Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

11 de setembro de 2014

Oficina revela os segredos da ambrosia

Os segredos de um dos doces mais tradicionais do Rio Grande do Sul foram revelados em oficina realizada pelo Piquete Vento Sul nesta quarta-feira, 10, no Acampamento Farroupilha. A atividade faz parte da programação do Turismo de Galpão. 
 
A patroa da entidade, Naira Jobim, revelou que a ambrosia é sua especialidade na cozinha. "Faço essa receita há 20 anos, juntei as receitas da minha mãe e da família do meu marido e montei a minha", disse. Naira contou seu segredo: "os ovos e o leite devem ser caipiras, pois o sabor é incomparável". 
 
A receita é simples. Em um panela, a patroa colocou 900 gramas de açúcar cristal, canela, cravos da índia e um pouco de água e deixou ferver até a mistura ficar em ponto de calda. Em outro recipiente, Naira pôs uma dúzia de ovos, adicionou mais seis gemas e dois litros de leite. Para fazer talhar o leite, acrescentou suco de dois limões e misturou tudo. Pronta a calda de açúcar, a patroa colocou o restante dos ingredientes. "Não pode mexer muito, só um pouquinho para não queimar no fundo e até talhar", ressaltou a patroa. O próximo passo foi cozinhar o doce, por cerca de uma hora. Com a sobremesa pronta, então chegou o momento mais aguardado: experimentar.
 
O engenheiro Reinaldo Vieira de Castro aprovou a doce especiaria. "Ficou muito bom, tem um sabor diferenciado", comentou o participante. Para Castro, que participou das edições do Turismo de Galpão em 2013 e Acampamento Farroupilha Extraordinário, o projeto é uma oportunidade de conhecer melhor a cultura gaúcha. Perguntado se irá fazer a sobremesa em casa, o engenheiro não titubeou: "Farei, sim".
 
Cultura viva - Nas oficinas de Turismo de Galpão, os visitantes têm a oportunidade de conhecer e aprender a história, as tradições, os hábitos, usos e costumes do povo gaúcho de forma criativa. Há oficinas da culinária regional que ensinam o preparo do churrasco, arroz de carreteiro, doces caseiros como ambrosia e arroz de leite, pão, cuca, café campeiro e café de chaleira, este acompanhado do pastel de carreira. Dicas para um bom chimarrão, lendas, danças, montaria, forja e afiação de facas são algumas das mais de 140 oficinas que aguardam os visitantes até o final do Acampamento Farroupilha. A programação completa está em www.portoalegrecriativa.info
 
Galpão da Hospitalidade - O centro de referência de toda a programação, bem como o local de inscrição para as oficinas, é o Galpão da Hospitalidade, localizado próximo à entrada principal do Parque Maurício Siritsky Sobrinho (Harmonia), ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho. A estrutura de quase 200 metros quadrados funcionará diariamente, das 9h às 22h, com uma equipe de recepcionistas e intérpretes, espaço de convivência e material impresso com a programação das oficinas nas versões português, inglês e espanhol. Para orientar o público, 30 placas com indicações em três idiomas sinalizam o acesso ao Galpão da Hospitalidade dentro do parque, e os 52 piquetes e entidades tradicionalistas preparados para receber turistas em oficinas são identificados com o Selo Turismo de Galpão, exibido na área externa dos galpões. 


/acampamento_farroupilha
Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.