Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

29 de julho de 2014

Convite Gravação do espetáculo “Histriônicos” na CCMQ

Convite
 O grupo Shoyu com Banana, irá realizar na próxima quinta-feira dia 31 de agosto uma apresentação exclusiva para gravação do espetáculo “Histriônicos” na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), às 20h seguida de bate-papo com o público presente. Rossano Pio é o responsável pelo audiovisual e direção, na montagem intimista, apenas para 50 espectadores. No elenco, Fábio Schuch, José Renato Lopes, Lizandra (Ayello) Bulgaro e Renata Zonatto. Recebemos milhões de novas informações todos os dias. Estamos em um fluxo desenfreado, onde temos a sensação de que o tempo passa mais rápido, queremos que momentos felizes durem uma eternidade. O drama encontra a euforia. Não ser o centro das atenções, estar à beira do abismo, o ego suprido é o seu alimento diário. Tentando se destacar, tendo muitas vezes êxito momentâneo, não conseguindo sustentar, ele se esvai em uma angústia sem fim, com consequências sem reparos, agindo por impulsos impensáveis, seus atos os condenam para um caminho sem volta. No palco, quatro pessoas se questionam sobre o suicídio, se realmente ocorreu a tentativa ou se ficou somente no pensamento de cada um, deixando a cargo do público definir. Nesse lugar, onde nada é totalmente explicado – onde estão e para onde vão – ingerem medicamentos que alteram suas percepções, especialmente sobre o tempo. Estes remédios remetem aos mais variados vícios, que usamos para amenizar a loucura do cotidiano. O grupo surgiu no final de 2012, na Faculdade de Produção Cênica Fato, com cinco integrantes, para a realização de um curta-metragem. Inscreveu-se no 3o Festival de Esquetes da CCMQ (2013), quando entraram novos integrantes e após algumas desistências, tomou sua forma atual. Ao ficar em 5o lugar na mostra, foi agraciado com a ocupação das salas de ensaio na chamada pública, para que desse continuidade ao trabalho, de transformar a esquete em espetáculo. O ponto de partida foi a leitura do poema “O Tempo” de Mario Quintana, que fez com que os atores realizassem uma extensa pesquisa, relatando situações vinculadas a questões cotidianas, como o uso do tempo e suas implicações; e quando perguntados sobre as patologias que apresentavam, concluíram que cada um poderia ter a característica do “histriônico”. O termo designa aquele que precisa chamar atenção para si mesmo, em busca de aceitação, numa espécie de carência. Não conseguindo, prefere se matar, o que demonstra sua intolerância à frustração e rejeição. São indivíduos vívidos, dramáticos, que alternam seus estados entre o entusiasmo e o pessimismo. Expressam emoções de uma forma impressionável e facilmente influenciados por outros, num comportamento persistente e manipulativo, visando suprir suas próprias necessidades. Construída pelo grupo, a dramaturgia inclui trechos de Shakespeare, Nietzsche, Kafka, Wilson Machado, entre outros.

 Serviço: Dia: 31 de Agosto. Hora: 20hs Local: Espaço Lupicínio Rodrigues 4° andar ala Leste (Andradas, 736). Acesso pela bilheteria no 4° ala Oeste, a partir das 19h. Informações: Com Lizandra Ayello/Monarca Produções Artísticas, pelo telefone (51) 9348-2833 e 3211-5608
 Entrada Franca para os convidados. Confirme sua presença até as 17h pelo e-mail monarca.dp@gmail.com ou ligue 51 9348-2833 - Lotação limitada a 50 lugares.