Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

18 de junho de 2018

Dia 20.06> Sidnei Schneider lança publicação de contos "De rua e sangas"

Sidnei Schneider lança o livreto de contos "De rua e sangas"
Evento de lançamento acontece no dia 20 de junho com sessão de autógrafos e debate

No dia 20 de junho, às 19 horas, o escritor Sidnei Schneider lança o livreto de contos "De rua e sangas" no Plenarinho da Assembleia Legislativa, 3° andar (Praça Mal. Deodoro, 101, Centro Histórico, Porto Alegre-RS). Editado pela Umespa, a publicação tem capa assinada pelo artista plástico Fabriano Rocha.    
Os contos abordam questões sociais e culturais, como a necessária união do povo acima dos preconceitos em Cipó, o contador de causos da rua. E a valorização da nossa cultura, simbolizada pela preferência alimentar dos brasileiros, sobressai em Comida, refletindo a influência externa. 
Além da sessão de autógrafos haverá um debate com o autor, o escritor Dilan Camargo, ex-patrono da Feira do Livro de Porto Alegre, e Jorge Fróes, poeta e professor de Literatura. Os presentes receberão um exemplar da Umespa gratuitamente.
Vitória Cabreira, Presidente da Umespa, comenta a ação proposta: "A UMESPA, entidade de representação dos estudantes secundaristas de Porto Alegre, traz sua contribuição ao estímulo da cultura nacional, da arte literária e da leitura, através da edição de cinco mil exemplares desta publicação e distribuição em escolas, via entidade e grêmios, além da disponibilização aos professores de Literatura para eventual trabalho em aula e presença do autor em sala de aula."
SIDNEI SCHNEIDER é poeta, tradutor de poesia, ficcionista e ensaísta. Publicou os livros de poesia Quichiligangues (Dahmer, 2008), Plano de Navegação (Dahmer, 1999), a tradução Versos Singelos-José Martí (SBS, 1997), Poemas (1987-1992) (Artesanal, 1992) e o volume de contos Andorinhas e outros enganos (Dahmer, 2012). Participa de Poesia Sempre (Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, 2001), Antologia do Sul (Assembleia Legislativa, Porto Alegre, 2001), Moradas de Orfeu (Letras Contemporâneas, Florianópolis, 2011) e de mais de uma dezena de antologias. 1º lugar em poesia no Concurso Talentos, UFSM (1995), 1º lugar no Concurso de Contos Caio Fernando Abreu, UFRGS (2003) e outras premiações. Membro da Associação Gaúcha de Escritores.