Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

28 de julho de 2015

Exposição Poesia de fio e pano


Convido para exposição da qual participo, feliz grata com muitos envelopes, bastidores, palavras, alinhavos......

Ana Nunes – Cinthia Sfoggia - Daisy Viola – Estelita Branco - Maísa Stolz - Miriam Tolpolar - Rosane Morais

30 de julho às 18:00 a 12 de setembro às 17:00
Galeria Espaço Cultural Duque
Rua Duque de Caxias, 649, 90010-280 Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Convidado por Daisy Viola
A exposição Conversas Visuais propõe uma experiência criativa ao visitante. 'Misturamos' linguagens e artistas em obras do acervo da galeria para conversar com os trabalhos das artistas do grupo Nós do fio e suas convidadas.
Selecionamos obras de artistas que percorrem uma boa parte da história da arte no Brasil no sec.XX, e algumas joias como uma gravura de Salvador Dalí.
Apresentaremos também tapeçarias de artistas como, por exemplo, Vasco Prado, em sintonia com a exposição Poesia em fio e pano que também ocupará a galeria neste período.
Numa das paredes, só gravuras de Tomie Othake, além de um espaço-homenagem aos 100 anos de Iberê Camargo, com obras suas que fazem parte do nosso acervo.
Na nossa grande parede, mulheres, de vários autores e técnicas. Uma homenagem às artistas convidadas para expor também nestes espaços.
Oferecemos aos espectadores a vivência da criação artística a partir de uma possibilidade que a identidade de cada um traz na sua linguagem escolhida, pois quando a linguagem se abre e se transforma em práticas mais abertas, sempre proporcionam novas elaborações dentro do universo criativo, e ampliam o seu poder de comunicação com o outro.

Daisy Viola
Artista plástica
Instrutora de arte no Atelier Livre PMPA
Curadora desta exposição

Poesia de fio e pano

Ana Nunes – Cinthia Sfoggia - Daisy Viola – Estelita Branco - Maísa Stolz - Miriam Tolpolar - Rosane Morais

Vamos 'costurar' os espaços da Galeria Duque com trabalhos de mulheres que desenvolvem o seu fazer artístico usando fios que já foram tecidos, que ainda serão, ou não.
Historias contadas com ou sobre o pano. Personagens reais que fazem parte da nossa iconografia, que a Ana Nunes resgata.
A narrativa biográfica das dores e/ou alegrias, impressas sobre lenços ou guardanapos na técnica centenária de litografia, pela Miriam Tolpolar.
Vestidos – envelopes para o corpo, que trazem desenhos e outras histórias de outros artistas, de outras pessoas que compartilham a superfície oferecida pela Rosane Morais.
A fantasia e o sonho presentes nos personagens imaginários (ou reais?) das esculturas da Maísa Stolz, que nos devolvem a infância e a vontade de sentar e... brincar.
Brincar também poderemos com as minhas mulheres – cascas instaladas em torno da sua penteadeira com espelho, refletindo a imagem de todas nós.
Os bordados autorretratos da Estelita Branco, e sua grande costura, que usa a própria galeria como suporte. Escada costurada.
Quando chegarmos ao pavimento bem de cima, com seu telhado de vidro e seu lustre de cristal, mulheres de cerâmica da Cinthia Sfoggia nos esperam em janelas de vitrais e fios de metais, que as envolvem, seguram e/ou soltam.
Apresentamos assim, uma maneira contemporânea de resgatar fazeres femininos do tecer, tricotar, crochetar, costurar tecido, pele, historias de vida.

Vamos expor trabalhos de mulheres que usam o tecido como suporte ou meio.
Assim teremos tecidos, tramas texturas e linhas.

Daisy Viola
Artista plástica,
Instrutora de arte no Atelier Livre PMPA,
Curadora desta exposição

Guimarães Presidente  Conselho Municipal de Cultura
Em mandato prorrogado
F: 3338.8738 / 9987.5880
Twitter Guimarães:http://twitter.com/notas_guimaraes
https://www.facebook.com/Paulorobertoguimaraes
Blog Conselho POA:http://cmcpoa.blogspot.com