Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

25 de maio de 2013

PROGRAMA MAIS CULTURA NAS ESCOLAS




Inscrições de propostas até 22 de julho
Programa promove o encontro entre iniciativas culturais e projetos pedagógicos ampliando a formação de estudantes no ensino público
Para expandir a formação básica de brasileiros e brasileiras além dos muros escolares e ampliar o repertório de formação cultural de estudantes, professores e comunidades escolares, o Ministério da Cultura (MinC) e o Ministério da Educação (MEC) lançaram, na tarde desta terça-feira (21/05), o Mais Cultura nas Escolas. O Programa vai possibilitar a artistas e iniciativas culturais a elaboração de projetos em parceria com escolas públicas, em todo o país, dialogando com suas propostas pedagógicas. As atividades serão desenvolvidas dentro ou fora da escola durante o ano letivo, por no mínimo 6 meses e no máximo dez.
O programa, que investirá R$ 100 milhões em 2013 para financiar 5 (cinco) mil projetos, é uma parceria entre os dois ministérios que visa potencializar processos de ensino e aprendizado por meio da democratização do acesso à cultura e da integração de práticas criativas e da diversidade cultural brasileira à educação integral.
Segundo a ministra Marta Suplicy, a intenção é inserir a Cultura no cotidiano dos alunos de forma a criar uma integração com a comunidade. "Queremos que os agentes culturais que vivem nas proximidades das escolas as procurem, em todos os cantos do Brasil. Quem vai decidir quem pode ou não entrar são os diretores, mas o mais interessante é dar incentivo e apoiar esses produtores de Cultura a ir adiante, aprimorar a sua arte passando isso aos estudantes", afirmou a ministra.
Cada um dos contemplados vai dispor de valores entre R$ 20 mil e R$ 22 mil. Os valores serão repassados diretamente às escolas via PDDE/ FNDE (Programa Dinheiro Direto nas Escolas/ Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação).
Estão aptas a se inscrever 34 mil escolas da rede pública de todo o país, ativas nos Programas "Mais Educação" e "Ensino Médio Inovador" (MEC). Todos os projetos receberão pareceres de especialistas referentes à qualidade cultural e serão homologados por comissão interministerial.
Os projetos culturais serão orientados por eixos temáticos propostos pelo Mais Cultura nas Escolas, voltados, entre outros temas, para a criação e circulação de teatro, audiovisual, música, dança, artes visuais, circo; diálogos com tradições orais, culturas indígenas e cultura afrobrasileira; residência e experimentação artística nas escolas; atividades em museus, pontos de cultura, cinema e outros espaços culturais.
Inscrições                                                                                                             
Todas as escolas públicas do Mais Educação e Ensino Médio Inovador, contempladas em 2012, além de artistas e iniciativas culturais, poderão inscrever e enviar projetos do Mais Cultura nas Escolas via SIMEC (Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação) - http://simec.mec.gov.br/ . O processo de avaliação será conduzido pelo MinC e pelo MEC.
Universidade das Artes
Durante o lançamento do Programa Mais Cultura nas Escolas também foi anunciada a criação de um Grupo de Trabalho (GT) com representantes dos dois ministérios para elaborar o projeto da Universidade das Artes, uma instituição de ensino que formará profissionais das artes e da cultura voltados ao desenvolvimento da Economia Criativa.
 O grupo terá 100 dias para elaborar o projeto da nova universidade, que deverá ser instalada em um município selecionado por meio de edital público. A coordenação do GT ficará a cargo do assessor especial do Ministério da Educação (MEC), Márcio Meira.  A Secretaria da Economia Criativa (SEC) e a Diretoria de Educação e Comunicação para a Cultura da Secretaria de Políticas Culturais (SPC) do Ministério da Cultura integram o grupo.
A Universidade das Artes deverá contemplar a produção cultural em sentido amplo, englobando áreas como design, moda, gastronomia, cinema, audiovisual, artes plásticas, visuais e digitais e literatura entre outras.
A secretária da Economia Criativa, Cláudia Leitão, ressalta que a nova universidade incluirá, também, áreas ainda não atendidas pelo ensino superior e dará ao profissional da cultura uma qualificação em "nível internacional". Segundo ela, a demanda por esses profissionais é "crescente" no mundo". Isso é revolucionário, é o Brasil colocando os dois pés no século 21, formando e capacitando seus artistas, produtores, gestores públicos e privados e empreendedores das áreas criativas", afirma.
Para maiores informações e lista de escolas que podem inscrever-se acesse http://www.cultura.gov.br/maisculturanasescolas


Dúvidas podem ser encaminhadas ao e-mail maisculturanasescolas@cultura.gov.br
Texto: Ascom MinC