Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

3 de janeiro de 2014

Revitalização do Cais Mauá é marco do desenvolvimento econômico

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Obras do Cais Mauá começaram em 2013 e conclusão está prevista para 2015
Obras do Cais Mauá começaram em 2013 e conclusão está prevista para 2015
Criado em 2012, o Gabinete de Desenvolvimento e Assuntos Especiais (Gades) tem como finalidade básica a captação de recursos externos para ampliar a capacidade de investimentos no município pela articulação e fomento de parcerias públicas ou privadas, viabilizando a execução de projetos especiais. Em 2013, o Gades trabalhou pelo projeto de revitalização do Cais Mauá, cujas obras de restauro de armazéns já começaram. O Gabinete trata de outros projetos e ações que visam à qualificação dos serviços e ao desenvolvimento de Porto Alegre, como é o caso da revisão e atualização da legislação, fluxos e processos administrativos relativos à telefonia móvel, juntamente com a PGM.
 
Revitalização do Cais Mauá – O projeto de revitalização do Cais Mauá venceu etapas decisivas em 2013. A empresa responsável pelo empreendimento concluiu os estudos de impacto ambiental e iniciou as obras de restauração dos armazéns tombados pelo patrimônio histórico que compõem a primeira fase do projeto. O local, que abrigará atividades de comércio, serviços, lazer e gastronomia, deverá ter suas obras concluídas até 2015, conforme informação da empresa, constituindo marco fundamental do desenvolvimento econômico, cultural e turístico da Capital na próxima década.
 
Parque Urbano da Orla do Guaíba – A obra referente aos primeiros 1.320 metros, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula da Aureliano de Figueiredo Pinto, deverá ser iniciada no segundo semestre de 2014. O projeto, de caráter inovador, desenvolvido pelo arquiteto Jaime Lerner propõe uma nova relação entre a cidade e o rio, oferecendo espaços de contemplação e lazer através de arquibancadas, mirantes e deques construídos sobre as águas, bares, restaurantes e um novo terminal para os barcos de passeios turísticos. Aguarda conclusão da análise do Tribunal de Contas do Estado para o início do processo licitatório. Os demais setores, até a foz do Arroio Cavalhada, tem seus projetos conceituais definidos e encontram-se em fase de prospecção de recursos para viabilizar suas implantações. Juntamente com o Cais Mauá o Parque Urbano da Orla do Guaíba pretende estabelecer um novo patamar de atratividade turística para a cidade.
 
Garagens Subterrâneas – O projeto da garagem subterrânea do Parque Esportivo Ramiro Souto está sendo ajustado a uma nova modelagem a fim de garantir sua viabilidade econômica diante do alto custo de sua construção. Com base na perspectiva da utilização de áreas no entorno do Mercado Público, dada pelas novas diretrizes do projeto do Metrô, está sendo estudada uma alternativa de concessão casada, que atenda a sustentação do conjunto. A perspectiva de licitação em 2014 e conclusão de obras em 2015, prevê um cenário de conforto e segurança para o acesso à área mais crítica e demandada do Centro Histórico, junto ao Chalé da Praça XV e ao Mercado Público, tanto quanto ao Araújo Vianna e ao Parque Farroupilha. O investimento neste último local também resultará na completa reformulação do Parque Esportivo Ramiro Souto que seguirá operando com enormes ganhos na qualidade de sua estrutura e sobre a cobertura da nova construção.
 
Central de Tratamento de Resíduos Sólidos – O projeto encontra-se em fase de contratação de entidade com reconhecida capacidade técnica para definir o melhor modelo de Central de Tratamento para Porto Alegre, do ponto de vista ambiental, tecnológico, social e econômico, uma vez que as propostas apresentadas através de Manifestação de Interesse trouxeram uma grande variedade na oferta de tecnologias e formatação de negócios. A superação desta etapa, com a devida credibilidade e segurança, é fundamental para colocar em prática os passos seguintes correspondentes à elaboração do termo de referência e lançamento do edital de licitação.
 
Sambódromo – O projeto para as novas arquibancadas, desenvolvido em conjunto com a Secretaria Municipal da Cultura, está concluído, aguardando a definição de recursos federais que irão complementar o montante necessário para a execução da primeira fase do complexo, prevista ainda para 2014.  A construção de uma estrutura permanente, com alto padrão de conforto e segurança para um público de 25 mil pessoas em sua versão final, dará uma nova dimensão ao Carnaval de Porto Alegre, que já é considerado o terceiro do Brasil, além de constituir uma nova referência cultural e comunitária na Zona Norte da cidade.


/balanco_2013
Texto de: Catarina Gomes
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.