Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

8 de agosto de 2014

Cultura RS comemora edital de incentivo à produção audiovisual gaúcha



O período de inscrições vai até 18 de setembro de 2014
A produção cinematográfica do Rio Grande do Sul comemora o edital RS Polo Audiovisual para Produção em longa metragem que vai financiar 10 novas produções gaúchas. O edital é inédito no estado e foi viabilizado por uma parceria entre o Fundo Setorial do Audiovisual, gerido pela Ancine e operado pelo  BRDE, e o Fundo de Apoio à Cultura do RS  integrante do Sistema Pró-cultura RS.
O valor dos recursos para este Edital é de  R$ 5 milhões, sendo R$ 2 milhões do Fundo de Apoio à Cultura – FAC -da Secretaria de Estado da Cultura – e R$ 3 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.
Segundo o diretor presidente da Ancine, Manoel Rangel, a agência encontrou no BRDE o parceiro ideal para realizar as ações do setor audiovisual. Rangel elogiou os produtores e realizadores do estado.  “O Rio Grande do Sul  é um grande centro produtor e propagador de conteúdos audiovisuais, e o Brasil precisa do talento e da experiência do Rio Grande do Sul para atingirmos nosso objetivo de tornar o país um dos cinco maiores do mercado de cinema e audiovisual do mundo”, afirmou.
O diretor presidente da Ancine anunciou que, ainda no segundo semestre de 2014  será anunciada um investimento de R$ 60 milhões para a produção de conteúdo para as TVs públicas brasileiras, e a TVE RS está entre as parceiras do projeto.
 Inscrições
O período de inscrições estará aberto de 31 de julho de 2014 e 18 de setembro de 2014. Os projetos devem ser de obra cinematográfica brasileira de longa-metragem, de produção independente. Deverão ter destinação e exibição inicial no mercado de salas de exibição cinematográfica, com duração superior a 70 (setenta) minutos.
As vagas estão divididas em três finalidades, em diferentes gêneros sendo: duas com valor de projeto de R$ 1 milhão cada; quatro, com valor de projeto R$ 500 mil cada; e quatro com valor de projeto R$ 250 mil cada.
As pessoas jurídicas de direito privado, para participarem, deverão estar regularmente habilitadas no Cadastro Estadual de Produtor Cultural (CEPC), junto à Secretaria de Estado da Cultura – SEDAC, até o dia 17 de setembro de 2014. Ainda devem estar registradas na ANCINE, com situação regular, como Empresa Brasileira de Produção Independente ou com registro provisório. Também deverão estar registradas na Junta Comercial, com Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE, sob o n.º 59.11-1/99 (atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão não especificadas anteriormente) ou sob o n.º 59.11-1/01 (estúdios cinematográficos).
Informações no site www.procultura.rs.gov.br.