centro Histórico). Participarão do encontro cerca de 30 pessoas, entre assessores da Secretaria Municipal de Educação (Smed) e membros do Conselho Municipal de Educação (CME). Cabe à Smed, em parceria com o CME, a construção do PME ainda em 2014. O documento definirá, no âmbito da cidade de Porto Alegre, a maneira de colocar em prática as metas apontadas no Plano Nacional.
Em encontros anteriores, foram analisados os diversos planos de educação executados nas esferas nacional, estadual e municipal, com destaque para o Plano Nacional de Educação (PNE) 2001/2011. A Lei de Diretrizes e Bases foi um elemento desencadeador para que os municípios criassem leis de sistema para gestão da educação.
Histórico - Em dezembro de 2013, através de portaria, foi instaurada uma comissão para estudar e organizar a construção do Plano Municipal de Educação, com representantes da Smed e do CME. A comissão elaborou um cronograma para o processo de construção do PME e constituiu comissões temáticas para elaborar textos com diagnóstico da realidade de Porto Alegre, a meta do PNE relativa ao tema e as estratégias de como trabalhar, na Capital, com o que o PNE propõe.




/educacao
Texto de: Eliana Ferrari Dutra
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Semana com atrações da Serra Gaúcha no Acampamento Farroupilha

Foto: Cleiton Thiele/Divulgação PMPA
Programação contará com uma mostra do Natal Luz de Gramado
Programação contará com uma mostra do Natal Luz de Gramado

Porto Alegre e a Serra Gaúcha compõem um destino único para turistas nesta Copa do Mundo. Se no Acampamento Farroupilha Extraordinário os visitantes têm a oportunidade de conhecer de perto a cultura gaúcha enraizada no Pampa, em cidades turísticas como Gramado, Bento Gonçalves e Nova Petrópolis o contato é com os legados culturais de imigrantes italianos e alemães que dão ao Rio Grande do Sul seu viés europeu.
Numa ação combinada entre as secretaria municipais de Turismo de Porto Alegre e das três cidades serranas, até o dia 30 todo esse caldeirão cultural estará unido no Galpão da Hospitalidade, centro de informações sobre a Capital e as oficinas abertas a turistas montado no Acampamento  Farroupilha.
Chope em metro - A competição consagrada pela Oktoberefest será a atração da típica Nova Petrópolis nesta terça-feira, 24. E começará cedo, às 10h, acompanhada de banda e danças folclóricas alemãs. Para vencer a disputa do chope em metro o participante tem que beber um metro da bebida (600 ml) no menor tempo possível, sem babar ou tirar o copo da boca.
Natal Luz - Na quarta-feira, 25, será a vez de Gramado trazer para o ambiente dos galpões do Acampamento Farroupilha uma mostra do Natal Luz, um dos eventos mais tradicionais do calendário turístico do Rio Grande do Sul. Um cortejo de personagens do evento natalino passará pelo Acampamento às 10h convidando o público para uma apresentação especial no Galpão da Hospitalidade, que iniciará às 11h. A ação será repetida à tarde, às 16h. O cortejo também passará pela Fan Fest antes do jogo entre a Argentina e a Nigéria no Beira-Rio, pelo Mercado Público e no Centro de Mídia da Usina do Gasômetro.
Para o dia 30, quando o estádio Beira-Rio recebe o último jogo do Mundial programado para Porto Alegre, Gramado trará de volta ao ambiente campeiro do Acampamento Farroupilha o colorido do maior evento natalino do país, e Nova Petrópolis irá repetir a dose do “Chope e m Metro” com a animação das músicas e danças do folclore alemão.
O Galpão da Hospitalidade, que atende das 9h às 22h, fica localizado ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho (acesso pela entrada principal do Parque Harmonia). Para acompanhar a agenda completa de atividades e oficinas do Turismo de Galpão basta acessar o portal www.portoalegrecriativa.info.


/acampamento_farroupilha /copa_2014 /turismo
Texto de: Eliana Zarpelon
Edição de: Cleber Saydelles
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Argentinos já estão instalados no Acampamento Farroupilha


Foto: Evandro Oliveira/PMPA
Argentinos já estão acampados na Argentinos já estão acampados na "Fazendinha", no Parque da Harmonia
Foto: Luciano Medina/Divulgação PMPA
Acampamento Farroupilha recebeu 20 mil pessoas no último domingo Acampamento Farroupilha recebeu 20 mil pessoas no último domingo
O Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa já está acolhendo 600 turistas argentinos, instalados na "Fazendinha", no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia). A expectativa é que este número aumente até esta quarta-feira, 26, dia do jogo NIgéria x Argentina. A hospitalidade do Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa e a cultura típica tem atraído os argentinos que se sentem em casa no meio dos gaúchos tradicionais.

