Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

20 de março de 2013

Sobre as mudanças no regulamento de 2013 no Carnaval



Foi publicado no site da AECPARS na última semana um esclarecimento a respeito das mudanças realizadas no regulamento do Carnaval de 2013 em relação ao ascenso e ao descenso de escolas para a formação dos grupos de 2014 (leia aqui).

Para quem não acompanhou essa hsitória, o que ocorreu foi que, embora o regulamento aprovado em 2011 previsse para este ano que duas escolas subiriam e duas cairiam, as escolas do Grupo Especial, agora representadas também pela Ugespa, defendiam que apenas uma escola fosse rebaixada. Com isso, foi convocada uma assembleia de presidentes para deliberar sobre o tema e aprovar uma resolução que fosse válida para todos os grupos.

Confira, abaixo, o texto na íntegra publicado no site da AECPARS explicando como ocorreu esse processo, inclusive com a quantidade de votos que definiu o descenso de uma escola e o ascenso de duas:

Como foi definida a mudança sobre o ascenso
e o descenso de escolas para o Carnaval 2014


15 de março de 2013
​Realizada a reunião que definiu a formação dos grupos para o Carnaval de 2014, a partir dos resultados dos desfiles deste ano, a AECPARS achou por bem esclarecer como ocorre um processo de alteração no regulamento e como se deu, especificamente, a mudança sobre o número de escolas rebaixadas neste Carnaval.

O Estatuto da Associação prevê que o Conselho de Presidentes é soberano nas decisões e deliberações relativas ao Regulamento do Carnaval. Para que isso ocorra, são definidos prazos para a apreciação e a aprovação ou não de uma proposta de mudança.

​Com a criação de uma união que passou a também representar as escolas do Grupo Especial, a Ugespa, veio, de um lado, a proposta de que apenas uma escola deveria cair do primeiro grupo. De outro lado, o regulamento aprovado anteriormente em assembleia, incluindo a participação das escolas do Grupo Especial, previa o ascenso e o descenso de duas agremiações.

QUEM VOTA
Compõem o Conselho de Presidentes as entidades filiadas, mais o presidente e o vice-presidente da AECPARS, totalizando um colégio eleitoral de 28 componentes. As 10 escolas do Grupo Especial, por ainda estarem filiadas, mantiveram sua voz e seu voto no Conselho.

​A VOTAÇÃO PARA O ASCENSO E O DESCENSO DE 2013 ​
Após o Carnaval 2013, em uma reunião extraordinária do Conselho de Presidentes e seguindo o rito estatutário, uma entidade filiada solicitou assembleia específica para que fosse debatida a alteração do previsto no regulamento vigente da AECPARS em relação ao descenso e ao Ascenso do Carnaval de 2013, que previa que duas escolas cairiam e duas subiriam em cada grupo.

​A assembléia foi realizada em 11 de março, 15 dias depois do pedido de realização da reunião, para deliberar sobre as propostas de alteração no regulamento, cuja aprovação se deu por maioria de votos, e não por unanimidade:
​• Alteração no regulamento – 20 dos 28 votantes possíveis aprovaram que houvesse alteração.
• Proposta 1: o descenso de uma escola nos três grupos e o Ascenso de duas escolas ao Grupo Especial e ao Intermediário A teve 13 votos favoráveis.
• Proposta 2: o descenso e o Ascenso de duas escolas em todos os grupos teve 12 votos favoráveis.
• Outros três votantes defenderam uma terceira proposta.​

​CONFORME AS NORMAS
A mudança que estabeleceu, portanto, a queda de apenas uma escola diante do Ascenso de duas, não foi, portanto, uma decisão unânime ou “de gabinete”, mas definida conforme o previsto no Estatuto, através de votos dos representantes de cada uma das agremiações filiadas.

​COMO FICOU​ 
Grupo Especial (11 escolas): Academia de Samba Puro, Acadêmicos de Gravataí, Bambas da Orgia, Embaixadores do Ritmo, Estado Maior da Restinga, Imperadores do Samba, Imperatriz Dona Leopoldina, Imperatriz Leopoldense, Império da Zona Norte, União da Vila do IAPI e Unidos de Vila Isabel.​

Grupo Intermediário A (7 escolas): Academia de Samba Praiana, Acadêmicos de Niteroi, Copacabana, Império do Sol, Protegidos da Princesa Isabel, Unidos do Capão e Unidos do Guajuviras

Grupo de Acesso: Acadêmicos da Orgia, Apito de Ouro, Os Filhos da Candinha, Realeza e Unidos da Vila Mapa. * O grupo está com 5 escolas até que seja definido que escola(s) volta(m) ou passa(m) a competir no Carnaval de 2014.