Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

31 de maio de 2017

Resultado da avaliação coletiva de maio do PRÓ-CULTURA






A Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer recebeu do Conselho Estadual de Cultura os projetos culturais considerados "prioritários" na avaliação coletiva realizada no dia 25 de maio de 2017.

Confira a listagem dos projetos e os respectivos valores autorizados para financiamento do Pró-cultura RS LIC:

17/1100-0000456-8
9ª FESTA DAS ETNIAS - BANDEIRAS DA INTEGRAÇÃO 2017
5880 - ASSOCIAÇÃO CULTURAL DAS ETNIAS ORGANIZADAS DE SANTA ROSA - ETNIROSA
R$ 109.860,00

16/1100-0001307-3
CINE ESQUEMA NOVO 2017
5263 - ASSOCIAÇÃO CINE ESQUEMANOVO DE DESENVOLVIMENTO DA IMAGEM-ACENDI
R$ 193.585,00

17/1100-0000233-6
CONCERTOS COMUNITÁRIOS DE BENTO GONÇALVES 2017
6119 - SOCIEDADE MUSICAL BENTO GONÇALVES
R$ 153.850,00

16/1100-0001351-0
ENSAIO DOS BLOCOS DESCENTRALIZADOS DE PORTO ALEGRE - CARNAVAL 2018
5280 - DOWNLOAD PRODUTORA DE EVENTOS E MARKETING LTDA. EPP
R$ 179.315,00

17/1100-0000317-0
DUOS NO TSP 2017
105 - CIDA PLANEJAMENTO CULTURAL LTDA
R$ 210.900,00

17/1100-0000513-0
11º FESTEJOS FARROUPILHAS DO PARANHANA 2017
3558 - ASSOCIAÇÃO RECANTO GALPONEIRO
R$ 102.563,50

17/1100-0000234-4
10º FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2017
4824 - CENTRO FRANCO BRASILEIRO
R$ 41.348,48

17/1100-0000279-4
GIRO DA CANÇAO 2017
5595 - GM BECKER PRODUÇÕES
R$ 221.910,00

17/1100-0000119-4
MOSTRA GUAPORÉ - EXPOCULTURAL 2017
5105 - ASSOCIAÇÃO GUAPORÉ PRÓ-EVENTOS
R$ 123.200,00

17/1100-0000239-5
PALCO TREZE - 2017
41 - ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO THEATRO TREZE DE MAIO (AATTM)
R$ 78.059,20

17/1100-0000528-9
PARTE ARTÍSTICO-CULTURAL DA FORQUETINHA EXPOFEST 2017
6141 - CENTRO DE CULTURA ALEMÃ DE FORQUETINHA
R$ 120.050,02

16/1100-0001236-0
RESTAURO DA CASA MAJOR NICOLETTI E PESQUISA MUSEOGRÁFICA
5783 - FREITAS & DALCIN GESTAO DE PROJETOS CULTURAIS LTDA ME
R$ 882.824,78

16/1100-0000962-9
RESTAURO DA COBERTURA DA CASA DO IMIGRANTE
120 - MUSEU HISTÓRICO VISCONDE DE SÃO LEOPOLDO
R$ 733.214,35

17/1100-0000260-3
PARTE CULTURAL DA 5ª EXPOVESPA 2017
4203 - ASSOCIAÇÃO DE APOIO AO TURISMO E ECOLOGIA DO VALE DO TAQUARI
R$ 161.930,00

17/1100-0000267-0
TURNÊ EXÉRCITO DE SONHOS
5008 - FUNDAÇÃO THIAGO DE MORAES GONZAGA
R$ 141.402,00


Fonte: portal do Estado do RS

30 de maio de 2017

Divulgadas as peças selecionadas para o 24º Porto Alegre em Cena


Foto: Francielle Caetano/PMPA

O espetáculo O Mal Entendido foi o vencedor da última edição
O espetáculo O Mal Entendido foi o vencedor da última edição
A comissão avaliadora  da 24ª edição do Porto Alegre Em Cena,  divulgou a seleção dos dez espetáculos que participarão do evento, que ocorrerá de 12 a 24 de setembro, em diversos teatros e demais equipamentos culturais da capital, numa promoção da Secretaria Municipal de Cultura. Neste ano, 87 montagens se inscreveram para seleção, estabelecendo um recorde em número de participantes.
 
