Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

30 de dezembro de 2016

Quer saber o que é solidariedade? Gente que faz o bem, sem olhar a quem


Durante o ano eles fazem o bem, sem olhar a quem. No encerramento das atividades, no final do ano, saem anônimos, despejando solidariedade para quem precisa.

Moradora de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, e cursando fisioterapia na Unisinos, Pâmela Maria Ianescoscki, 1ª Prenda da 12ªRT, encheu o carro de alimentos, roupas e, até mesmo um bolo, e rumou para um asilo, próximo de sua casa. Pâmela apareceu na RBS TV fazendo essa ação do bem e teve repercussão pelo estado. "Isso vem desde a minha infância e, quando entrei no movimento, vi que podia praticar isso a gente busca evidenciar isso cada vez mais" – disse Pâmela, ao repórter.

Campeã em tempo integral

Não muito longe dali, em Alvorada, a campeoníssima prenda do CTG Tiarayu (campeão do Enart 2016) e instrutora de grupos de base como o GAN Anita Garibaldi, de Encantado, CTG M’Bororé, de Campo Bom e PL Timbaúva, de Portão, Thaiane Dutra. “Eu estava procurando uma instituição para fazer donativos, tanto que alguns brinquedos eu levei em uma casa de crianças excepcionais. Mas acabou que lembrei o quanto existem crianças carentes em Alvorada. Pedi ajuda para uma amiga, se conhecia alguma instituição que ajudasse crianças carentes. Foi coisa do destino... Ela não ia conseguir fazer o natal das crianças, que ela faz todo ano, pois havia arrecadado pouco brinquedo e, eu, graças a Deus, pude ajudar” – conta Thaiane.


Os dias foram passando e, contando com a solidariedade de outros amigos, de diversos lugares como Santa Maria, Estância Velha e Campo Bom, Thaiane arrecadou mais de oitenta brinquedos, cuja maioria foi buscar pessoalmente, de ônibus ou de trem. “Contei com a ajuda até das pessoas na rua para carregar tudo até em casa, era muita coisa. Ainda bem que tem gente que ainda ajuda os outros né?” – concluiu.

O time caiu, mas a solidariedade ficou em alta


Em Arroio do Tigre o meu amigo colorado, médico e músico Mauro Giménez Olazar, que já foi diretor de música do MTG, incentivou a mobilização da comunidade da região centro serra para que fossem arrecadados materiais escolares para crianças carentes. "Tenho amigos de todas as cidades da região. Então, meus amigos do Tigre poderiam doar para o pessoal daqui, os de Sobradinho para as crianças de lá e assim, sucessivamente", comentou. A campanha deu certo e a arrecadação superou as expectativas. “Vamos trabalhar em conjunto com as secretarias de educação dos municípios porque, graças a Deus o número de kits ultrapassou todas as nossas expectativas” – comemora Mauro.

Bola na trave pode alterar o placar

Tchê, tu sabe que passa o Enart a vida volta ao normal, né? Não se faz mais regime, pode se voltar a jogar bola, sem medo de se machucar, ai como o pessoal de CTG marca bastantes encontros com futebol e comilança, me veio a ideia de convidar os amigos e arrecadar brinquedos pro natal”- conta Renato Cavalheiro, do CTG Ronda Charrua.

Ao grupo de amigos juntou-se: Alexandre Brunetto, Rafa Martins, percussionista do grupo “Mas Bah” e o Bruno Mello (La Omerta, Buenas, Talagaço). Convidando o pessoal via redes sociais, em quatro dias conseguiram mobilizar quase 50 atletas, algo em torno de 100 pessoas ao redor dando força e levando presentes (gente do Alegrete, Caxias, Passo Fundo, Porto Alegre, Campo Bom...) totalizando quase 200 brinquedos, que foram entregues na Fundação de Assistência Social de Caxias do Sul. A força do tradicionalismo independente de ser Enart ou Vacaria, estancieiro ou primitivo. Após a arrecadação dos brinquedos fizeram “chutes na trave” para descontrair.

Tropilha solidária

Todo final de ano o CTG Tropilha Farrapa, de Lajeado, realiza alguma ação solidária. Este ano, depois de uma reportagem do jornal da cidade, “O Informativo”, sobre a Associação Simon Bolívar, de um bairro carente de Lajeado, o prendado da entidade escolheu a instituição para auxiliar. “No sábado do dia 10 de dezembro, ficamos um dia inteiro no Supermercado Imec, abordando as pessoas e estimulando-as a realizarem o bem. Arrecadamos cerca de 411 kg e visitamos a associação para entregar os donativos” – conta Jessica Herrera, 1ª Prenda do CTG. Esta instituição cuida dos filhos dos papeleiros, enquanto os pais trabalham. “Fomos recebidos pelas famílias e pela responsável de cuidar deles, Dona Sandra. Foi uma experiência única que nos deixou muitos legados, como valorizar o que temos e sempre pensar no próximo” – concluiu Jéssica.

