Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

26 de março de 2013

241 Anos de Porto Alegre


via blog  ROGERIO BASTOS

Um dos integrantes da tropa militarizada de João de Magalhães, Jerônimo de Orneias Menezes e Vasconcelos, natural da Ilha da Madeira, fixou residência no Morro de Santana, antes de 1732. Em 05/11/1740, obtinha ele posse definitiva de suas terras. Sua fazenda aparece nos livros eclesiásticos com o nome de "Sítio do Dorneles".
O sítio, por ocasião da tomada das Missões e da entrada dos açorianos, que chegavam pela Lagoa dos Patos, tomou importância como meio caminho entre Rio Grande e as Missões. Ficou sendo lugar de pouso e espera para a gente açoriana que se destinava a povoar a região missioneira.
Desde 1753, o Sítio de Dorneles aparece com o nome de "Porto do Dorneles". Já a partir de 1757, recebe a denominação de "Porto dos Casais". Os açorianos não se destinavam a fundar Porto Alegre, a maioria rumou para Santo Amaro e Rio Pardo. Com a chegada de José Marcelino de Figueiredo, em 1769, a situação dos poucos açorianos do Porto dos Casais principiava a melhorar, pois iniciava-se a fundação de um povoado, com a construção da Ermida de São Francisco das Chagas.
O Rincão de São Francisco foi desapropriado. A pedido do governador José Marcelino de Figueiredo, o Bispo do Rio de Janeiro, D. Frei António do Desterro, criou, em 26/03/1772, a freguesia de São Francisco, orago que em 18/01/1773 seria mudado para Nossa Senhora Madre de Deus de Porto Alegre, talvez em homenagem à princesa D. Maria, filha de D. José I, e à famosa rainha D. Maria I, mãe de D. João VI.
A povoação progredia com descendentes açorianos, emigrados sacramentinos e, sobretudo, com 60 paulistas trazidos pelo Gen. Gomes Freire de Andrade. Em 24/07/1773, o governador Marcelino transferiu de Viamão para cá a sede da Capital da Província. Em 1780, a freguesia contava com 1.200 habitantes. Em 19/09/1807, com a criação da Capitania Geral, Porto Alegre passou a ser sua capital, sendo elevada à categoria de vila em 23/08/1808.