Em disputa, o 12º  prêmio Braskem em Cena que, além do prestígio, concede prêmios ao melhor espetáculo (júri oficial e júri popular),  diretor ou coreógrafo,  ator ou bailarino,  atriz ou bailarina e de categoria destaque. A comissão que avaliou as peças é formada por Airton Tomazzoni, Duda Cardoso, Jane Schoninger, Marina Mendo, Mesac Silveira, Fernando Zugno e Sandra Dani. Na última edição, o vencedor foi a peça O Mal-Entendido, avaliado pelo júri oficial como o melhor espetáculo. 
 
Espetáculos escolhidos
 
Ícaro -  com direção de Liane Venturella
Movimentos sobre rodas paradas - da Cia. Incomode-te
Não me toque estou cheia de lágrimas – sensações de Clarice Lispector -  da GEDA Cia. de Dança
Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora - do Coletivo Errática
Prata paraíso - da Cia. Espaço em Branco
Atma - com direção de Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis
Fala do silêncio - da Cia. Rústica
Iluminus -  da New School Dreams
Parque de diversões -  com direção Diones Camargo e Marcos Contreras
Acuados -  da Ânima Cia. de Dança
 
 


/teatro

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Hoje Sopapo Poético - edição de maio/2017



NA TERCEIRA EDIÇÃO DE 2017, O SOPAPO POÉTICO RECEBE A POETISA ANA DOS SANTOS

Dando continuidade à programação de 2017, o SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia recebe na edicão deste mês a professora e  poetisa Ana dos Santos. O evento acontece no próximo dia 30 de maio, terça-feira, no Centro de Referência do Negro Nilo Feijó, Av. Ipiranga, 311, com entrada franca.

O sarau SOPAPO POÉTICO é promovido pela ANdC (Associação Negra de Cultura) desde 2012. A exemplo de outros saraus afro-brasileiros, o encontro celebra o protagonismo negro, em uma roda de atuações, reflexões e de convivências afrocentradas.

ANA DOS SANTOS 
Poetisa, professora de Literatura e contadora de histórias, Ana é gaúcha de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Formada em Letras pela UFRGS, participou e venceu concursos de Poesia na universidade e recebeu a Menção Honrosa do Prêmio Lila Ripoll na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Escreveu pequenas crônicas no Livro da Tribo (SP) e no livro "Brazil by Night" (SP). Venceu o Concurso Ministério da Poesia (World Art Friends) onde publicou o livro "Flor" (Portugal). Está com poemas na Antologia Águia 2009 (AmiGos Unidos Incentivando As ArteS), no livro Pretessência – Sopapo Poético, na Revista Gente de Palavra e na Revista Poesia Sem Medo. Artista independente, criou o jornal digital "Sociedade dos Poetas Vivos" e colou poemas e muros do Brasil, projeto "As paredes têm ouvidos e sabem do nosso amor". É mãe de Guilherme, seu melhor poema! Blog: "Flor do Lácio".

SOPAPINHOCom a proposta de desenvolver o interesse pela cultura e pela poesia nos pequenos, o Sopapinho é um momento de fortalecimento da identidade étnica e da autoestima das crianças negras. As atividades do Sopapinho, paralelas ao sarau, envolvem brincadeiras, artes visuais, canto, contação de histórias e a participação na roda de poesia. Solicitamos aos pais que tragam lanches para serem compartilhados no sopapinho.

FEIRA AFRO
A Feira Afro acompanha e apoia o Sopapo Poético desde suas primeiras edições, fortalecendo o espírito comunitário do sarau. A diversidade de produtos e estilos é sua característica, reunindo afro-empreendedores e artesãos, com produção voltada para a identidade étnica. Artesanato, alimentação, literatura, estética cultural, vestuário, cosméticos naturais, música - e muito mais - são opções da feira para o eclético público sopapeiro.