O Acampamento Farroupilha foi definido como alternativa de acolhimento para turistas pernoitarem em reunião com representantes da prefeitura, do governo do Estado, do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e de órgãos federais de segurança, na tarde desta segunda-feira, 24. A medida ocorre em caráter de contingência, permanecendo os campings de Viamão como principal destino de visitantes que optarem por esta forma de hospedagem.

PÚBLICO - Vinte mil visitantes estiveram domingo, 23, no Acampamento Farroupilha, segundo estimativa da Coordenação de Tradição e Folclore da Secretaria da Cultura de Porto Alegre. As atrações do Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa tem sido desfrutadas tanto por torcedores estrangeiros quanto por brasileiros e gaúchos. Oficinas temáticas, muito churrasco gaúcho e pratos típicos, apresentações de música gauchesca com área para dançar, além de roupas e calçados feitos no RS, assessórios para seu kit de chimarrão, entre outros souvenirs e presentes típicos, têm atraído muito a atenção dos vistantes.

Também chamam a atenção as bancas com degustações e bebidas, jogos, tiro ao alvo entre outras atrações instaladas especialmente para a Copa do Mundo. Os 76 piquetes que estão instalados no Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa foram selecionados pela qualidade de seus projetos culturais que oferecem atividades e informações sobre a cultura gaúcha para os visitantes e turistas.



/acampamento_farroupilha /copa_2014
Texto de: Luciano Medina Martins
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

23 de junho de 2014

Torcedores serão acolhidos no Parque Harmonia

Em reunião com representantes da Prefeitura, do governo do Estado, do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e de órgãos federais de segurança, ficou definido na tarde desta segunda-feira, 23, que o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia) será alternativa de acolhimento para turistas pernoitarem em barracas. A medida ocorre em caráter de contingência, permanecendo os campings de Viamão como principal destino de visitantes que optarem por esta forma de hospedagem.

Com espaço limitado para barracas, os visitantes poderão ser acolhidos no Harmonia, próximo ao Acampamento Farroupilha, na área conhecida como “fazendinha”. O acesso se dá pela rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, esquina com a rua Ibanor José Tartarotti, na primeira entrada à esquerda após a churrascaria Galpão Crioulo. Por questões de segurança, não será permitido o acampamento no Parque Marinha do Brasil. As forças de segurança pública manterão o policiamento especial no Acampamento Farroupilha e nos espaços de eventos da Copa, mobilizadas para a movimentação do grande contingente de turistas previsto para os próximos dias, devido ao jogo entre as seleções da Argentina e da Nigéria no estádio Beira-Rio.

Horários de funcionamento do Acampamento Farroupilha:
- De segunda a sexta-feira, das 10h às 22h.
- Nos finais de semana, das 10h às 2h da manhã.
- Dias de jogos em Porto Alegre, das 9h à meia-noite.

Campings vistoriados - Os turistas que visitarem Porto Alegre durante a Copa de Mundo e quiserem ficar acampados contam com espaços vistoriados e aprovados pela Secretaria de Turismo (SMTUR) da Capital. São duas áreas de camping localizadas na cidade vizinha de Viamão, distante 20 quilômetros de Porto Alegre ou 30 minutos de carro. O Camping Pousada dos Quiosques fica em Itapuã e o Camping Paraíso 21 fica em Morro Grande. Ambos contam com estacionamento, banheiros femininos e masculinos, chuveiros, alimentação conforme agendamento e estabelecimento comercial próximo. Mais informações podem ser buscadas junto aos estabelecimentos.

