Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

7 de setembro de 2014

Turismo de Galpão revela segredos para uma faca bem afiada


07/09/2014 12:19:29

Foto: Divulgação/PMPA
Oficina começa ensinando os integrantes a tirar totalmente o fio de uma faca Oficina começa ensinando os integrantes a tirar totalmente o fio de uma faca
Foto: Divulgação/PMPA
Depois, passo a passo, cada um identifica o desgaste da lâmina Depois, passo a passo, cada um identifica o desgaste da lâmina
As 15 vagas abertas pelo piquete Rancho do Tininho para a oficina Afiação de Facas, que faz parte da programação do projeto Turismo de Galpão, no Acampamento Farroupilha, foram todas preenchidas por homens e mulheres curiosos em aprender como deixar impecável o fio da faca do churrasco ou de uso geral na cozinha. 
 
Comandada pelos cuteleiros de facas artesanais Leandro Ribas e Hector Yucatán, a oficina começa ensinando os participantes a tirar completamente o fio de uma faca, a ponto de ela não cortar sequer uma folha de papel. Depois, passo a passo, leva cada um a identificar o desgaste da lâmina, a manuseá-la em cima de três diferentes tipos de pedra de afiar, da mais áspera e comum àquelas que recentemente começam a ser fabricadas no Brasil, com maior quantidade de grãos por centímetro quadrado e que permitem o refinamento da afiação das lâminas.
 
Detalhes - Movimento e ângulo da faca sobre a pedra de afiar, remoção das arestas de metal com a imersão da pedra na água, tudo é demonstrado e ensinado em detalhes, sem pressa. “A proposta da oficina é que a pessoa saia daqui sabendo como dar às suas facas um fio de qualidade”, afirma Yucatán. Por isso, o tempo de duração da oficina depende do desempenho dos participantes. Ele assegura que, depois de aprender, é possível deixar uma lâmina “ouro-e-fio” em três minutos.
 
Dicas é o que não faltam na oficina. Por exemplo, durante a afiação, deve-se direcionar o fio da faca sob a luz: ao contrário do que se poderia imaginar, se ele brilhar é porque a faca ainda não está perfeitamente afiada. “Os pontos de brilho são as arestas de metal que ainda existem e precisam ser eliminadas”, explica Ribas.
 
O casal Jair e Lucimara Gonçalves saiu da oficina plenamente satisfeito. Acostumado a afiar suas facas com a tradicional “chaira”, Jair se inscreveu para a atividade com o objetivo de aperfeiçoar a técnica. “Agora sim sei como usar uma pedra de afiar”, diz Jair. “Agora descobri o segredo da pedra”, afirma Lucimara, que tem uma pedra de afiar em casa, mas não sabia muito bem como usar. “A oficina é ótima, nunca havia conseguido deixar uma faca tão bem afiada”, admite. A próxima edição da oficin a será no sábado, 13, às 16h.
 
Cultura viva - Nas oficinas de Turismo de Galpão, os visitantes têm a oportunidade de conhecer e aprender a história, as tradições, os hábitos, usos e costumes do povo gaúcho de forma criativa. Há oficinas da culinária regional que ensinam o preparo do churrasco, arroz de carreteiro, doces caseiros como ambrosia e arroz de leite, pão, cuca, café campeiro e café de chaleira, este acompanhado do pastel de carreira. Dicas para um bom chimarrão, lendas, danças, montaria, forja e afiação de facas são algumas das mais de 140 oficinas que aguardam os visitantes até o final do Acampamento Farroupilha. A programação completa está em www.portoalegrecriativa.info. 

Galpão da Hospitalidade - O centro de referência de toda a programação, bem como o local de inscrição para as oficinas, é o Galpão da Hospitalidade, localizado próximo à entrada principal do Parque Maurício Siritsky Sobrinho (Harmonia), ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho. A estrutura de quase 200 metros quadrados funcionará diariamente, das 9h às 22h, com uma equipe de recepcionistas e intérpretes, espaço de convivência e material impresso com a programação das oficinas nas versões português, inglês e espanhol. Para orientar o público, 30 placas com indicações em três idiomas sinalizam o acesso ao Galpão da Hospitalidade dentro do parque, e os 52 piquetes e entidades tradicionalistas preparados para receber turistas em oficinas são identificados com o Selo Turismo de Galpão, exibido na área externa dos galpões.
 


/acampamento_farroupilha /turismo
Texto de: Eliana Zarpelon
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.