Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

17 de setembro de 2016

Acampamento Farroupilha tem 36 pontos de alimentação


O Acampamento Farroupilha oferece 36 pontos de alimentação que oferecem de sequência de peixe ao medalhão de picanha. Além dos pontos de alimentação dentro do Acampamento encontra-se supermercado, açougue e padaria com café e pão quentinho várias vezes por dia. Carlos Rogério Farias e Raquel de Quevedo, os proprietários da produtora que organiza a comércio de alimento informa que é exigido de todos os estabelecimentos
o Certificado de Boas Práticas da Saúde que é obtido por curso de 16 horas ministrado pela Secretaria Municipal da Saúde. Além do certificado os estabelecimentos que comercializam alimentos são obrigados a ter, conforme o tamanho do estande, de 2 a 8 funcionários que sejam brigadistas anti-incêndio.
 
Este ano, além das bancas com doces e cocadas, que já são tradicionais, voltou ao acampamento o Moranguinho com Chocolate de Canela. A novidade de 2016 fica por conta do Burger Taka, de propriedade de Takatoshi Susuki. Inspirado em uma receita de Burger servido no japão Takatoshi  contratou a chef Isabela Ferreira para desenvolver as receitas de hamburger goumet, Takatoshi já atua no ramo de lanches faz 30 anos em Porto Alegre mas pela primeira vez participa do Acampamento Farroupilha com seu food truck. 

Costelão - 
A Churrascaria do Gringo, em frente ao Palco Central do Acampamento, já virou ponto turístico no Acampamento Farroupilha. Com as churrasqueiras todas a mostra protegidas só por paredes de vidro centenas de pessoas fazem selfies em frente aos castelões 12 horas. “É muito legal participar de um evento que mostra a cultura gaúcha. Recebemos pessoas do Brasil todo que querem conhecer o famoso costelão”, explica a proprietária Patrícia da Silva que está pelo terceiro ano participando do acampamento. “Veio gente de Goiás que queria experimentar a paleta de ovelha, e nós preparamos especialmente para eles”, relata Patrícia. Segundo a proprietária ano passado foram servidos 50 toneladas do costelão durante só no restaurante dela. Um grande número de piquetes também prepara o tradicional costelão inclusive sob encomenda para grupos. 


/acampamento_farroupilha /cultura

Texto de: Luciano Medina Martins
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.