Camping Pousada dos Quiosques
Localização: rua Nossa Senhora dos Navegantes, 2 – Itapuã – Viamão/RS - 40km do Centro de Porto Alegre. Aceso por transporte público por ônibus partindo de Porto Alegre ou Viamão para Itapuã (Consórcio Viamão - Itapuã).
Capacidade máxima: 70 pessoas
Área de Camping: Grama e areia, com quiosques.
Contato: pousadadosquiosques@gmail.com - (51) 34941188 / 96658411

Camping Paraíso 21
Localização: rodovia RS 040, parada 108, Estrada da Faxina, 2478 – Morro Grande – Viamão/RS - 50km do Centro de Porto Alegre. Acesso por ônibus partindo de Porto Alegre com destino ao litoral, via RS 040, mais 2,5 Km estrada de chão (transfer por agendamento ou acesso a pé).
Capacidade máxima: 70 pessoas
Contato: paraiso21@paraiso21.com.br - (51) 3108-8821 / 9962-5567

Texto de: Carolina Seeger e Anna Magagnin
Edição de: Melina Fernandes
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Arte da cutelaria é atração no Acampamento Farroupilha

Uma companheira inseparável do gaúcho, a faca faz parte da indumentária tradicionalista do Rio Grande do Sul. Juntamente com as boleadeiras e o laço, ela forma o arsenal característico do gaúcho. É tão grande sua utilidade e presença que dificilmente se fala na história social do gaúcho sem a complementação de uma faca. Ela está presente no trabalho, nas atividades domésticas, nas artes campeiras, na lenda e até mesmo na superstição. Considerada artigo essencial, pode ser vista em diferentes formatos e materiais em diversos pontos de vendas no Acampamento Farroupilha Extraordinário da Copa do Mundo 2014.
 
O cuteleiro Aléssio Michelin, de Santa Maria, veio a Porto Alegre especialmente para apresentar seu trabalho nesta edição do Acampamento em que a cultura e as tradições gaúchas estão sendo vistas também por turistas estrangeiros. "Ontem mesmo vendi algumas peças para chilenos e ingleses", conta o artesão, que trabalha há 34 anos no ramo.
 
Michelin revela, ainda, que foi o primeiro a utilizar discos de arado já sem condições de uso para as lâminas das facas que produz. "O aço mais antigo dá mais qualidade e prolonga a vida útil das peças", destaca, ao acrescentar que também foi pioneiro no aproveitamento de patas de cavalo para moldar artesanalmente os cabos.
 
Na lida campeira, a faca é guardada dentro de uma bainha que pode ser de madeira, chifre, ou ainda de metal, de prata e ouro, apresentando desenhos e cenas ou motivos regionais. Muitas bainhas possuem uma espera, chamada também de orelha, que serve para sua fixação no cinturão que segura a bombacha dos gaúchos. 

As facas fazem parte da vida de Rodrigo Fan há 20 anos, pois seu pai possui uma cutelaria em São Leopoldo.Ele conta que produzem artesanalmente exemplares de 7 a 12 polegadas de aço inox cirúrgico, por ser mais duro e pegar mais fio. Os cabos são de chifre de boi ou cervo, e de osso. Revela que o gaúcho gosta mais de facas grandes e que gosta de segurá-la na hora da compra para escolher o cabo que mais de ajusta à sua mão.

Tradicionalmente se diz que gaúcho que se preza tem sempre a sua faca à mão. Outra tradição cultural é que não se dá facas. Mesmo ao ofercer de presente, se deve receber uma moeda de baixo valor. Assim, diz a tradição, o amigo paga para não perder a amizade.
  
 
 
 
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Melina Fernandes
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Público lota Acampamento Farroupilha neste sábado

Foto: Divulgação/PMPA
Cantor argentino Paco Funes reuniu o público ao interpretar Cantor argentino Paco Funes reuniu o público ao interpretar "Querência Amada"
Foto: Divulgação/PMPA
Churrasco atraiu deficiêntes visuais ao Acampamento Farroupilha Churrasco atraiu deficiêntes visuais ao Acampamento Farroupilha
A chegada do inverno no hemisfério sul neste sábado, 21 de junho, não foi impeditivo para o público que mais uma vez lotou as ruas do Parque Maurício Sirotski Sobrinho para prestigiar a edição extraordinária do Acampamento Farroupilha da Copa do Mundo 2014. Para suportar a baixa temperatura sem deixar de aproveitar o belo dia de sol, os visitantes chegaram cedo ao Parque da Harmonia bem agasalhados. Vestindo casacos, mantas e luvas coloridas, o grande público percorreu com curiosidade e interesse o espaço dedicado ao tradicionalismo gaúcho.
 
