Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

29 de abril de 2014

Inscrições abertas para oficinas e cursos 7ª FestiPoa Literária promove cursos e oficinas



A 7ª FestiPoa Literária oferecerá cursos e oficinas, entre 30 de abril e 25 de maio, na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), acom inscrições gratuitas, pelo e-mail festipoaliteraria@gmail.com. As atividades vão desde leitura e discussão de livros de autores contemporâneos, confecção de livros artesanais até adaptação de obra literária para roteiro de cinema. Dentre os destaques, está a oficina “Adaptação de Obra Literária para Roteiro de Cinema”, a ser ministrada pelo cineasta, escritor e compositor pernambucano Wilson Freire.  Já o “CursOficina Na Casa dos 30”, ministrado pelo professor e poeta Guto Leite, contará com a participação dos poetas Diego Grando (RS) e Paulo Vieira (SP).
 Confecção de Livros Artesanais Lixo: Luxo, do Papelão ao Livro
Ministrante: Cristiane Cubas
Dias 30 de abril e 07 de maio
Hora: das 19h às 21h
Local: CCMQ
Público: jovens e adultos
Número de participantes: até 15 pessoas
 CursOficina “Na casa dos 30”
Ministrada por Guto Leite, terá leituras e análises de livros de dois poetas contemporâneos brasileiros, com participação destes: Diego Grando (RS) de Paulo Vieira (SP).
Dias 21 e 22 de maio (quarta e quinta), das 18h30min às 21h30min, e dia 24 (sexta), das 16h às 19h
Local: CCMQ.
Público: Estudantes de Letras, Jornalismo, História, Psicologia e outras Ciências Humanas, escritores e interessados em Literatura, comunidade em geral.
Vagas limitadas a 30 inscritos
Sinopse: O que leem, escrevem e pensam os poetas brasileiros mais significativos na casa dos 30 anos de vida?
Guto Leite: Poeta dos livros Zero Um (2010)[1], Poemas Lançados Fora (2007), Sintaxe da Última Hora (2006) e Reflexos (2000). Selecionado pelo Instituto Estadual do Livro (IEL) em seu programa de edições, lançou em 2012, Entrechos ou Valas do silêncio. Presente em diversas coletâneas e revistas literárias, com destaque para a Modern Poetry Translation (Londres, 2012), Moradas de Orfeu (Florianópolis, 2012) e o Prêmio Nacional Helena Kolody. Co-roteirista de curta-metragens Estado Senil (2009), Revés (2008) e Bons Sonhos, Maria (2006). Escreveu algumas críticas para o jornal Zero Hora . Participante ativo do Núcleo de Estudos da Canção (UFRGS), mediando vários encontros (Luiz Tatit, Richard Serraria, Carlo Pianta, entre outros) e da FestiPoA Literária, também como mediador de nomes como Zeca Baleiro, Vitor Ramil, Ismael Canepelle, Fabrício Corsaletti, entre outros. Linguista pela Unicamp, especialista, mestre e doutorando em Literatura Brasileira pela UFRGS, onde atua como professor temporário de Literatura Brasileira na UFRGS.
 “Adaptação de Obra Literária para Roteiro de Cinema”  Ministrante: Wilson Freire
Datas: 19 a 24 de maio (segunda a sábado), das 14h às 17h30min, e dia 25 (domingo), das 9h às 12h30min.
Local: CCMQ.
Vagas limitadas a 15 inscritos
Sinopse: Estimular a produção do roteiro de cinema partir da obra literária, difundindo as técnicas, teoria e prática, para a produção do filme – do roteiro à tela. O principal objetivo da oficina é oportunizar o contato direto do fazer como um exercício artístico. O programa prevê, além da introdução à linguagem audiovisual, demonstrações de técnicas básicas de realização, exercícios de síntese na produção de vídeos e estímulo à criatividade individual e coletiva.
O programa prevê, além da introdução à linguagem audiovisual, demonstrações de técnicas básicas de realização, exercícios de síntese na produção de vídeos e estímulo à criatividade individual e coletiva.