Nada nesse mundo é por acaso

Tudo tem uma razão de ser. Paulo Gomes, músico, conhecido no Rio Grande por “Gago”, reside em uma zona rural de Aguas Claras, Viamão. “Quando meu marido foi aos Correios, ver se tinha algo para nós viu uma caixa de cartinhas das crianças da comunidade, então ele pegou uma destas cartinhas, esperou eu chegar do serviço para abrirmos juntos” – conta Francielle Barth. A cartinha era de um menino com problemas de saúde, tinha epilepsia. Escreveu uma cartinha para o Papai Noel contando sua triste história e pedindo um videogame. O casal não tinha condições de dar tal presente, mas acontece que durante uma conversa, uma pessoa conhecida comprou um game novo e moderno para seu filho e queria doar o antigo (play II). Fran e Gago rezaram e agradeceram a Deus a oportunidade de fazer aquele menino sorrir.

ENCRUZILHADA DO SUL -Grupo de Cavaleiras de Trança e Espora promoveu a segunda cavalgada da lua cheia, no dia 13 de dezembro, quando arrecadamos brinquedos e alimentos não perecíveis para as crianças da casa de passagem de Encruzilhada do Sul. Entregamos no dia 18 de dezembro” – Maria Luiza Dammé Teixeira

INDEPENDÊNCIA - “O CTG Sentinela do Rio Grande fez doações de alimentos não perecíveis e materiais de higiene para famílias necessitadas, com a ajuda das invernadas artísticas” - Luisa Tormöhlen.

BENTO GONÇALVES – “O CTG Gaudério Serrano fez campanha solidária com os departamentos cultural e artístico levando o papai Noel na carroceria junto com as prendas da entidade fomos com uma caravana nos bairros entregar doces pras crianças de comunidades carentes. Além da campanha do alimento, que foi doado a paróquia São Roque para que distribuísse as famílias que a comunidade, levamos as crianças fazerem a entrega. Eles se mobilizaram e aprenderam desde cedo a serem solidários com o próximo” – Natália Rosa.

SÃO GABRIEL – “A CTM, juntamente com seus peões e prendas e Dep. Cultural, em São Gabriel, fez o ‘Natal Solidário’ recolhendo alimentos não perecíveis nos mercados da cidade, no primeiro sábado do mês, e entregou no ‘Abrigo Espirita Manuel Viana de Carvalho’, e na festa de encerramento do ano da CTM, ao invés de trocar presentes, foi dado fraldas geriátricas e leite para doarmos também para o abrigo” – Cátia Cavalheiro.


SAPUCAIA DO SUL – “Minha família e alguns amigos, há um ano alimentamos, semanalmente, em média 40 moradores de rua. Mas, nesta época, reforçamos o cardápio deles com galeto e salsichão assado, maionese, refrigerante e sobremesa. Também, levamos o Papai Noel, cachorro quente, refrigerante e guloseimas em três lares de idosos. Nos sentimos abençoados, por termos este sentimento de solidariedade nos 365 dias” - Simone Machado.

FLORES DA CUNHA – “No dia 26 de novembro o DTG Herança da Tradição juntamente com alguns parceiros realizou uma Ação Solidária em prol ao Lar da Velhice São Francisco de Assis. Foram arrecadados 70 Kg de alimentos não perecíveis e mais de 400 itens de higiene e limpeza, além de presentes da lista de pedidos dos idosos, publicada em rede social. Foram entregues dia 15/12 pelas prendas e peões” – Stela Paim Lemos.


SÃO LEOPOLDO - "O GAN Ivi Maraé, de São Léo, entregou 150 kg de alimentos e 200 brinquedos em uma 'invasão' no bairro Rio dos Sinos e na Vila dos papeleiros. É o mínimo que fazemos para agradecer as bençãos que Deus nos dá" - Leandro Lautert.

Outras ações: Diego Deleon Vieira, em Porto Alegre. Eliete Miranda, em Viamão. Priscila Dias Ribeiro, Balneário Pinhal. PL Delfino Carvalho, em Cachoeira do Sul. Hospedaria Moresco de Chapecó-SC, mandado por Darlene Cardoso, 2ª Prenda Veterana de Santa Catarina. Rosane Donay, na Rede Solidária, em Porto Alegre.