Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

23 de dezembro de 2015

Prefeitura e Estado firmam parceria para Centros da Juventude

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Espaços contribuirão nas políticas de proteção a jovens e adolescentes
Espaços contribuirão nas políticas de proteção a jovens e adolescentes
Foto: Luciano Lanes / PMPA
Serão destinados para os seis centros US$ 56 milhões
Serão destinados para os seis centros US$ 56 milhões
Prefeitura e Governo do Estado assinaram, na manhã desta quarta-feira, 23, Termo de Cessão de Uso de terrenos para a construção de Centros de Juventude na Capital. Foram cedidos ao Estado dois terrenos, um no bairro Rubem Berta e outro na Lomba do Pinheiro, para a criação de espaços dedicados a atividades esportivas e culturais com jovens em vulnerabilidade social. A assinatura aconteceu no Palácio Piratini, com a presença do prefeito José Fortunati, do governador José Ivo Sartori, do vice-prefeito Sebastião Melo, e do secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, César Faccioli. (fotos)  
 
No mesmo evento, além da cessão pela prefeitura dos dois terrenos, também ficou definida a ampliação de dois outros centros municipais, o Cecores, na Restinga, e o Cegeb, que atende jovens dos bairros Medianeira e Vila Cruzeiro. Os quatro espaços, na avaliação do prefeito José Fortunati, deverão contribuir de forma significativa nas políticas de proteção a jovens e adolescentes. “Quando o cidadão, que paga seus tributos, busca a proteção do poder público, para ele pouco importa se é município, Estado ou União. Ele quer ser atendido. E, para nós, cabe esta relação harmoniosa para viabilizarmos ações, sobretudo em época de crise”, avaliou. 
 
Os recursos para o projeto, que também contempla centros em Alvorada e Viamão, serão oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Serão destinados, para os seis centros da juventude, além de bases de policiamento, US$ 56 milhões, sendo US$ 6 milhões de contrapartida do Estado. O secretário de Justiça e Direitos Humanos destacou a urgência de ações com foco nesse público. “Os jovens das periferias estão sendo dizimados pela violência. Essa é uma oportunidade de fazermos algo agora, em conjunto. A prefeitura respondeu de forma muito rápida ao nosso pedido. Temos que agradecer”, ressaltou Faccioli. O governador Sartori ressaltou que, além das ações nas áreas de cultura e esportes, serão desenvolvidas atividades voltadas à preparação para o mercado de trabalho.
 
Participaram também do evento o coordenador-geral do Projeto do BID na Secretaria de Estado da Justiça e dos Direitos Humanos, Aldo Silveira Peres, a deputada estadual e primeira-dama, Regina Becker, o deputado estadual Thiago Simon, o presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Frei Luciano, e os secretários municipais da Juventude, Diego Buralde, de Esportes, Recreação e Lazer, Edgar Meurer, de Governança Local, Cezar Busatto, de Gestão, Urbano Schimitt, e o diretor-geral do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), Everton Braz.  
 
Os Centros - O projeto para os Centros de Juventude envolverá jovens de 15 a 24 anos, contemplando os bairros Lomba do Pinheiro, Restinga, Medianeira, incluindo Vila Cruzeiro, e Rubem Berta, além de unidades em Alvorada e Viamão. O Protocolo de Intenções foi assinado em dezembro. As ações a serem desenvolvidas trabalharão com esportes, atividades culturais e qualificação para o mercado de trabalho, além de conceitos de mediação por parte das forças policiais, agindo de modo preventivo. A partir dos centros, os jovens terão auxilio na colocação ao mercado de trabalho e poderão participar de ações socioeducativas integrais. Também há previsão de que a gestão dos centros seja compartilhada com a sociedade civil. O projeto aposta, sobretudo, na reabilitação a partir da ampliação de possibilidades de proteção social, dando apoio às famílias.


/executivo /juventude
Texto de: Caren Mello
Edição de: Isabel Cristina Kolling Lermen
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.