CINE KAFUNÉ
Antecedendo o sarau, o Cine Kafuné projeta no telão vídeos clipes e documentários afrocentrados.


SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia
Edição de maio de 2017
Convidada: ANA DOS SANTOS
Quando: terça-feira, 30 de maio, às 19h30min
Onde: Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Av. Ipiranga, 311, Menino Deus - Porto Alegre/RS
CONTRIBUIÇÃO ESPONTÂNEA

Contatos:
sopapo.poetico@gmail.com
(51) 99365-3315 - 99117-4559 - 99317-6497 - 99218-5449

Realização:
ANdC - Associação Negra de Cultura

Apoios:
Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Cine Kafuné
SINDIPETRO - Sindicato dos Petroleiros
Boteko do CANINHA (Areal da Baronesa)
Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Secretaria de Desenvolvimento Social



Sarau Junho Clube Literário Jardim Ipiranga

 

29 de maio de 2017

Seminário debate mudança na gestão de espaços culturais

Foto: Divulgação/PMPA


O Seminário sobre o terceiro setor, que será realizado nesta quarta-feira,31,na Cinemateca Capitólio Petrobrás, marcará o início de uma mudança significativa no atual formato de administração de equipamentos públicos culturais que vigora em Porto Alegre, considerado excessivamente concentrado no poder público.

A nova proposta objetiva aprimorar o modelo de gestão desses locais, a partir da parceria da prefeitura e diferentes Organizações Sociais (OS), aproximando os espaços culturais e comunidade e levando mais eficiência no direcionamento e uso dos recursos públicos. A promoção é da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre e o Instituto Odeon, do Rio de Janeiro e conta com apoio da Corporação Andina de Fomento (CAF). 
 
 Novo modelo - Para apresentar esse modelo aos gaúchos, o seminário receberá convidados com diferentes experiências e organizações sociais gestoras de projetos, instituições e outras iniciativas culturais do poder público em parceria com o terceiro setor. O Diretor Executivo da Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), Luiz Sobral abrirá os debates e apresentará um panorama sobre este modelo, focado na parceria entre organizações sociais e espaços públicos, que a prefeitura da Capital pretende implantar na cidade. Na sequência, o professor e pesquisador do Instituto de Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia (Insper), Fernando Schuler e o consultor do setor público e terceiro setor, Flavio Alcoforado, iniciam o primeiro painel, cujo tema é Contratualização por resultados: o modelo de gestão por Organizações Sociais. Mediado pelo presidente do Conselho do Instituto Odeon, Eder Campos, o debate abordará os contrapontos entre o Marco Legal do Terceiro Setor (Lei Nº 13.019) e o Marco Legal do modelo de Organizações Sociais, além dos desafios na implementação do modelo, a metodologia de avaliação e o seu monitoramento. Em seguida, com mediação de Emília Paiva, Conselheira do Instituto Odeon, o painel Resultados e sustentabilidade nos projetos culturais, contará com a participação de Ronaldo Bianchi, diretor executivo na Bianchi & Associados, e Claudinéli Ramos, coordenadora da Unidade de Monitoramento e Avaliação da Secretaria de Cultura de São Paulo. Os palestrantes falarão sobre a gestão e sustentabilidade nos projetos culturais e os principais resultados dos contratos de gestão das OS’s de cultura em São Paulo. Os participantes também conhecerão melhor o resultado de dois casos de sucesso:  o trabalho realizado no Museu de Arte do Rio de Janeiro, através da experiências da diretora executiva do Instituto Odeon, Ana Carolina Lara e na Pinacoteca do Estado de São Paulo, cujos avanços e resultados, a partir da gestão pela Organização Social, serão tema da palestra de Marcelo Dantas, diretor administrativo-financeiro da Pinacoteca. 
 
