Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

6 de março de 2017

Escolas empolgam na primeira Descida da Borges


06/03/2017 10:44:46

Foto: Joel Vargas/PMPA
Desfile é apresentado às novas gerações Desfile é apresentado às novas gerações
Foto: Joel Vargas/PMPA
Uma das novidades é um telão gigante Uma das novidades é um telão gigante
A primeira edição da Descida da Borges foi nessa sexta-feira, 3, e recebeu uma avaliação positiva, tanto de parte dos integrantes das escolas que desfilaram, quanto da Coordenação das Manifestações Populares da Secretaria da Cultura. Para o coordenador, Érico Leoti, o evento, que reuniu um grande público, não registrou nenhum incidente. Entre as novidades desta edição está um telão gigante, por onde o público pode acompanhar a performance das escolas. 
 
Desfilaram a Império do Sol, Império da Zona Norte, Estado Maior da Restinga, Imperadores do Samba e Acadêmicos do Gravataí. A chuva amenizou o calor dos espectadores que se dirigiram ao Centro Histórico para a primeira Descida da Borges, que este ano é organizada pela Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (Liespa).
 
A corte do Carnaval 2017, integrada pelo Rei Momo Maurício Melo, a rainha Raquel Sampaio, a primeira princesa Tayná Vieira e a segunda princesa Ilana Xavier, recepcionou as escolas e acompanhou os desfiles durante todo o trajeto, entre a Esquina Democrática e o Paço dos Açorianos. A segunda Descida ocorre nesta sexta-feira, 10, com o desfile de uma agremiação convidada e as escolas Unidos da Vila Mapa, Bambas da Orgia, União da Vila do IAPI e Imperatriz Dona Leopoldina.

Descida da Borges - Tem o objetivo de reviver as tradições do Carnaval na década de 1960, quando os desfiles eram realizados na avenida Borges de Medeiros. Além do resgate histórico dos antigos carnavais, a Descida da Borges apresenta para a comunidade os sambas-enredo, o grupo show de cada escola, bateria, passistas, porta-estandarte e porta-bandeira, além de parte das alas, funcionando como um ensaio, sem os rigores técnicos da Muamba Oficial.
 


/carnaval


Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.