Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

3 de julho de 2014

Cultura RS garante R$ 11 milhões junto ao MinC



A Secretaria de Estado da Cultura, através de seleção no edital de fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura realizado pelo Ministério da Cultura e de contrapartida para o edital da Agência Nacional de Cinema (Ancine), acaba de garantir R$11,3 milhões para todas as áreas culturais do estado.
O montante garante, além da reestruturação do prédio do Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul, a segunda edição do FAC das Artes, o II Prêmio da Diversidade e o Movida Circuito RS, financiados através de seleção realizada pelo Ministério  da Cultura para o fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC); e o edital RS Pólo Audiovisual – Produção em longa-metragem.
O projeto “Brasil de Todas as Telas” pretende a Agência Nacional de Cinema (Ancine) em um grande polo cinematográfico de produção e exibição de filmes e deverá colocar o Brasil entre os cinco maiores produtores do mundo. Já o início de repasses do Sistema Nacional de Cultura que promoverá a diversidade cultural no país, destinando R$ 19,5 milhões a 12 projetos em seis estados.
O evento de lançamento, que ocorreu no Palácio do Planalto, contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff e da ministra da Cultura, Marta Suplicy. Também participaram da cerimônia o secretário-adjunto da Sedac Jéferson Assumção e o diretor do Iecine Juan Zapata. Além de ministros, governadores, artistas, diretores, atores e agentes culturais.
“O Rio Grande do Sul fez o seu dever de casa, construindo de maneira participativa o nosso Sistema Estadual de Cultura. Com isso, nos juntamos a outras cinco unidades da Federação que começam a praticar o Sistema Nacional de Cultura. É um momento de extrema importância para a estruturação de instrumentos duradouros para o desenvolvimento das políticas públicas de cultura no nosso Estado e no País”, explica Jéferson Assumção.
Rio Grande do Sul Pólo Audiovisual
Estruturado em quatro eixos, o “Brasil de Todas as Telas” tem como objetivo expandir o mercado interno, universalizar o acesso da população aos serviços audiovisuais com investimento em produção, distribuição e programação de conteúdos.
No Rio Grande do Sul serão ao todo R$ 5 milhões investidos no edital RS Pólo Audiovisual – Produção em longa-metragem.
Formulado com base no Plano de Diretrizes e Metas para o Audiovisual, o “Brasil de Todas as Telas” é uma parceria entre o Ministério da Cultura (MinC), a Agência Nacional do Cinema (Ancine) e representantes do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).
Diversidade cultural do RS sai fortalecida
O primeiro repasse por meio do Sistema Nacional de Cultura (SNC) vai beneficiar projetos culturais em seis estados (Acre, Bahia, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Sul e Rondônia).
O montante, de R$ 19,5 milhões, será concedido a 12 projetos aprovados pelo edital lançado em maio do ano passado. O Rio Grande do Sul teve quarto projetos selecionados. Os editais FAC das Artes e Movida Circuito RS, que juntos somam quase R$ 3 milhões e vão selecionar seis iniciativas de circulacão entre mostras e festivais, além de 43 iniciativas nas mais diversas categorias artísticas ainda estão em fase de conveniamento.
Conheça aqui os projetos que entrarão no primeiro montante de repasses do Ministério da Cultura:
Estado: Rio Grande do Sul
Proponente: Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul
Valor do repasse: R$ 500 mil
O que é? II Prêmio Diversidade do Rio Grande do Sul irá premiar por meio de edital público 55 personalidades, coletivos e ações que têm contribuído para a promoção e experimentação da diversidade no Rio Grande do Sul.  Cada premiado receberá o valor de R$ 8 mil. Serão seis categorias: culturas indígenas (4 premiações); culturas negras (8); capoeira (10); hip hop (10); outras manifestações de culturas populares e tradicionais (14); e Cultura dos direitos humanos, carnaval de rua, artes integradas e outras ações de experimentação e promoção da diversidade (9).
Previsão de público a ser atendido: 55 personalidades.
Estado: Rio Grande do Sul
Proponente: Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul
Valor do repasse: R$ 3 milhões
O que é? Projeto de Reestruturação Física do Prédio do Museu Arqueológico do Rio Grande do Sul (MARSUL) inclui a elaboração e execução dos projetos arquitetônico e complementares; a reestruturação de espaços de administração, de exposição, de reserva técnica,  laboratório; elevador e sanitário; ampliação das condições de acessibilidade universal ao museu e a modernização da instituição.
Previsão de público a ser atendido: comunidade do município de Taquara (RS), turistas, estudantes e pesquisadores da América Latina.