As irmãs Maria Luiza Leães Siqueira Filha e Nara Júlia de Leães Siqueira desfilavam com orgulho vestindo as blusas brilhosas estampadas com a bandeira brasileira que o irmão trouxe de São Paulo. Acompanhadas da sobrinha Jaqueline Camargo, as moradoras do bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, estão entusiasmadas com o movimento na capital gaúcha e dizem estar torcendo muito pela vitória do Brasil.
 
Outro que também atraiu muitos olhares e reuniu público ao seu redor foi o cantor Paco Funes, de Córdoba, na Argentina. O músico foi especialmente aplaudido ao cantar a música Querência Amada, do Teixerinha. Ele ficará em Porto Alegre até o final da Copa do Mundo.

Um grupo de cinco deficientes visuais visitou nesta tarde o Acapamento Farroupilha. Guiados pelo amigo Alex Sandro Rodrigues, os jovens se conheceram ao fazerem oficinas de dança na ONG Rumo Norte. "Além de um suculente churrasco também gostamos muito da música gaúcha", disse Volnei Benfica.

Durante todo o dia, esperar para comprar um espetinho de carnes ou mesmo um palito cheio de morangos coberto com chocolate não parecia incomodar os vistantes. Um grande grupo também se formava no quiosque que a R$ 0,50 oferece a erva-mate e a água quente para aqueles que troxuerem cuia e garrafa térmica para tomar um bom chimarrão. 
 


/acampamento_farroupilha /copa_2014
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Turistas asiáticos conhecem danças gaúchas


21/06/2014 18:31:29

Foto: Divulgação/PMPA
Danças gaúchas agradaram turistas
Danças gaúchas agradaram turistas
Os turistas que visitam Porto Alegre neste período de Copa tiveram mais de uma oportunidade de conhecer um pouco das tradições gaúchas, durante a tarde deste sábado, 21, no Galpão da Hospitalidade do Acampamento Farroupilha Extraordinário. Os CTG’s Vaqueanos da Tradição e Caminhos do Pampa movimentaram o galpão com apresentações de danças tradicionais do Rio Grande do Sul.
As invernadas mirim e juvenil do CTG Vaqueanos da Tradição fizeram uma apresentação para mais de 30 pessoas que estavam no Galpão da Hospitalidade. Entre os presentes estavam os sul-coreanos Jaemin Lee e Park Sebong, que estão na capital gaúcha para acompanhar a partida da Coreia do Sul contra a Argélia, neste domingo. “Estamos surpresos com tudo isso. É uma maneira de dançar totalmente diferente do estamos acostumados. É muito bonito”, disseram os asiáticos.

Por outro lado, Rajinder Piara e Bhaguinder Singh, que vieram de Cingapura, exaltaram não só o Rio Grande do Sul, mas o Brasil. “Estamos adorando tudo no Brasil. O povo, as cidades, tudo aqui é muito bonito”, afirmaram os cingapurenses.
A apresentação do grupo de danças tradicionais, sediado na zona norte de Porto Alegre, durou cerca de 20 minutos, com seis danças típicas da cultura estadual: “Chico Sapateado”, “Chote de Duas Damas”, “Chotes Carreirinho”, “Anú”, “Tatu com Volta no Meio” e “Maçanico”. Para o patrão do CTG, Francisco Lopes, foi uma grande oportunidade de mostrar aos visitantes a cultura tradicional gaúcha.

Já o CTG Caminhos do Pampa realizou uma palestra contando a história das danças folclóricas do Rio Grande do Sul. André Barbosa e Gisele Pereira, instrutores de danças no CTG, explicaram toda a história das danças gaúchas, desde a pesquisa feita por Paixão Cortes e Barbosa Lessa, para que o livro com as 25 danças fosse escrito, até a maneira que devem ser dançadas.

As oficinas de Turismo de Galpão prosseguem durante o dia até às 20h no Acampamento Farroupilha Extraordinário. A programação completa, que irá até o dia 13 de julho, está disponível no Galpão da Hospitalidade, próximo á entrada principal do Parque Harmonia onde acontece a grande festa da cultura gaúcha, abertas aos visitantes. Outra opção é consultar o portal www.portoalegrecriativa.info


/acampamento_farroupilha /copa_2014 /cultura /turismo
Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Elio Angelino Bandeira Filho
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

CONVOCAÇÃO REUNIÃO CONSELHO DE CULTURA DIA 26/06/2014

PREZADOS CONSELHEIROS
CONVOCAMOS A TODOS PARA REUNIÃO IMPORTANTÍSSIMA DO CONSELHO DE CULTURA:
QUANDO: DIA 26/06/2014
HORÁRIO: 19 HORAS
LOCAL: ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA - 3º OU 4º ANDAR