 
Seminário “O Terceiro setor na gestão da Cultura"
 
Local: Cine Teatro Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico, Porto Alegre)
31 de maio, das 9h30 às 17h30
 
As inscrições, gratuitas, estão abertas e podem ser realizadas no site do Instituto Odeon (www.institutoodeon.com.br).
 
Instituto Odeon - O Instituto Odeon é uma associação privada de caráter cultural, sem fins lucrativos, que tem a missão de promover a gestão e a produção cultural e artística de excelência, em diálogo com a educação, agregando valor público para a sociedade. O Instituto foi formado a partir de uma ampliação da Odeon Companhia Teatral, organização criada em 1998. Tendo sido qualificado como Organização Social (OS), o Instituto Odeon tornou-se, em 2012, parceiro da Prefeitura do Rio de Janeiro na gestão do Museu de Arte do Rio – MAR. Com a assinatura do contrato de gestão, a experiência da Odeon no segmento cultural passa a ser utilizada no gerenciamento de um dos equipamentos mais importantes na revitalização da área portuária da cidade. O modelo de gestão do Odeon prima pela agilidade dos processos, transparência e eficiência, contribuindo para a sustentabilidade e longevidade das transformações trazidas pelo MAR. O instituto também é consultor da Prefeitura de Porto Alegre, por meio de da Secretaria Municipal de Cultura, para o desenvolvimento do projeto de modelo de gestão e sustentabilidade do Centro Cultural  Usina do Gasômetro. Estabelece também processo de consultoria ao Governo do Estado do Pernambuco, por meio de sua Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, para a realização dos serviços de curadoria para implementação dos espaços 
 
Programação 
 
Das 9h30 às 12h30
Palestra de abertura: “Panorama e futuro do modelo de parceria entre Organizações Sociais e o poder público”, com Luiz Sobral (Diretor executivo da Associação paulista dos Amigos da Arte – APAA).
 
1º Painel
 
Mediador: Eder Campos (Presidente do Conselho de Administração do Instituto Odeon).
Tema: “Contratualização por resultados: o modelo de gestão por Organizações Sociais”.
“Marco Legal do Terceiro Setor (lei 13.019) X Marco Legal do modelo OS”, com Fernando Schuler (Professor e Pesquisador no Insper).
“Metodologia de avaliação e monitoramento do modelo / Desafios na implementação do modelo”, com Flavio Alcoforado (Consultora no Setor Público e Terceiro Setor).
 
Das 14h30 às 17h30
Case: “MAR - A experiência como 1ª OS no cenário cultural carioca, com Ana Carolina Lara (Diretora Executiva do Instituto Odeon).
 
2º Painel
 
Mediador: Emília Paiva (Conselheira do Instituto Odeon).
Tema: “Resultados e sustentabilidade nos projetos culturais”.
 “Gestão e sustentabilidade nos projetos culturais”, com Ronaldo Bianchi (Diretor executivo na Bianchi&Associados);
 “Principais resultados dos contratos de gestão das OS de cultura em São Paulo”, com Claudinéli Ramos (Coordenadora da Unidade de Monitoramento e Avaliação da SEC-SP). 
Case: “Pinacoteca do Estado de São Paulo - Avanços e resultados a partir da gestão pela Organização Social”, com Marcelo Dantas (Diretor Adminstrativo Financeiro da Pinacoteca).
 
Palestrantes e debatedores
 
Luis Celso Vieira Sobral - Graduado em Administração de Empresas pela Faculdade Presbiteriana Mackenzie, hoje é o atual Diretor Executivo da APAA - Associação Paulista dos Amigos da Arte e também Diretor Presidente da ABRAOSC - Associação Brasileira das Organizações Sociais de Cultura. Atuou também como Presidente da Comissão de Avaliação das Organizações Sociais de Cultura na Secretaria Estadual de Cultura do Estado de São Paulo, onde, anteriormente atuou como Secretário Adjunto e Secretário Interino de Estado. Pelo período de uma década, atuou em outros diversos cargos públicos. Foi também Coordenador de parcerias Institucionais no Instituto Itaú Cultural.
 
