Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

18 de setembro de 2016

CTG Tiarayu vence o desafio farroupilha




Musica mais alegre, dançarinos focados e parcerias. Tanto com outros grupos do CTG, como do Gildo véio
Um "reality show" dos pampas. O "Desafio Farroupilha", que começou desafiando o cantor Cristiano Quevedo à laçar, prolongou-se em 2015, com o desafio dos cantadores do Rio Grande, destacando jovens talentos, este ano passou para a grande paixão dos tradicionalistas, a dança tradicional.
CTG Tiarayu afastou a "zica" que persegue o grupo e já tinha virado brincadeira interna. Assina: É campeão
Muito mais que a dança, o desafio mostrou para a sociedade gaúcha, para os leigos em relação a esta paixão, o que move jovens que trabalham de dia, estudam a noite e ensaiam de madrugada e nos finais de semana. Que enfrentam a falta de recursos financeiros, as vezes físicos, o descaso de autoridades, enfrentam o afastamento do "lazer", e acabam transformando aquela lida em seu lazer, enfrentam também a tristeza da derrota no rodeio e a felicidade da vitória. A sociedade conheceu parte desses jovens. São milhares.
CTG Ronda Charrua, manteve o estilo guerreiro, mesmo com uma nova temática
Foram finalistas, o CTG Tiarayu, de Porto Alegre, e o CTG Ronda Charrua, de Farroupilha. Eram duas tribos se enfrentando. De uma lado os Charruas e de outro os Guaranís. Outro grupo finalistas, também de origem indígena, o GAN Ivi Maraé, ou Ivi Maraei (terra sem males, dos Guaranis), que recebeu o titulo de campeão do voto popular, pela internet. Como coincidências não existem, a grande final teve tres grupos representando os indígenas.
Fotos: Deivis Bueno - Estampa da Tradição - as melhores fotos para seu evento
Trabalhos sensacionais foram apresentados. Na comissão nada mais nada menos que João Carlos D'Avila Paixão Cortes, ao lado de Cadica, Gaúcho da Fronteira, Rosana Orlandi, entre outros. As fotos dessa pagina, por conta de Deivis Bueno, da Estampa da Tradição.
Bastante criticado no inicio, o "Desafio" promovido pelo Repórter Giovani Grizotti, principalmente por grupos de outros estilos (como os que dançam o FEGADAN), trouxe a tona a vida do dançarino de CTG, independente do estilo. A grande preocupação era de quem amava mais ou se sacrificava mais. Mas na verdade, partindo para o "macro", o importante mesmo era mostrar para a sociedade o que fazem estes jovens, que do seu modo, ao seu jeito, preservam as tradições do Rio Grande, tanto quanto os laçadores, trovadores, cantores, declamadores, ou simplesmente, tomando um mate ou comendo um bom churrasco. Mas a dedicação deles em busca do sonho, ou do objetivo, é a mesma, independente do estilo.

O programa "BAH" da RBS já é um sucesso. Com uma ótima direção, à frente dele a Rosana Orlandi, o Fernando Alencastro, na apresentação o Neto Fagundes, o Giovani (que teve a ideia e fez acontecer), o Cesar Oliveira e o Rogério Mello, que se originaram dentro dos grupos em São Gabriel. Só podia ser sucesso. Não podemos deixar de falar na prenda da RBS, a Carla Fachin (Já que, a outra prenda, está aguardando o momento de dar a luz a seu primogênito, Shana Muller).