Wilson Freire: Cineasta, compositor e escritor pernambucano. Nasceu em São José do Egito, Pernambuco, em 1959. Reside em Recife desde 1976. Médico, produtor cultural, poeta, cordelista, roteirista, cineasta e compositor. Artista de múltiplos talentos, Wilson Freire é nome bastante conhecido no cenário cultural de Pernambuco. Mudou-se ainda criança para a cidade pernambucana de Sertânia, que é considerada junto com sua terra natal uma das cidades de maior mobilização cultural do Sertão. Em Recife começou a militância artística junto ao Movimento de Escritores Independentes de Pernambuco (MEIPE) participando de encontros e recitais. Seu livro Por que mãe Morena? foi um dos que obtiveram maior visibilidade na época e os Martelos Agalopados ganhavam vida na recitação do poeta. Compositor refinado, tem como um dos seus parceiros o multiartista Antonio Carlos Nóbrega. Na década de 1990 foi para o Rio de Janeiro estudar Cinema. Desde então vem traçando uma carreira sólida nessa área e acumulando premiações, seja como roteirista, seja como diretor. A palavra continua sendo o fio condutor de sua obra, utilizando-a para fazer interfaces com as demais linguagens artísticas. Publicou, dentre outros, A Mulher Que Queria Ser Micheliny Verunschk e A Única Voz. Filmes realizados: A Pernalonga da História (Menção Honrosa Festival de Vídeo do Recife), 2005; Dor: Expressão e Superação, 2005; Miró: Preto, Pobre, Poeta e Periférico (vencedor da Amostra Pernambucana de Vídeos do Cine PE – 2008); Feliciano Espera a Última Sessão, vencedor do prêmio de Melhor Direção de arte do 1º Festival de Vídeo de Cascavel (PR); PS: Solo Pernambucano, documentário feito em dupla com Leandro Godinho, sobre a trajetória do escritor Marcelino Freire.
“Para Gostar de Ler Poesia, Basta Ler… Poesia”  
Ministrante: Diego Petrarca
Data: 21 de maio (quarta-feira).
Hora: das 16h às 18h30min
Local: CCMQ
Vagas limitadas a 50 inscritos
Durante 2h30min, o poeta conduzirá os participantes na leitura de poemas de Francisco Alvim, Paulo Leminski e Ana C. A atividade priorizará o prazer da leitura de poesia e oferecerá dicas e informações a respeito de técnicas poéticas.
“Foi o que Coube na Mochila” 
Ministrante: grupo Osseis de POA (Airton Ortiz, Carlos Urbim, Christina Dias, Lu Thomé, Luiz Paulo Faccioli, Sergio Napp e a assessora literária Nóia Kern)
Data: 23 de maio (sexta-feira).
Hora: das 16h às 18h30min.
Local: Ccmq
Vagas limitadas a 50 inscritos
Sinopse: Você conhece algum lugar que daria uma história? Escolha um, leve/envie uma imagem ou foto (até o dia 18 de maio, para o e-mail nozproducoesliterarias@gmail.com) e se aventure. A proposta desta oficina é partir das histórias que cada um tem para contar, oferecer espaço de criação, até chegar na temática do livro “Foi o que Coube na Mochila”, que explora os ambientes da Amazônia e de Paris, apresentando elementos que facilitem um roteiro que ilumine a leitura. Nesse percurso, cada participante poderá ler, escrever, inventar e, principalmente, conhecer o livro e seus desdobramentos.
Os autores do Osseis de POA  realizarão um bate-papo sobre as facilidades e loucuras que este projeto envolve.
 Oficina de leitura “Cria Livros” 
Ministrante: Marô Barbieri e Christina Dias
Data: 22 de maio (quinta-feira)
Hora: das 14h às 18h
Local: CCMQ
Vagas limitadas a 30 inscritos
Espaço de criação textual/gráfica que oferece a oportunidade de elaboração de livros artesanais personalizados, a partir de orientação teórica básica, com utilização de materiais simples e acessíveis.