Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

18 de junho de 2018

Partenon Literário completo, hoje, seu sesquicentenário - "Vida Longa ao Partenon!"

VIA  ROGERIO BASTOS:
A mais antiga entidade literária do Rio Grande do Sul, fundada em 1868, e que reuniu os nossos maiores intelectuais da época, completa hoje, dia 18, seus 150 anos de fundação. Importante lembrar que o Partenon Literário, além de divulgar suas obras, os trabalhos de seus intelectuais, teve a iniciativa de lutar de peito aberto pela alforria dos escravos e pela implantação da República, sendo precursor do empoderamento da mulher na sociedade. Publicou uma revista que virou referência, criou uma biblioteca volumosa, realizou saraus concorridos e se preocupou muito com o ensino, em uma época de extremo analfabetismo, a ponto de ministrar gratuitamente suas conhecidas aulas noturnas.
Parabéns guerreiros. Parabéns Benedito Saldanha, presidente desta instituição que ajudou a transformar a imagem do gaúcho que conhecemos hoje. Vida longa ao Partenon!

O PARTENON LITERÁRIO DE ONTEM E DE HOJE
Por Benedito Saldanha
Presidente do Partenon
Prezadas e prezados leitores:

Inicialmente lhes proponho fazer uma breve viagem no tempo e relembrar que no dia 18 de junho de 1868, numa Porto Alegre em que ainda se sentia os efeitos da Revolução Farroupilha, era criada a Sociedade Partenon Literário, entidade que passou a reunir nomes conhecidos da literatura gaúcha: Apolinário Porto Alegre, Múcio Teixeira, Luciana de Abreu, Caldre e Fião, Amália Figueiroa, Taveira Júnior, Lobo da Costa e outros. Eles se organizaram para editar uma revista mensal, promover saraus, difundir as ideias feministas, fundar uma biblioteca e arrecadar fundos para alforriar escravos, entre tantos feitos.
148 anos depois, já dia 27 de maio de 2016, esta entidade recebeu a maior condecoração desta 2ª fase – iniciada em 1997 – o Diploma de Honra ao mérito da Câmara Municipal de Porto Alegre, fruto da dedicação do seu corpo social e do incentivo e promoção da leitura. Uma honraria destinada a poucos e que dignifica o papel de dedicação à literatura gaúcha que esta instituição tomou para si desde 2010, quando assumiu sua presidência uma gestão comprometida com a valorização dos sócios e fortalecimento desta sociedade literária.
Atualmente, esta associação possui 208 sócios, realiza eventos, participa de seminários, divulga seus autores e incentiva a leitura. A Sociedade Partenon Literário se mantém em evidência e disposta a dar sua colaboração para o fomento da cultura no Rio Grande do Sul, sendo uma das ações mais eficientes a publicação deste livro, Vozes do Partenon Literário X. Pois esta entidade continua abraçando seus leitores. Ontem, hoje e sempre.