PAUTA:  SEMINÁRIO.
O MOMENTO É DE TODOS AJUDAREM PELA MANUTENÇÃO E SOBREVIVÊNCIA DO CONSELHO, POIS A RESPONSABILIDADE  É COLETIVA.
OBRIGADO DESDE JÁ.
GUIMARÃES
PRES. CONSELHO -GESTÃO 20111/2014

21 de junho de 2014

Piquete oferece quarto para turistas no Acampamento Farroupilha

Foto: Catarina Gomes/Divulgação PMPA
Piquete hospeda turistas em quarto com móveis do século XIX Piquete hospeda turistas em quarto com móveis do século XIX
Foto: Catarina Gomes/Divulgação PMPA
Espaço é repleto de objetos tradidionalistas gaúchos Espaço é repleto de objetos tradidionalistas gaúchos
A possibilidade de ficar hospedado em um quarto com móveis do final do século XIX é o que oferece aos turistas o Piquete Alma Redomona nesta edição extraordinária do Acampamento Farroupilha da Copa do Mundo 2014. O quarto faz parte de um grande e aconchegante galpão, repleto de objetos tradidionalistas gaúchos, onde a primeira mulher patroa de um piquete do Acampamento Farroupilha recebe os visitantes. Naira Jobim conta que o nome do Piquete foi escolhido por refletir sua personalidade de "uma mulher
que não se deixa domar".
 
Apaixonada pelas tradições gaúchas e por cavalos, a médica pediatra pensa em todos os detalhes do Piquete que criou há 14 anos. Em sua mini estância, como custuma chamar, diz ter um museu à céu aberto. São dezenas de peças que comprou ou ganhou de presente que contam um pouco da história do Rio Grande do Sul.
 
Para promover o turismo interativo proposto pela prefeitura, Naira coloca também à disposição dos turistas um anexo cultural onde estão expostos painéis ilustrativos e informativos mostrando o início da colonização do Estado, os símbolos do Rio Grande, ou ainda ainda outro que mostra em gravuras as atividades cotidianas do povo gaúcho nas fazendas do interior do Estado. Ela também está realizando no galpão, oficinas de charque, em que os turistas aprendem a preparar a carne e no final saboreiam o tradicional carreteiro.
 
A paixão pelas tradições é demonstrada nos detalhes. As lixeiras do Piquete foram pintadas pelo artista plástico Daniel Portela e mostram em cores alegres cenas de um casal dançando vestindo trajes típicos gaúchos.
 
Outra inovação da médica foi criar o livro do Piquete, em que sugere aos visitantes que deixem registradas suas impressões sobre o galpão e a recepção que tiveram. Para viabilizar o acesso de cadeirantes, Naira não esqueceu de criar uma rampa que possibilita o acesso tanto ao galpão como ao anexo cultural e assim fazer uma visita que certamente será inesquecível.  
PRINCIPAIS EVENTOS | SÁBADO | 21 DE JUNHO
FIFA FAN FEST

Abertura dos portões: 
11h

Jogos
13h - Argentina x Irã
16h - Alemanha x Gana
19h - Nigéria x Bósnia

Shows
11h40 - Stereosound
15h05 - Elton Saldanha
18h05 - MC Jean Paul

ACAMPAMENTO FARROUPILHA | Parque Maurício Sirotsky Sobrinho - HarmoniaUm espaço único, de valorização das tradições, usos e costumes de um povo que tem características diferentes de outros lugares do Brasil. Confira as oficinas e atividades do Turismo de Galpãoclicando aqui
Horários de funcionamento:- De segunda a sexta-feira, das 10h às 22h.
- Nos finais de semana, das 10h às 2h da manhã.
- Dias de jogos em Porto Alegre, das 9h à meia-noite.


/acampamento_farroupilha /turismo
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada

Oficina revela segredos do doce de ambrosia



Foto: Divulgação/PMPA
Piquete Herança Pampeana realizou a atividade do Turismo de Galpão Piquete Herança Pampeana realizou a atividade do Turismo de Galpão

Os segredos de um dos doces mais tradicionais do Rio Grande do Sul estão sendo revelados na oficina sobre a ambrosia, que está sendo realizada pelo piquete Herança Pampeana, no Acampamento Farroupilha, dentro do programa Turismo de Galpão. “Essa oficina é uma das mais procuradas porque trata de um doce muito apreciado e tradicional do Rio Grande do Sul”, afirma o Patrão do piquete, Elson Melo.

