Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

8 de julho de 2014

Assinado decreto que libera uso de área para centro de umbanda

Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Prefeito José Fortunati recebeu Mãe Maria e demais integrantes do centro Prefeito José Fortunati recebeu Mãe Maria e demais integrantes do centro
Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Mudança foi necessária devido às obras de duplicação da avenida Tronco
Mudança foi necessária devido às obras de duplicação da avenida Tronco
O prefeito José Fortunati assinou, na tarde desta segunda-feira, 7, em solenidade no Salão Nobre do Paço Municipal, decreto de permissão para uso de área para o Centro de Umbanda e Culto Africano Mãe Maria de Oxum. A mudança foi necessária devido às obras de duplicação da avenida Tronco. “Construímos uma solução que reconheceu a legitimidade e garantiu o direito das pessoas frequentarem seu culto religioso”, afirmou o prefeito, antes de entregar, simbolicamente, as chaves do novo endereço, próximo ao local de origem, na avenida Carlos Barbosa. (fotos)
 
Fortunati lembrou que, mesmo considerando a importância da obra de mobilidade urbana na avenida Tronco, não deixaria de respeitar aqueles que ali residiam, ao ser viabilizada, com benefícios importantes, como corredores de ônibus, BRTs e ciclovias. Para tal, seria necessário o deslocamento de 1.550 famílias. “Nosso compromisso, desde o início, foi o de respeito a moradores e casas de religião. Esse não foi o único caso, um primeiro impasse surgiu com a casa do Pai Cleon, quando possibilitamos uma solução técnica, permitindo mudança em uma rótula da avenida”, disse o prefeito. 
 
O secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio, destacou que a fé de Mãe Maria contagiou a administração municipal para esta importante conquista do povo de terreiro. “A decisão assinada pelo prefeito Fortunati é uma referência nacional, nos garantem os próprios representantes do movimento negro. É com diálogo e respeito que agimos nessas situações”, lembrou o secretário. Ainda em janeiro, foram acordados os encaminhamentos da permuta e das escrituras públicas para a alteração da titularidade dos imóveis.
 
Ao final da solenidade, Mãe Maria agradeceu a todos os envolvidos, tanto na administração municipal quanto a representantes do Legislativo, presentes ao ato e que haviam se mantido parceiros pela solução que acabou acontecendo. Também participaram a secretária municipal de Direitos Humanos adjunta do Povo Negro, Elisete Moretto, o diretor-geral em exercício do Departamento Municipal de Água e Esgotos, Ronaldo Napoleão, o diretor-geral em exercício do Departamento Municipal de Habitação, Marcos Botelho, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Povo Negro, Victor Hugo Amaro, e representantes do Legislativo Municipal.
 

 


/obras /religiao
Texto de: Ari Teixeira
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.