Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

6 de fevereiro de 2015

Três blocos se apresentam neste fim de semana no Carnaval de Rua

Foto: Rogério Machado/Divulgação PMPA
Galo de Porto, Deixa Falar e Areal do Futuro animarão o sábado e o domingo
Galo de Porto, Deixa Falar e Areal do Futuro animarão o sábado e o domingo
Os blocos Galo de Porto e Deixa Falar retomam a programação do Carnaval de Rua de Porto Alegre neste sábado, 2, a partir das 16h, no bairro Cidade Baixa. O primeiro percorrerá a rua General Lima e Silva, a partir da rua Joaquim Nabuco, com dois trios elétricos, que se reunirão no final do percurso. O principal será animado pela Orquestra Atômica. O outro, pelo grupo Tarcisio Meira's Band. O desfile termina pontualmente às 21h, próximo à avenida José Loureiro da Silva.
Criado em 2009, o bloco Deixa Falar complementa o quarto dia de desfiles do circuito, de um total de 15. Maqui Borges, fundador do grupo, promete muita marchinha. O Deixa Falar se apresenta na rua República, em frente ao número, 222, sem deslocamento. A apresentação também se encerra às 21h.
Domingo, 8 de fevereiro - A folia no quinto dia de atrações do Carnaval de Rua da Capital ficará por conta do  bloco Areal do Futuro. A turma se concentra na rua João Alfredo, próximo à rua Joaquim Nabuco, às 16h. A partir das 18h, segue pela João Alfredo até a rua da República e se encaminha  até a praça Isabel, a Católica, onde ocorrerá a dispersão, às 21h.
Ao todo, o Grupo Austral, responsável pela produção do evento, colocará à disposição dos foliões 130 banheiros químicos neste fim de semana, 65 em cada dia, dos quais cinco equipados com cabines para atender portadores de necessidades especiais.
O vice-prefeito Sebastião Melo, designado pelo prefeito José Fortunati para coordenar um grupo de trabalho responsável pela organização e fiscalização dos desfiles, afirmou que o Carnaval de Rua de Porto Alegre é o evento que mais cresce na Capital. Por conta disso, explicou, existe a necessidade de os gestores públicos municipal e estadual, em parceria com os blocos, com os moradores e com os comerciantes, participarem ativamente na elaboração e no cuidado da festa e da cidade. “O Carnaval tem de ser bom para os foliões e para os moradores dos locais onde a brincadeira se realiza”, destacou.
Praças de serviço - No sábado,7, a praça de serviços vai operar na esquina das ruas da República e General Lima e Silva. No local funcionará a infraestrutura montada pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre, em parceria com a Brigada Militar e com a Polícia Civil. Um posto de informações para os foliões também se integrará aos serviços. A estrutura também servirá como base de apoio aos cerca de 100 servidores municipais que coordenam e fiscalizam as apresentações dos blocos.
Infraestrutura – 7 de fevereiro (sábado)
- Praça de serviços (na esquina das ruas da República e General Lima e Silva)
- Posto de informações
- Duas bases fixas e duas equipes volantes do Projeto Coração no Ritmo Certo, da SMS
- Ônibus de Comando Móvel da Brigada Militar
- Delegacia Móvel de Polícia Civil
- Plataforma de Observação Elevada (POE)
- Uma ambulância
- 65 banheiros químicos, dos quais cinco equipados com cabinas para atender portadores de necessidades especiais
No domingo, a praça de serviços será montada em frente à Paróquia Pão dos Pobres, na Praça Cônego Marcelino, próximo à Praça Isabel, a Católica. Neste dia, a Plataforma de Observação Elevada (POE) da Brigada Militar permanecerá estacionada na rótula das ruas João Alfredo e República.
Infraestrutura – 8 de fevereiro (domingo)
- Praça de serviços (na esquina das ruas da República e General Lima e Silva)
- Posto de informações
- Duas bases fixas e duas equipes volantes do Projeto Coração no Ritmo Certo, da SMS
- Ônibus de Comando Móvel da Brigada Militar
- Delegacia Móvel de Polícia Civil
- Plataforma de Observação Elevada (POE), vai operar na rótula das ruas João Alfredo e República.
- Duas ambulâncias
- 65 banheiros químicos, dos quais cinco equipados com cabinas para atender portadores de necessidades especiais



/carnaval /cidade_baixa
Texto de: Adriano Santana
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.