A receita é simples. Coloque em uma panela média 1/2 xícara de açúcar, a canela e os cravos da índia, deixe ferver até dourar o açúcar (cor de caramelo), acrescente o leite, o suco do limão, o restante do açúcar e os ovos (misture os ovos antes para estourar as gemas). Mexa de vez em quando, com cuidado, deixando ferver até ficar quase seca. A questão é que, depois de pronto, poucos ficam com o sabor “do doce da infância”, como dizem os apreciadores.

Para a doceira Dálida Macedo, que aprendeu o ofício com a sua avó, em São Sepé, no interior do Estado, o segredo do doce é muito simples. “Os ovos tem que ser caipira, cuidado ao mexer o doce, senão vira mingau, e misturar com leite frio”, afirma Dálida.

Entre os participantes da oficina realizada nesta sexta-feira, 20, Vera Maria Castilhos Cabral, de Porto Alegre, estava procurando uma especialização. “Sei fazer o doce, mas não fica tão bom quanto esse”, afirmou, aprovando a qualidade do doce logo após a degustação.

Para o grupo de voluntários que trabalham na Copa do Mundo e que também prestigiaram a oficina, o doce também estava gostoso. “Estamos procurando participar do maior número de oficinas possível, agregando informações, pois nos auxilia na hora de conversar com o turista,” ressalta o voluntário José Antônio da Silveira.
O piquete ainda oferece oficinas sobre o chimarrão, comida campeira e de cuca, que também  são muito procuradas. Para o Patrão Elson, o grande segredo para o sucesso de qualquer destes quitutes está na dedicação de quem faz. “Esse é o grande segredo da culinária, fazer com carinho e com gosto”, conclui o Patrão.

/acampamento_farroupilha /copa_2014 /turismo
Texto de: Eliana Zarpelon
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Uma pousada de charme para uma noite em meio aos galpões

Foto: Divulgação/PMPA
Galpão possui conforto e conta com lareira, mesa de jogos e quarto Galpão possui conforto e conta com lareira, mesa de jogos e quarto

Os participantes da oficina “Charque no Rio Grande do Sul”, oferecida no Acampamento Farroupilha Extraordinário pelo projeto Turismo de Galpão, foram surpreendidos não apenas pelas informações interessantes sobre esse produto tipicamente gaúcho, do período colonial, mas também pela beleza do Galpão dos Piquetes Vento Sul e Velho Pai, onde acontece a atividade.
A ideia que a maioria das pessoas possui do chamado “galpão crioulo”, ou seja, aquele local onde a peonada guarda os utensílios de trabalho e se abriga durante a noite, em volta do fogo de chão, geralmente com capim, barreados, de pau a pique, tábuas ou costaneiras e de chão batido, não se aplica neste caso.

Sem perder a rusticidade e o cuidado com a tradição, o galpão conjunto dos piquetes, na verdade, possui todas as características de uma pousada de charme, com o conforto exigido para esse tipo de hospedagem, como lareira, mesa para jogos e um confortável quarto para quem deseja passar a noite. “O nosso galpão atende a todos os requisitos exigidos pelo Turismo Criativo onde os visitantes passam a interagir com a cultura local. Aqui o turista passa por várias oficinas e pode efetivamente viver um ou mais dias no ambiente de uma fazenda antiga”, explica Naira Jobim, a Patroa do Piquete Ventos do Sul.
O “quarto do gringo” como foi apelidado no piquete, abriga até duas pessoas e remete o visitante ao século XVII, período do auge das charquedas no Rio Grande do Sul. Possui inclusive uma banheira e um “chuveiro” utilizado naquela época. O acervo é de propriedade de Naira que está montando esse verdadeiro “museu” há 14 anos. “Foi quando comecei a participar do Acampamento Farroupilha”, afirma Naira.
É a patroa, também, que apresenta a oficina sobre o Charque, tratando da importância deste produto para o Estado, principal alimento da mão-de-obra escrava e, em uma época em que não existiam enlatados e frigoríficos, também o método mais utilizado para conservação da carne.


