Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

22 de agosto de 2013

Videoconferência debate a Cadeia do Carnaval


 

* Por Marcelo Antunes

Como desdobramento dos compromissos definidos pelo “Manifesto do Carnaval ao Povo Brasileiro”, documento que encerrou a audiência pública sobre a Cadeia Produtiva da Economia do Carnaval, promovida pela Câmara dos Deputados no dia 25 de junho, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) promoveu na tarde de segunda-feira, em Brasília, a primeira videoconferência com representantes de ligas e entidades carnavalescas de cinco estados, com o objetivo de se estabelecer vertentes e parâmetros para a estruturação metodológica de um estudo do governo federal que aponte para o potencial produtivo e inclusivo da Cadeia Produtiva do Carnaval.

O trabalho coordenado pelo Secretário-Executivo do MCTI, Luiz Antônio Elias, reuniu os principais gestores do ministério, como o presidente do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Mariano Laplane, a secretaria adjunta de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), Sônia da Costa, e Gustavo Adolfo, da Assessoria de Acompanhamento e Avaliação das Ações Finalísticas do ministério.



O envolvimento pessoal de Luiz Antônio Elias na condução dos trabalhos e nos próximos passos a serem produzidos pelo MCTI no estudo da Cadeia Produtiva do Carnaval foi comemorado pelo deputado Paulo Ferreira (PT-RS), autor do requerimento para a realização da audiência pública sobre a Cadeia Produtiva da Economia do Carnaval, que participou do encontro representando a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados (CCult/CD).

Sandro Santos foi o representante das ligas carnavalescas do estado do Rio Grande do Sul na videoconferência, realizada em Porto Alegre a partir do auditório do CEITEC e que contou ainda com participações do Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas.

Este mesmo grupo volta a se reunir, pelo mesmo sistema de tecnologia e interação instantânea televisual online, no dia 9 de setembro.