Ronaldo Bianchi - Formado em Administração Pública pela FGV, Mestre em Administração pela PUC-SP, MBA Executivo Internacional pela FIA-USP e Conselheiro Certificado pelo IBGC; Atividades atuais: Diretor da Bianchi& Associados. Diretor Executivo do Instituto Lina Bo Bardi. Conselheiro: do COINFRA da FIESP e da Revista Interesse Nacional. Docente de Políticas Públicas de Cultura no Curso de Pós-Graduação FAAP – Gerente de Cidades. 
 
Flavio Alcoforado - Doutor em Administração Pública e Governo pela EAESP/FGV, Mestre em Administração pela EBAPE/FGV, especialista em Gestão Empresarial pela PUC-Rio, Advogado, atuou como consultor junto a Governos para a contratualização de resultados do Estado com o Terceiro Setor (MG, SP, ES, CE, RJ e RS). Atua como Professor universitário e consultor no setor público e terceiro setor. Foi o executivo em organizações estatais e do terceiro setor, como: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (Subsecretario de Saúde), CeMAIS - Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais (Diretor Executivo) e TVE Brasil.
 
Claudinéli Ramos - Desde julho/2015, é pesquisadora coordenadora, por parte da SEC-SP, do convênio de cooperação técnico-científica e cultural com o Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas da USP – NUPPS/USP, para desenvolvimento do Observatório de Políticas Públicas de Cultura do Estado de SP - LabCult. É historiadora e mestre em Filosofia da Educação pela USP e especialista em Gestão do Terceiro Setor pelo SENAC. De jan/2008 a abr/2013 foi coordenadora da Unidade de Museus da Secretaria da Cultura do Estado de SP, e desde maio de 2013 coordena, na mesma Pasta, a recém-criada Unidade de Monitoramento e Avaliação. Integra o quadro de docentes do CEDIC/PUC-SP, do MBA em Gestão de Museus da UCAM-RJ, e da Escola Superior da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo – ESPGE. 
 
Marcelo Costa Dantas - Desde outubro de 2014 é Diretor Administrativo Financeiro da Associação Pinacoteca Arte e Cultura – APAC, instituição responsável pela gestão da Pinacoteca de São Paulo e Memorial da Resistência de São Paulo. É licenciado em História pela UniABC em 2001, pós-graduado em Controladoria, Contabilidade e Finanças pela FECAP-SP em 2006, MBA em Administração pela Fundação Getúlio Vargas –FGV/SP em 2014. Atuou na coordenação do projeto de harmonização de procedimentos contábeis para organizações sociais de cultura, realizado em parceria da ABRAOSC - Associação Brasileira de Organizações Sociais da Cultura com a FIPECAFI – Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, nos anos de 2014/2015. 
 


/cultura

Texto de: Thiago Copetti
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

25 de maio de 2017

Obras de arte em edifícios é tema de debate nesta quinta



Foto: Helena Rocha/PMPA
Em dois anos de aplicação da Lei, dezenas de obras de arte já estão disponíveis à população
Em dois anos de aplicação da Lei, dezenas de obras de arte já estão disponíveis à população
A Lei que define a colocação de obras de arte em novos edifícios, em Porto Alegre, será discutida nesta quinta-feira, 25, no evento Mais Arte na Cidade - Reflexos da Lei 10036/06. O encontro, promovido pela Coordenação de Artes Plásticas da Secretaria Municipal da Cultura, será realizado no auditório do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), das 14h às 16h30, na Praça da Alfândega, no Centro Histórico. Além de demonstrar os pontos positivos de dois  anos de aplicação da Lei das obras de arte, serão apresentados os parâmetros para cadastramento de projetos pelos artistas. A entrada é franca.
 
Valorização dos espaços - A Lei 10036/06 trata da colocação de obras de arte de visibilidade pública em novas construções com área adensável maior que 2000m². Em dois anos de aplicação, dezenas de obras de arte já estão disponíveis à população. Gradativamente a imagem da cidade se transforma e a Lei se consolida, por valorizar os edifícios, promover a produção artística local, cumprir papel educativo e incentivar aproximação da comunidade com os novos empreendimentos.
 
