Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

15 de março de 2013

Governador conhece projeto da nova sede do MACRS


No final da manhã dessa quinta-feira (14) o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, junto com o diretor do Instituto Federal do RS, Paulo Roberto Sangoi, apresentou ao governador Tarso Genro o projeto para a nova sede do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, que será na sede do IFRS, na esquina das ruas Coronel Vicente e Voluntários da Pátria.

Metodologia e projeto da sede do MACRS apresentados ao governador. Foto: Caroline Bicocchi
O governador, que já vinha acompanhando a negociação, elogiou a iniciativa. “É um aporte cultural muito importante para o estado. Vamos agora agilizar as relações institucionais necessárias para a conclusão deste projeto”, disse.
Assis Brasil apresentou os integrantes da comitiva e destacou a necessidade do MACRS ter um espaço próprio. “Está mais do que na hora do MAC ter sua sede e com esta parceria vamos também contemplar um projeto pedagógico de arte. Além disso a iniciativa vai qualificar uma área central de Porto Alegre”, concluiu.
Paulo Roberto Sangoi, lembrou a função principal do prédio. “ O prédio é estruturado para fins culturais. Além de cedermos o espaço para o MACRS vamos também manter um espaço aberto à comunicada com ações de música e cinema. Vai se tornar um corredor cultural de Porto Alegre”.
Também participaram da reunião a primeira dama Sandra Genro, o secretário Adjunto da Cultura, Jéferson Assumção, o representante do Conselho Consultivo do MACRS, Márcio Carvalho, o presidente da Associação de Amigos do MACRS, Flávio Couto, o diretor do MAC, André Venzon e as arquitetas Milene Liska e Luiza Loder, responsáveis pelo projeto.
O projeto
O projeto IFRS e MACRS: construindo saberes mediante o acesso à arte e cultura contemporânea, pretende oportunizar acesso à cultura contemporânea através da parceria entre as duas instituições públicas comprometidas com o acesso público à educação e à cultura. Um importante parceria, pois, não se trata apenas de espaço para o museu, mas atinge a meta de estabelecer parceria com a instituição de ensino técnico e superior, bem como parcerias com associações e órgãos representativos do setor das artes visuais, para a criação e o aprimoramento contínuo de cursos voltados à formação e capacitação de trabalhadores da cultura, gestores técnicos de instituições e equipamentos culturais. O objetivo é a formação profissional para gerir um museu de arte contemporânea em toda complexidade que seu campo exige.
O prédio
O antigo edifício da Mesbla, datado de 1940, constitui-se em representante da arquitetura modernista em Porto Alegre. Externamente, nas fachadas, há semelhança com edificações do expressionismo modernista e internamente, em especial nas escadas do átrio, há semelhanças com elementos de movimento do art decó. No local foi realizada a primeira Bienal do Mercosul, quando o espaço foi comparado a grandes museus internacionais.
Texto: Asscom Sedac