Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

27 de abril de 2013

Programação da Secretaria Municipal da Cultura - Abril/Maio


Até 17 de maio
Blueprint - Lívia Pascal

Imagens expandidas que buscam devolver à imagem fotográfica que o frame recortou e, nesse processo, seguem o rastro do que foi o movimento Moderno nos registros fotográficos de família.
Local: Paço dos Açorianos – Paço dos Açorianos
Entrada Gratuita


Até 5 de maio
Desenho: Pulsações Gráficas – Loni Rigotti
Desenhos como resultado do processo de busca e reflexo de inúmeras experiências que viveu pela pintura, escultura e colagem.
Local: Saguão do Centro Municipal de Cultura
Entrada Gratuita


MUSEU JOAQUIM FELIZARDO – NOVO HORÁRIO
Conheça a história de Porto Alegre através das exposições “Um Solar que virou Museu” e “Transformações Urbanas – Porto Alegre de Montaury a Loureiro” e exposições temporárias sobre temas variados.
Conheça também o acervo digital, os projetos culturais e educativos e os recantos nos jardins do Museu.

Visitação:
Segundas, das 12hàs 17h30min
Terças a sextas, das 9hàs 17h30min
Agendamento para grupos: educativomuseudeportoalegre@gmail.com
Entrada gratuita
12:13 26/04/2013, noreply@blogger.com (Programação e Eventos), Programação da Secretaria Municipal da Cultura

30 de abril à 5 de maio
Mostra de filmes sobre a resistência às ditaduras militares na América Latina – Movimento de Justiça e Direitos Humanos – Onde a Esperança se Refugiou




Em cartaz no andar térreo da Usina do Gasômetro desde o dia 25 de abril. A mostra será inaugurada às 19hdo dia 30 de abril.
Entrada gratuita.
Confira a programação e os horários das sessões.

Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle (Brasil, 2012, 102 minutos)
O documentário alerta para a necessidade de investigação da morte do presidente e recupera os dias da deposição de João Goulart, seu exílio e morte.


Os Anos JK – Uma Trajetória Política, de Silvio Tendler (Brasil, 1980, 110 minutos)
Aborda a história do Brasil: a eleição do presidente Juscelino Kubitschek, o nascimento de Brasília, a renúncia do sucessor Jânio Quadros, a crise política, o golpe militar e a cassação dos direitos políticos de JK.

Marighella – Retrato Falado do Guerrilheiro, de Silvio Tendler (Brasil, 2001, 55 minutos)
Deputado constituinte de 1946 e um dos principais dirigentes do partido Comunista, cassado quando o partido foi posto na ilegalidade, Carlos Marighella foi um dos líderes da luta armada contra a ditadura militar no Brasil.


Utopia e Barbárie, de Silvio Tendler (Brasil, 2010, 120 minutos)
Retrata e interpreta o mundo Pós-Segunda Guerra Mundial e suas transformações.
Jango, de Sílvio Tendler (Brasil, 1984, 117 minutos)

O documentário captura a efervescência da política brasileira durante a década de 1960 sob o contexto histórico da Guerra Fria.

Atletas e Ditadura – A Geração Perdida, de Marco Antonio Villalobos, Marcelo Outeiral e Milton Cougo (Brasil, 2007, 32 minutos)
Documentário que revela a cruel relação entre o esporte e a ditadura militar na Argentina. Em apenas oito anos de regime (1976-1983), cerca de 30 mil pessoas morreram ou desapareceram. Entre elas, jovens atletas.

Cidadão Boilesen, de Chaim Litewski (Brasil, 2009, minutos, 93 minutos)
Foca vida de Henning Albert Boilesen, ex-presidente da Ultragaz, assassinado pela guerrilha em São Paulo. Boilesen, um dinamarquês naturalizado brasileiro, estava intimamente ligado à Operação Bandeirante (Oban), grupo paramilitar criado pelo II Exército para combater os guerrilheiros que lutavam contra a ditadura militar brasileira.


Mundial 78 – Verdad o Mentira, de Christian Remoli (Argentina, 2007, 95 minutos)
Um documentário revelador sobre a Copa do Mundo da Argentina de 78.




Programa Memória do Movimento Estudantil
Reúne os médias metragensOu Ficar a Pátria Livre ou Morrer Pelo Brasil e O Afeto que se Encerra em Nosso Peito Juvenil, que resgatam a memória do movimento estudantil.