/acampamento_farroupilha /copa_2014 /turismo
Texto de: Elana Zarpelon
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

MinC divulga resultado final da seleção do SNC


O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Articulação Institucional (SAI), divulgou na última quarta-feira (18/6) o resultado final do processo seletivo que tem como objetivos o fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC) e a contribuição com o cumprimento das metas do Plano Nacional de Cultura (PNC).
Os candidatos convocados terão até cinco dias úteis para realizar o cadastro do plano de trabalho do projeto no Sistema de Convênios (Siconv), nos termos do item 12.5 do edital.
A Chamada Pública do Sistema Nacional de Cultura vai possibilitar o repasse de recursos via Fundo Nacional de Cultura para Estados que completaram todo o processo de adesão ao Sistema Nacional de Cultura.
Nesta primeira leva de recursos, serão contemplados os Estados que assinaram a adesão e já cumpriram as próximas etapas pós-assinatura. O total de recursos disponibilizados será de R$ 30 milhões, distribuídos através de três eixos: promoção da diversidade cultural brasileira; fomento à produção e circulação de bens culturais; implantação, instalação e modernização de espaços e equipamentos culturais.
Confira aqui o resultado final.
*Com informações do site do MinC

20 de junho de 2014

Acampamento Farroupilha recebe mais de 20 mil visitantes

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Feriado de sol movimenta Acampamento Farroupilha Feriado de sol movimenta Acampamento Farroupilha
Foto: Luciano Lanes / PMPA
Milhares de turistas foram conferir as atrações no Parque Harmonia Milhares de turistas foram conferir as atrações no Parque Harmonia
O clima de Copa de Mundo tomou conta do Acampamento Farroupilha Extraordinário nesta quinta-feira, 19. A estimativa da Brigada Militar é de que mais de 20 mil pessoas tenham visitado o Parque Maurício Sirotski Sobrinho. O feriado no meio da semana, somado ao dia de sol forte motivou famílias inteiras a passear pelas ruas da Estância da Harmonia. o Coordenador de Tradição e Folclore da Secretaria da Cultura, Giovani Tubino, destaca que desde cedo era visível a alegria dos patrões das entidades acampadas, especialmenete pela diversidade de sotaques dos turistas e também pela oportunidade de mostrar aos visitantes um pouco das tradições gaúchas.

O clima era tão bom que o show do Gaúcho Pachola e Marco Lima, previsto para às 18 horas foi antecipado para um pouco antes das 16 horas, motivando dezenas de casais a dançarem na pista em frente ao palco central. Vestindo trajes tradicionalistas verde, o casal Jorge Fagundes Coelho e Sonia de Oliveira disse que a opção pela cor é para dar sorte à seleção brasileira no próximo jogo.

Também satisfeita estava a propritária da loja Relíquias Botas Ana Bergonci, diante do grande movimento registrado durante todo o dia. Ela conta que entre os produtos mais solicitados estão os lenços com as cores verde e amarelo. Houve muita procura ainda por alpargatas, mas são as botas de couro que figuram entre as preferidas dos visitantes.

Andréia Fagundes aproveitou que a família toda estava de folga e se deslocou de São Leopoldo com o marido, os pais e a cachorra Kimi para um passeio ao sol. Já Luciano Gomes e Cristiane Andrade vieram de Viamão para passar o dia com os filhos Lorenzo e Bruno no Acampamento Farroupilha. Depois de degustarem um suculento churrasco no almoço, a família aproveitou a tarde de sol para caminhar no Parque. 
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

19 de junho de 2014

Confira a Programação do V FESTIVAL DE TANGO DE PORTO ALEGRE



V FESTIVAL DE TANGO DE
PORTO ALEGRE
Uma homenagem a LUPICÍNIO RODRIGUES, ANÍBAL TROILLO e ao primeiro tango gravado em Porto Alegre: EL CHAMUYO


QUINTA-FEIRA, DIA 19 DE JUNHO

DAS 11H / 12H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
AULA PARA NÍVEL INICIANTE
Ingresso: 1 quilo de alimento não perecível ou um agasalho

DAS 14H / 14H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
HISTÓRIA DO TANGO
DAS 14H30 / 17H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
PRÁTICA ASSISTIDA DE TANGO COM PROFESSORES, PARA NÍVEL INTERMEDIÁRIO E AVANÇADO
Ingresso: Casal R$ 50,00 (Antecipado R$ 40,00)
Individual  R$ 30,00 (Antecipado R$ 25,00)
ÀS 21HTEATRO RENASCENÇA
ESPETÁCULO DE ABERTURA “PORTO ALEGRE BAILA TANGOS SAMBAS e CHORINHOS”
Com Orquestra Típica ‘’PORTO TANGO”, El Duo “LAS CUERDAS DEL PLATA”, CANTOR e BAILARINOS.
Ingresso: R$ 60,00 (50% ZH e Idoso, 40% Classe Artística e 10% Estudante)

