Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

23 de junho de 2016

Curso aborda a importância da musicalidade na Primeira Infância


Curso é oferecido em parceria com a Uergs
A Secretaria Municipal de Educação (Smed) sedia, nesta quinta-feira, 23, os primeiros encontros do curso Educação Musical na Primeira Infância. Divididas em duas turmas, as formações ocorrem pela manhã, das 9h às 12h, e à tarde, das 14h às 17h. Destinadas aos visitadores do programa Primeira Infância Melhor Porto Infância Alegre (PIM PIA), as capacitações tratam da importância da musicalidade na gestação e na primeira infância – de zero a três anos e 11 meses. O curso, com carga de 30 horas, é realizado em parceria com a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) e terá reuniões mensais até dezembro.
Segundo Maria da Graça Gomes Paiva, secretária municipal de Educação adjunta e coordenadora do PIM PIA, o programa possui visitadores oriundos de 12 áreas do conhecimento, advindos de 14 universidades parceiras. “Desde março deste ano, estamos reformulando o trabalho do PIM PIA e já investimos 172 horas nas formações de verão”, destacou. De acordo com Maria da Graça, um dos princípios que fundamentam o curso é a teoria das inteligências, criada pelo psicólogo cognitivo e educacional, Howard Gardner. “Para Gardner, a música é a primeira inteligência e a mais primitiva. Então, quanto mais investirmos nela, principalmente no início da vida, maiores são as possibilidades de usar as canções como forma de alento, acariciamento e relaxamento”, completou.
Conforme a professora de música e integrante da Assessoria de Temas Transversais da Smed, Cristina Rolim Wolffenbüttel, as primeiras capacitações abordam cantigas de ninar. “Nosso objetivo é trabalhar os aspectos da educação musical com vistas à inserção dos visitadores nas famílias”, enfatizou. Cristina ressalta, ainda, a importância da afetividade presente no ato de ninar uma criança. “Orientamos os visitadores a entrarem nas casas e utilizarem essas práticas de extremo amor”, disse. De acordo com a professora, que também é pesquisadora e já realizou publicações sobre o tema, durante as formações será indicada bibliografia específica  para qualificar o aprendizado. “No final do ano, os universitários participantes do PIM PIA relatarão as vivências experimentadas com as famílias, a fim de compartilharem os conhecimentos adquiridos”, concluiu.



/ensino /musica
Texto de: Mailsom Portalete (estagiário)/Supervisão: Andrea Pinto
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.