Vale a Pena Sonhar, de Stela Grisotti e Rudi Böhm (Brasil, 2003, 75 minutos)
Republicanos na Guerra Civil Espanhola, na Resistência Francesa contra o nazismo e no combate à ditadura militar no Brasil nos anos 60.



História de uma Vida Hermana, de Marco Antonio Villalobos, Milton Cougo e Universindo Rodriguez Diaz (Brasil/Uruguai, 2012, 23 minutos)
Os crimes enfrentados quando o Condor dominava os céus do Cone Sul da América.
30 de abril (terça-feira)
19:00Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle, seguida de debate com a participação de Christopher Goulart (neto do Jango) e Jair Krische.


1º de maio (quarta-feira)
15:00 – Cidadão Boilesen
17:00 – Os Anos JK – Uma Trajetória Política
19:00 – Os Anos JK – Uma Trajetória Política (exibição seguida de debate com os historiadores Francisco Cougo e Solon Viola)


2 de maio (quinta-feira)
17:00 – Marighella – Retrato Falado do Guerrilheiro
19:00 – Utopia e Barbárie (exibição seguida de debate com o diretor Sílvio Tendler e Jair Krische)


3 de maio (sexta-feira)
17:00 – Jango
19:00 – Jango (exibição seguida de debate com os jornalistas Juremir Machado da Silva e Carlos Alberto Kolecza)


4 de maio (sábado)
15:00 – Atletas e Ditadura – A Geração Perdida (exibição seguida de debate com o diretor Marco Antonio Villalobos e o historiador Ramiro José dos Reis)
17:00 – Cidadão Boilesen
19:00 – Mundial 78 – Verdad o Mentira (exibição seguida de debate com o advogado e jornalista Ibsen Pinheiro e o jornalista Cláudio Dienstmann) Exibição em espanhol sem legendas.

5 de maio (domingo)
15:00 – Programa Memória do Movimento Estudantil
17:00 – Vale a Pena Sonhar
19:00 – História de uma Vida Hermana (exibição seguida de debate com o diretor Marco Antonio Villalobos, o psiquiatra José Outeiral e o repórter cinematográfico Milton Cougo)

Local: Sala P. F. Gastal (Usina do Gasômetro – 3º andar)

Entrada gratuita.



26, 27 e 28 de abril
ÚLTIMOS DIAS PARA CONFERIR O HUMOR DO GRUPO MONTY PYTHON NA SALA P. F. GASTAL
A resposta positiva de público e os inúmeros pedidos para a sua prorrogação garantiram mais uma semana à mostra dedicada ao grupo de humor inglês Monty Python. Exibições em DVD. Confira a programação e os horários das sessões.


Monty Python em Busca do Cálice Sagrado (Monty Python and the Holy Grail), de Terry Gilliam e Terry Jones (Inglaterra, 1975, 92 minutos)

A lenda dos Cavaleiros da Távola Redonda e sua jornada em busca do Santo Graal narrada com o humor devastador do grupo de comediantes em sua segunda incursão no cinema.

A Vida de Brian (Life of Brian), de Terry Jones (Inglaterra, 1979, 94 minutos)
Uma iconoclasta versão da vida de Cristo, a partir da história de Brian, que nasce no mesmo dia em que o Messias, e passa a vida inteira sendo confundido com ele.




O Sentido da Vida (The Meaning of Life), de Terry Jones e Terry Gilliam (Inglaterra, 1983, 107 minutos)



Uma hilariante coletânea de esquetes que procura encontrar o sentido da vida humana.





Um Peixe Chamado Wanda (A Fish Called Wanda), de Charles Crichton (Inglaterra, 1988, 108 minutos)

Em Londres, quatro pessoas sem nada em comum planejam cometer um grande golpe, mas situações inusitadas fazem com que o plano não ocorra conforme o previsto. Comédia de erros que marcou o reencontro de vários membros do grupo depois de vários anos após a sua separação.

26 de abril (sexta-feira)
17:00 – O Sentido da Vida
19:00 – Monty Python em Busca do Cálice Sagrado

27 de abril (sábado)
15:00 – Palestras do evento Movimento Hot Spot
17:00 – Monthy Python em Busca do Cálice Sagrado
19:00 – A Vida de Brian

28 de abril (domingo)
15:00 – Palestras do evento Movimento Hot Spot
17:00 – O Sentido da Vida
19:00 – Um Peixe Chamado Wanda

Local: Sala P. F. Gastal (Usina do Gasômetro – 3º andar)