Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

5 de fevereiro de 2017

Cultura e lazer unidos para divertir durante período de férias

VIA CORREIO DO POVO:

Passeios a museus e exposições também são opções de visitação no recesso escolar

Passeios a museus e exposições também são opções de visitação no recesso escolar | Foto: Tiago da Silva / MCN Univates / CP

Passeios a museus e exposições também são opções de visitação no recesso escolar | Foto: Tiago da Silva / MCN Univates / CP
Neste último mês de férias, muitas atividades — de cultura, conhecimento e lazer — ainda podem ser agregadas ao divertimento da criançada, antes da volta às aulas. Assim, aproveitar a folga escolar para visitar museus e espaços culturais, abertos na Capital e no Interior — muitos deles com programações especiais —, além de ser passeio seguro e altamente educativo, geralmente envolve baixo custo.
No Rio Grande do Sul, de acordo com dados recentes do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), existem pelo menos 430 museus espalhados pelo Estado, sendo 72 deles só em Porto Alegre. No site da Rede Nacional de Identificação de Museus (Renim), vinculada ao Ibram, é possível obter informes de espaços do Brasil inteiro. Para acessar o Mapa dos Museus, basta buscar o link. “São locais que permitem cultivar a vontade do saber”, destaca a professora de Psicologia da Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), na Capital, Tânia Ramos Fortuna.
Se, em um primeiro olhar, tais espaços podem não parecer tão atrativos, Tânia lembra que, para as crianças, o novo sempre é sinônimo de descobertas. Segundo a especialista, o grande desafio não é convencê-las a conhecer os ambientes, mas sim convencer os pais a levá-las até eles. “Quando a gente não incentiva, desde cedo, formamos um adulto sem interesse pelo conhecimento cultural e artístico”, alerta Tânia.
Em Passo Fundo, na região Norte gaúcha, dois museus vinculados à Universidade de Passo Fundo (UPF) resgatam nuances históricas e destacam obras de artistas da cidade. “É nosso papel oferecer esse tipo de serviço cultural para a comunidade. São espaços que podem ser usufruídos, gratuitamente, para conhecimento, cultura e lazer”, revela Tania Aimi, coordenadora dos museus.
Junto com as exposições também são desenvolvidas ações educativas, de acordo com cada tipo de público. “Trabalhamos, principalmente, com crianças. O objetivo é que, no futuro, elas se tornem adultos frequentadores de museus e espaços culturais”, argumenta Tania Aimi. Para o período de férias, os espaços, no Centro de Passo Fundo, continuam sendo ótima opção para a criançada se divertir e aprender. Segundo a coordenadora, estão sendo desenvolvidas várias atividades envolvendo música, literatura e cultura.
Já no Museu Histórico Regional (MHR), o visitante pode conferir exposições que evidenciam, desde a tradição do samba na cidade até a história do Clube Visconde do Rio Branco, fundado em 1916. “Ouvíamos muitas pessoas, amantes do Samba e do Carnaval, falando sobre o significado do Carnaval e da evolução dos clubes para a avenida, por isso resolvemos trazer essas histórias para o museu”, explicou.
Tanto a exposição “Cem anos de Samba e outros carnavais” como “Centenário do Clube Visconde do Rio Branco” ficam abertas até o dia 5 de março. E no Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), três exposições destacam obras de importantes artistas de Passo Fundo, e ficam expostas até 26/3. Para a coordenadora do museu, é uma oportunidade para a comunidade conhecer e reconhecer artistas que ganharam notoriedade e levam o nome de Passo Fundo para além dos limites da cidade.
Conhecer um pouco mais da história da cidade é apenas uma das alternativas. Com tantos museus e espaços culturais disponíveis, a variedade de assuntos a serem explorados é vasta. Por isso, separamos algumas opções oferecidas pelo Estado, conforme constam a seguir.
Exposição "Infinitas Formas"
A exposição “Infinitas Formas de Grande Beleza”, do biólogo Claiton Martins Ferreira, é uma das atrações do Museu de Ciências Naturais (MCN) do centro universitário Univates, em Lajeado. A partir de uma visão artística e diferenciada, a mostra reúne fotografias de uma das mais representativas coleções biológicas do Estado.
Segundo a coordenadora do Museu, Miriam Kronhardt, o espaço busca contribuir para a melhoria do aprendizado científico e sensibilizar visitantes, de todas as idades, para a preservação do meio ambiente. Além disso, também conta com importante acervo de pesquisas da Univates acerca de temas como arqueologia, botânica e paleontologia. Neste mês de fevereiro, o Museu de Ciências funciona das 8h30min às 17h30min. Mais informações e contato pelo site ou e-mail mcn@univates.br.
Museu da Furg
Com a proposta de mobilizar a sociedade para a preservação do meio ambiente, quatro museus vinculados à Universidade Federal do Rio Grande (Furg), no Sul do Estado, são opções para o último mês de férias de verão. São eles, o Museu Oceanográfico, Museu Antártico, Museu Náutico e Eco-Museu da Ilha da Pólvora.
O diretor dos espaços em Rio Grande, Lauro Barcellos, ressalta que a proposta é oferecer ao visitante a possibilidade de descobrir o mundo oceânico e mobilizá-lo para a defesa do patrimônio marítimo costeiro nacional. As exposições podem ser conferidas de terça a domingo, a partir das 9h, sem custo. Para detalhes, acessar o site.
Casa da Cultura Mario Quintana 
Com oficinas temáticas e apresentações da Hora do Conto, a Biblioteca Lucília Minssen, no 5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana, na Capital, é alternativa para entreter a garotada durante as férias. Em fevereiro, são dez dias de atividades em diferentes horários.
Às terças e quartas-feiras é dia de ouvir uma boa história e aproveitar para participar de oficinas. Já aos sábados, dias 11 e 18/2, será apresentada a peça “O Barquinho de Papel contra o Pirata do Lixo” sobre Educação ambiental. As sessões começam às 16h e para participar é preciso se inscrever pelo (51) 3225-7089. O espaço abre de terça à domingo, com 17 mil títulos da literatura infanto-juvenil. Mais informes no blog.
Fundação Iberê Camargo
Oficinas voltadas a adolescentes e adultos marcam a programação dos sábados, em fevereiro, na Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre. No dia 11/2, a atividade “Do autorretrato à selfie” promove uma visita pela exposição Iberê, seguida de uma oficina que combina fotografia, projeção e desenho.
Já no dia 18/2, a oficina “Do manequim ao look do dia”, com foco na série “Manequins”, levará as crianças ao ateliê para abordar as relações entre vestuário e diferentes épocas. Com entrada gratuita, ambas as atividades ocorrem das 16h às 17h30min. Para inscrições, entrar em contato pelo e-mail agendamento@iberecamargo.org.br.
Museu Egípcio Itinerante
Buscando trazer a cultura egípcia e seus três milênios de história de volta à vida, o Museu Egípcio Itinerante conta com mais de 400 peças, esculpidas pelo fundador do museu e artista plástico, Essam Elbattal. “Para Essam é muito gratificante trazer a cultura egípcia ao Brasil. É uma cultura milenar que traz muitos aprendizados a todos”, explica Nícolas Martins, do Departamento Fiscal e de Financeiro do Museu. Atualmente, a exposição atua no RS, em Lajeado, no Shopping Lajeado. E, na Capital, o museu estará, em abril, no Shopping Bourbon Wallig. Mais dados no site ou pelos fones (51) 3254-0113 e (51) 3013-1658.