Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

6 de maio de 2013

POSSE NA DIRETORIA ASSOCIAÇÃO DOS ESCULTORES DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

 
No dia 29 de abril de 2013, o artista visual e arquiteto Vinicius Vieira foi eleito presidente da Associação dos Escultores do Estado do Rio Grande do Sul - AEERGS para o período 2013-2015. Reconhecido pelo seu comprometimento com as causas populares e sua militância junto às comunidades quilombolas e indígenas, Vieira dividirá as responsabilidades da AEERGS com os escultores Bira Fernandes, Lisete Bertotto, Adriana Xaplin, Evanir Plaszewski, Marsinho Susin, Antônio Sobral, Cláudia Piccinini, Leandro Michels e Caé Braga. Vinicius Vieira é natural de Porto Alegre, e tem como foco de trabalho a execução de obras de arte nos espaços públicos dessa cidade. Entre suas obras, se destacam a Pegada Africana na Praça da Alfândega, e a co-autoria no Bará do Mercado, localizado na área central do Mercado Público. O artista também possui obras de visualização pública no muro da Mauá, no campus central da UFRGS, no bairro Bom Jesus e no Parque Farroupilha, junto ao Instituto de Educação Gal. Flores da Cunha. Para o mês de junho de 2013, Vieira está se preparando para a inauguração de mais duas obras de visualização pública, o Jardim de Células, nas dependências da UFCSPA, e a obra (Des)organicidades, no muro de entrada do túnel da Conceição. Segundo Vinicius Vieira, "a nova gestão da AEERGS, em seu programa, se compromete em resgatar a importância das obras de arte públicas para a construção de uma nova imagem da capital, que está intimamente ligada aos símbolos e signos representados no espaço público". Além disso, Vieira destaca que "com a implantação da recém regulamentada lei municipal 10036, Porto Alegre terá a oportunidade de se inserir no grupo das metrópoles mundiais que valorizam essas intervenções urbanas, mediante a obrigatoriedade que as construtoras terão para colocação dessas obras nas novas edificações com mais de dois mil metros quadrados de área adensável. Nessa gestão da associação também serão visibilizadas ações realizadas no interior do estado, através da criação de novos núcleos em Pelotas, Santa Maria, Gramado e litoral."

Lisete Bertotto
comunicação AEERGS 
51 9816 2355