Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

25 de março de 2017

Desfiles da Série Prata do Carnaval de Porto Alegre são cancelados

Bombeiros interditaram Porto Seco e nova vistoria será feita para tentar liberar Grupo Especial no sábado

Bombeiros interditaram Porto Seco e nova vistoria será feita para tentar liberar Grupo Especial no sábado | Foto: Mauro Schaefer
Bombeiros interditaram Porto Seco e nova vistoria será feita para tentar liberar Grupo Especial no sábado | Foto: Mauro Schaefer
Com informações da repórter Mauren Xavier








Os desfiles do grupo Prata do Carnaval de Porto Alegre foram cancelados na noite desta sexta-feira. Após vistoria, o Corpo de Bombeiros interditou o Sambódromo do Porto Seco por não apresentar diversas exigências do Plano de Proteção Contra Incêndios (PPCI). A informação foi confirmada quando centenas de pessoas já estavam no local.
Após a primeira vistoria, foi estabelecido um prazo para serem apresentadas modificações, mas estas não foram atendidas até as 21h50min. Neste sábado, nova fiscalização será feita na tentativa de liberar os desfiles do grupo Especial.
O presidente da Liga das Escolas de Samba de Porto Alegre (Liespa), Juarez Gutierres, lamentou a situação, citando a questão de contratos de transmissão, além de planejamento de viagens de jurados para o evento. “São programações já marcadas”, afirmou. "Houve uma interdição pelos equipamentos não se encontrarem no lugar que deviam estar, mas pela demanda de tempo curtíssima entedíamos que o bom senso seria usado, mas não foi", lamentou. "A gente não discute o rigor da lei, tentamos por uma liminar, um juiz foi para a pista conosco, mas ele avaliou que não é técnico para avaliar com condições."
A capitão Biane, do Corpo de Bombeiros, salientou que o Porto Seco estava interditado desde o dia 22. "Dia 21, a Liespa já devia estar com o alvará aqui", apontou. "Mas por se tratar de um evento cultural, que gera comoção pública, trabalhamos arduamente para que o PCCI estivesse liberado hoje", explicou.
Ela salientou que, apesar do PCCI ter a "parte de papel" aprovada, não conseguiu verificar os elementos exigidos na fiscalização. "Não tinha extintores, saídas de emergência identificadas, sistemas de iluminação e os geradores com isolamento de risco", citou.
Além da Série Prata, nesta sexta também ocorreria o desfiles das Tribos, Guaianazes e Comanches