Mesa de debates:
 
Adriana Boff – Coordenadora de Artes Plásticas da Secretaria da Cultura da Prefeitura de Porto Alegre.
Paulo Amaral – Diretor do Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli - MARGS.
Zalmir Chwartzmann – Vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil - SINDUSCON.
André Venzon – Conselheiro da Associação Riograndense de Artes Plásticas Chico Lisboa.
Vinicius Vieira – Diretor Cultural do Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB RS e Presidente da Associação dos Escultores do Estado do RS - AEERGS.
 
Mais Arte na Cidade - Reflexos da Lei 10036/06
 
Quinta-feira, 25, das 14 às 16h30
Auditório do MARGS, Museu de Arte do Rio Grande doSul 
Praça da Alfândega, s/ n°
Entrada Franca
Realização: Prefeitura de Porto Alegre.
Intituto dos Arquitetos do Brasil - RS, 
Associação dos Escultores do RS, 
Sinduscon 
Associação Chico Lisboa 
Margs - Museu de Arte do RS 
e AAMARGS - Associação de Amigos do Margs




/cultura

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

VOLTAMOS DAS FÉRIAS

5 de maio de 2017

Arquivado inquérito civil que apurou utilização de dinheiro público no Acampamento Farroupilha


 

Clique na foto para ampliar
O Movimento Tradicionalista Gaúcho comemora mais uma vitória. Nesta semana, o presidente Nairo Callegaro recebeu a notícia do arquivamento do inquérito civil relativo à utilização de dinheiro público no Acampamento Farroupilha. Segundo o Ministério Público, diante de todos os documentos juntados (notas fiscais, recibos e prestações de contas), ficou comprovado que todo o dinheiro público destinado à Fundação Cultural Gaúcha / MTG para realização do Acampamento foi utilizado exclusivamente no evento, sem desvios para outros fins e sem prejuízo ao erário público. A investigação analisou as contas de 2010 a 2014, a partir da abertura de inquérito solicitada pelo Sindicato dos Guardadores de Veículos.
Segundo o presidente do MTG, trata-se de uma decisão importante, que demonstra a seriedade com que a entidade vem realizando o evento ao longo de todos esses anos. “Todos sabem o tamanho do Acampamento Farroupilha, que recebe mais de 1,3 milhão de visitantes em 20 dias, o que o coloca entre os maiores realizados em Porto Alegre, senão o maior, e o que torna nossa responsabilidade muito grande”, afirma. Segundo Callegaro, o MTG é parceiro do Estado na resolução de seus problemas, segundo a Carta de Princípios que norteia as atividades da entidade, e este arquivamento demonstra a assertividade das decisões tomadas, sempre visando a melhor relação custo x benefício em todas as parcerias e contratações.

4 de maio de 2017

Marchezan recebe direção do MTG



Foto: Joel Vargas/PMPA
Audiência com o presidente do MTG, Nairioli Antunes, e diretoria Audiência com o presidente do MTG, Nairioli Antunes, e diretoria

O prefeito Nelson Marchezan Júnior recebeu na tarde desta quarta-feira, 3, representantes da direção do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Na pauta do encontro estava a realização do Acampamento Farroupilha, que neste ano não contará com verba pública, assim como outras festas que ocorrem na cidade, devido à crise financeira pela qual a prefeitura passa.
O presidente do MTG, Nairioli Antunes Callegaro, entregou ao prefeito o arquivamento por parte do Ministério Público sobre investigações levadas adiante pelo órgão após denúncias feitas por CPI realizada na Câmara de Vereadores.”Nosso objetivo é realizar a festa com a parceria e o apoio da prefeitura, sem verbas. Temos patrocinadores e já estamos trabalhando para garantir a estrutura do parque”, explicou Nairioli.
Marchezan apoiou as iniciativas do MTG e ordenou um levantamento sobre os conselhos, leis e regulamentos que regem a festa. “Podemos modernizar o acampamento, discutirmos estruturas permanentes, parque temático, estruturar um novo modelo de negócios. A cidade vai ganhar com isso”, disse o prefeito.

Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Acampamento Farroupilha é pauta de reunião entre MTG e Prefeitura Municipal



O presidente do MTG, Nairo Callegaro, reuniu-se na quarta-feira, 3 de maio, com o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior. Acompanhado da equipe técnica do Acampamento Farroupilha, entregou documentação relativa ao arquivamento por parte do Ministério Público sobre investigações realizadas por CPI na Câmara de Vereadores relativas ao evento e aprofundou o diálogo sobre parceria. “Nosso objetivo é realizar a festa com o apoio da prefeitura, sem verbas. Temos patrocinadores e já estamos trabalhando para garantir a estrutura do parque”, explicou.

Foto Joel Vargas - texto: Sandra Veroneze


Marchezan apoiou as iniciativas do MTG e ordenou um levantamento sobre os conselhos, leis e regulamentos que regem a festa. “Podemos modernizar o acampamento, discutirmos estruturas permanentes, parque temático, estruturar um novo modelo de negócios. A cidade vai ganhar com isso”, disse o prefeito.

2 de maio de 2017

Música, teatro e performances no Festival #juntospelacultura


02/05/2017 12:57:00

Foto: Danúbio Gonçalves/Reprodução PMPA
Obra de Danúbio Gonçalves será inspiração para intervenção na fachada Obra de Danúbio Gonçalves será inspiração para intervenção na fachada
A comunidade gaúcha recebe mais uma alternativa para dar maior visibilidade à produção cultural regional, levando a arte, de forma gratuita, em todas as suas manifestações. A primeira edição do Festival #juntospelacultura ocorre em Porto Alegre neste sábado, 6 de maio, no estacionamento do Teatro Renascença, das 14h às 20h. A ação é uma parceria entre a Secretaria Municipal da Cultura (SMC), o Governo do Estado Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), grupos vencedores do edital #juntospelacultura e artistas da cidade de Porto Alegre.

Entre as atrações no palco estão a Banda Municipal de Porto Alegre, que abrirá o evento; o espetáculo Fusca a Vela, do grupo teatral Ueba; um fragmento da peça Trilogia Sensível - Portas do Invisível, do Grupo Neelic; uma performance do Grupo Experimental de Dança; e um show da Banda Capitão Rodrigo. Entre cada apresentação haverá discotecagem de Djs convidados.

Também ocorrerão exibições dos projetos Fábulas Contínuas e Roda Carijo, além de escambos de livros e feira de artesanato do GerAção e Skoob Encontro de Leitores. Ao longo do evento, artistas da premiada Crew Paxart, de Porto Alegre, irão realizar uma intervenção em parte da fachada do Centro Municipal de Cultura. O objetivo é trazer expressões urbanas contemporâneas para dentro do aparelho público.

A iniciativa agrega diferentes segmentos da sociedade, promovendo a integração entre arte, espaço público e população. A realização do Festival no Teatro Renascença abre a oportunidade para que as comunidades da Ilhota e Lupicínio Rodrigues, localizadas na região, participem do evento.
Programação
14h –  Banda Municipal de Porto Alegre
14h45 –  DJ
15h –  Trilogia Sensível - Portas do Invisível, NEELIC
15h20 – DJ
16h –  Fusca a Vela, UEBA
16h50 –  DJ
17h30 –  Grupo experimental de dança
18h –  DJ
18h30 – Capitão Rodrigo
20h – 21h: DJ
Festival #juntospelacutlura
Sábado, 6 de maio
Horário: 14h às 21h
Estacionamento do Centro Municipal de Cultura (Av. Erico Verissimo, 307)
Entrada franca

Contato
Coordenação do Centro Municipal de Cultura
(051) 3289-8060/ 3289-8052

Realização

Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre e
Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer

Financiamento
Pró-cultura RS FAC – Fundo de Apoio à Cultura



/cultura

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.