Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

17 de julho de 2012

Gabinete do Povo Negro é pioneiro no país

Foto: Cristine Rochol/PMPA
Porto Alegre é a 1ª cidade a ter núcleo para a etnia com orçamento específico

Porto Alegre é a 1ª cidade a ter núcleo para a etnia com orçamento específico

O Gabinete de Políticas Públicas do Povo Negro(GPN) desenvolve ações nos quatro eixos estratégicos da administração (ambiental, social, econômico financeiro e gestão). Vinculado ao Gabinete do Prefeito, é pioneiro no país em função de sua estrutura e do desenvolvimento de políticas públicas voltadas à igualdade racial. Porto Alegre é a primeira cidade a ter um núcleo independente e com orçamento específico voltado ao povo negro.
Instalado em novembro de 2009, o GPN dialoga com representantes de todas as secretarias. Dentro da transversalidade, são desenvolvidas políticas específicas dentro de cada pasta, segundo explica o coordenador Clóvis André Silva da Silva.
Entre as ações voltadas à cultura está a valorização de estilos musicais como samba, funk e hip hop. Dentro das ações para a juventude negra está a execução do programa Usinas Culturais, visando à programação cultural da cidade. Com foco em três eixos - educação, violência e trabalho -, o Gabinete propõe uma permanente reflexão sobre os problemas que envolvem essa parcela da população, indo além da realização de eventos.
Em parceria com a Associação das Entidades Carnavalescas, o GPN realiza eventos e projetos focados na valorização da cultura negra. Além disso, algumas datas são destacadas pela importância histórica, como o Dia da Consciência Negra (20 de novembro), o Dia do Samba (2 de dezembro), o Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha (25 de julho), o Dia Municipal de Combate a Todo Tipo de Intolerância (21 de janeiro) e o Mandela Day (18 de julho), a ser comemorado na próxima quarta-feira.
Dentro das ações desenvolvidas no turismo, está a adesivagem de um ônibus com imagens da antiga Porto Alegre, ao mesmo tempo em que induz à diversidade da cidade. "Porto Alegre é referência de convivência de várias etnias", afirma Silva. O coordenador do GPN frisa também que as comunidades quilombolas recebem atenção através de diálogos com o tema racismo ambiental quilombola.
Para Silva, ainda há muito a ser trabalhado. "A opressão é silenciosa, mas fala mais alto e não permite os avanços que gostaríamos". Nesse trabalho, Silva prevê aumentar a visibilidade do gabinete com a criação de perfis em redes sociais, além do hot site que já está em funcionamento. "O GPN quer resgatar a história de Porto Alegre que se confunde com a história da comunidade negra, levando cultura e educação à população. Estamos na cultura como um todo", afirma Silva.


/povonegro

Texto de: Evelyn Heinrich (estagiária CCS) supervisão Caren Mello
Edição de: Caren Mello