Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

4 de agosto de 2014

Autorizado início da obra da Terreira da Tribo

Foto: Michele Raimann/Divulgação PMPA
Maquete virtual da sede do novo Centro Cultural
Maquete virtual da sede do novo Centro Cultural
As obras do Centro Cultural Terreira da Tribo devem iniciar ainda nesta segunda-feira, 4. A construção do espaço na rua João Alfredo, 709, bairro Cidade Baixa, foi definida pela Temática de Cultura do Orçamento Participativo.  O valor do investimento é de R$ 1.339.129,38 e o prazo estimado para conclusão é de 12 meses.

O novo prédio irá funcionar como centro de experimentação e pesquisa cênica e abrigará uma escola de teatro popular. O prédio terá três andares e 1,7 mil metros quadrados de área, com espaço para pesquisa teatral do grupo, salas de aula, biblioteca, centro de referência do teatro popular, sala de exposição, sala de projeção e local para o acervo da Terreira da Tribo.

A empresa vencedora da licitação pública para a construção foi a 5S Arquitetura e Design. O projeto do prédio é de autoria dos arquitetos Michele Raimann, Genoveva Ost Scherer e Roberto Passos Nehme.

Histórico - Em março de 2008 a Prefeitura ofereceu ao grupo, em regime de comodato, o terreno na rua João Alfredo para construção de sua sede definitiva. O Centro Cultural Terreira da Tribo se unirá assim a uma tradição nacional de espaços públicos mantidos por grupos cênicos internacionalmente reconhecidos, como é o caso do Teatro Oficina em São Paulo, do Grupo Galpão em Belo Horizonte e do Olodum em Salvador.



/cultura /obras /orcamentoparticipativo
Texto de: Caco Belmointe
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.