ELENCO
BAILARINOS:
Mariana Casagrande e Daniel Oviedo
Juliana Figueredo e Fabiano Silveira
Gislene Rosa e Cleber Borges
Paola Vasconcelos e Giovani Vergo
Pâmella Kepler e Mauricio Miranda
Alexandra Kirinus e Edson Nunes
Katiusca Dickow e Rafael Pabst
Daniela Diaz e Fábio Mees
Arlety Patrício, Débora Carminatti, Elisa Hoffmann e Valentin Cruz
Pablo Valentin, Pablo Torres, Valentin Cruz e Vinícius Flores

ORQUESTRA TÍPICA PORTO TANGO
Carlittos Magallanes, Roberto Pinheiro, Marcio Reggiori e grupo
EL DUO LAS CUERDAS DEL PLATA
Antonio Sanguinetti, Silvio Ortega
CANTOR
Pablo Valentin


SEXTA-FEIRA, DIA 20 DE JUNHO

DAS 14H / 14H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
MUSICALIDADE

DAS 14H30 / 17H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
PRÁTICA ASSISTIDA DE TANGO COM PROFESSORES, PARA NÍVEL INTERMEDIÁRIO E AVANÇADO
Ingresso: Casal R$ 50,00 (Antecipado R$ 40,00)
Individual  R$ 30,00 (Antecipado R$ 25,00)

ÀS 21HTEATRO RENASCENÇA
ESPETÁCULO "PASIÓN TANGUERA"
Com Orquestra "TANGO SHOW", El Duo “LAS CUERDAS DEL PLATA”, CANTORES e BAILARINOS.
Ingresso: R$ 60,00 (50% ZH e Idoso, 40% Classe Artística e 10% Estudante)

ELENCO
BAILARINOS:
Mariana Casagrande e Daniel Oviedo
Juliana Figueredo e Fabiano Silveira
Gislene Rosa e Cleber Borges
Paola Vasconcelos e Giovani Vergo
Arlety Patrício e Valentin Cruz
Pablo Valentin, Pablo Torres, Valentin Cruz e Vinícius Flores
ORQUESTRA "TANGO SHOW"
Carlittos Magallanes e grupo
EL DUO LAS CUERDAS DEL PLATA
Antonio Sanguinetti, Silvio Ortega
CANTORES
Patricia Magallanes e Pablo Valentin



SÁBADO, DIA 21 DE JUNHO

DAS 11H / 12H30TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
AULA PARA NÍVEL INICIANTE
Ingresso: 1 quilo de alimento não perecível ou um agasalho.
ÀS 21H SALÃO POMPEIA
MILONGA
Com as Orquestras Típicas "PORTO TANGO" e "TINTA ROJA" e apresentação dos Professores. Grupos convidados
Ingresso: R$ 50,00 (Antecipado R$ 40,00)



DOMINGO, DIA 22 DE JUNHO

DAS 17H / 20HTANGUERA ESTUDIO DE DANZA
PRÀCTICA E FESTA DE ENCERRAMENTO COM ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS E AGASALHOS
Ingresso: R$ 10,00


ENDEREÇOS:
Tanguera Estudio de Danza - R. Comendador Coruja, 380 – 3227.4121
Teatro Renascença – Av. Érico Veríssimo, 307
Salão Pompéia – Dr. Barros Cassal, 220

FICHA TÉCNICA
Realização: TANGUERA ESTUDIO DE DANZA
Direção: VALENTIN CRUZ
Produção: FRANCISCO SANTOS
Assessoria de Imprensa e Cerimonial: ALESSANDRA FARINA BERGMANN
Assessoria: LUCIANA PICCOLO e HELOISA BERTOLI
Iluminação: HELOISA BERTOLI
Sonorização: ANDRÉ FREITAS
Fotografia: CLÁUDIO ETGES
Filmagem: DARLAN
Edição de vídeo: HENRIQUE BARBOSA
Secretaria: JOÃO VICTÓRIA e CASSIANO SOTOMAIOR