Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

10 de outubro de 2014

Assembleias do Orçamento Participativo começam nesta segunda


Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Primeiro encontro abordará habitação, organização da cidade e desenvolvimento Primeiro encontro abordará habitação, organização da cidade e desenvolvimento
A Prefeitura de Porto Alegre inicia nesta segunda-feira, 13, a rodada 2014/2015 das Assembleias do Orçamento Participativo. A primeira assembleia irá abordar a temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental e será realizada na Casa do Gaúcho (rua Otavio F. Caruso da Rocha, 301 Parque Mauricio Sirotsky Sobrinho), às 19h. No PI 2014/2015, R$ 504,5 milhões serão investidos em demandas da população; R$ 438,2 milhões em pedidos antigos e R$ 66,3 milhões em demandas novas.
Serão 23 encontros entre Assembleias Temáticas e Regionais que acontecerão entre 13 de outubro e 13 de novembro. “As assembleias do Orçamento Participativo têm uma importância fundamental para garantir a interação da população na escolha das prioridades de investimento da cidade”, ressalta o secretário de Governança Local, Carlos Siegle de Souza.
A rodada de assembleias é composta por seis reuniões temáticas e 17 regionais. Cada cidadão presente na assembleia elege, em ordem de importância, as quatro prioridades temáticas de sua região ou as especificidades de sua temática. Uma equipe da prefeitura faz a apuração dos votos de cada tema, que é fiscalizada pela comunidade, e ao final da assembleia são anunciadas as prioridades da região ou temática.
Nas assembleias também são eleitos os quatro conselheiros, dois titulares e dois suplentes, para cada temática e para cada região. Os encontros regionais terão início no sábado 18, às 15h, na Escola Municipal Deputado Vitor Issler, rua 19 de fevereiro, 330, contemplando a região Nordeste. O calendário completo com data, horário e local de todas as assembleias pode ser acessado aqui.
Os projetos decorrentes do Orçamento Participativo têm contribuído para o aumento no número de crianças nas escolas municipais e na melhoria da cobertura de saneamento básico da cidade. “O OP é um espaço de participação da sociedade em que o poder público e o cidadão assumem a corresponsabilidade pela construção de uma cidade melhor”, comenta Siegle.
    



/orcamentoparticipativo
Texto de: Indaiá Dillenburg
Edição de: Carolina Seeger
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.