Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

19 de dezembro de 2013

Assinado o convênio com o primeiro dos 82 novos Pontos de Cultura do RS



No final da tarde dessa quinta-feira (19), o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, e a cientista política e jornalista, Telia Negrão, assinaram o convênio para o repasse de recursos do primeiro dos 82 Pontos de Cultura selecionados  no edital da Sedac. A assinatura foi realizada no gabinete do secretário.
Telia Negrão comemorou a assinatura do convênio
Telia Negrão comemorou a assinatura do convênio
Proposto pelo Coletivo Feminino Plural, o Ponto de Cultura Feminista: corpo, arte e expressão atuará no Território de Paz do bairro Restinga Velha, em Porto Alegre. Serão realizadas ações que valorizem a cultura e o movimento Hip Hop entre as jovens mulheres (break, grafite, MC, DJ, em forma de oficinas); oficinas de performance e artes cênicas para trabalhar o imaginário social da corporalidade e da própria experiência corporal das jovens mulheres. Além disso, o Ponto de Cultura disseminará ferramentas digitais/tecnologia para a comunicação e ativismo feminista e desenvolverá um trabalho com artes visuais que terá como fim o registro permanente do projeto e sua fruição. Estão previstos, também, saraus feministas com teatro, literatura, música e dança.
Assis Brasil destacou a simbologia do ato “vejo dois importantes pontos neste nosso ato:  é o primeiro convênio  da rede RS Pontos de Cultura e esse grupo tem uma natureza muito especial com este interessante adjetivo: feminista,  especialmente em uma época quando o próprio conceito do feminismo tem se alterado em uma expressão mais aberta do que em seu inicio.  Ressaltamos a qualidade do projeto apresentado por este coletivo e comemoramos iniciarmos com vocês  os conveniamentos dos selecionados em nosso edital”, concluiu.
O diretor de Cidadania e Diversidade Cultural da Sedac, João Pontes, ressaltou a referência que é a coordenadora do Coletivo Plural, Telia Negrão , e o trabalho desenvolvido pelo grupo. “ Um Ponto de cultura feminista, em um Território de Paz, reúne vários elementos importantes que consagram a nova visão de cultura com a qual a Sedac trabalha”, disse. João Pontes informou também que até o final do mês mais 20 convênios serão assinados.
Representando o Ponto de Cultural selecionado, Telia Negrão, comemorou o momento, “conseguimos  concretizar a construção de um projeto que era um sonho deste grupo, unindo as ações que já desenvolvíamos no estado”. Ela destacou também  o coletivo ser o primeiro da lista de assinaturas. “ Mais significativo é sermos o primeiro, quando em geral as mulheres são as últimas na história, além disso, estarmos inaugurando este novo ciclo dos pontos de cultura no Rio Grande do Sul é muito importante”.
Grupo acompanhou no mapa os locais dos novos Pontos de Cultura
Grupo acompanhou no mapa os locais dos novos Pontos de Cultura
Sobre os Pontos de Cultura
O Rio Grande do Sul terá uma ampliação de 128,26% nos Pontos de Cultura com o resultado do primeiro edital lançado, em 2012, pela secretaria de Estado da Cultura (Sedac) por meio da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural, em uma parceria com o Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural.
O investimento é se R$ 12,12 milhões na primeira etapa que recebeu 209 projetos, de 109 municípios. Foram apresentados os 82 projetos selecionados em 2012. Destes, 22 são oriundos de municípios com mais de com até 10 mil habitantes, que receberão R$ 60 mil para os próximos três anos, e, nas cidades com mais de 10 mil habitantes, foram selecionadas 60 propostas para receber R$ 180 mil, em três anos, sendo 16 em Territórios de Paz
Os editais são produto do convênio firmado entre Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul (Sedac), por meio da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural (DCDC), e Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC), no âmbito do Programa Cultura Viva.
O total de recursos investidos neste convênio chega a mais de R$ 18,13 milhões, contemplando grupos culturais da sociedade civil. Os editais da Rede RS de Pontos de Cultura representam o maior volume de recursos investidos em cidadania e diversidade cultural em toda a história do estado. No total, serão selecionados 160 projetos culturais.
São diretrizes fundamentais do programa, e exigência para ingresso na Rede, a gestão participativa, a educação popular, a comunicação comunitária, a economia solidária, a cultura digital, a sustentabilidade ambiental e os Direitos Humanos. Além destas dimensões, a Rede RS de Pontos de Cultura terá como objetivos a promoção da diversidade cultural, o empoderamento, o protagonismo, a autonomia, a articulação em rede (produção colaborativa, compartilhamento de saberes e gestão compartilhada entre sociedade civil e poder público).
Após selecionados, os Pontos de Cultura contarão com inúmeras ações de apoio e acompanhamento, como a realização de seminários anuais de qualificação em assuntos relativos à gestão cultural, oficinas temáticas, prêmios de incentivo ao compartilhamento de tecnologias sociais inovadoras, equipe de assessoramento, uma van contando com equipamentos digitais, audiovisuais e de som, a publicação de cartilhas, revistas, portal virtual, além da realização de encontros de intercâmbio, articulação e mostra de produtos (Teias e outros).