Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

1 de março de 2014

Segunda noite de Carnaval terá apresentação de mais seis escolas

Foto: Joel Vargas/PMPA
Escolas começam a desfilar a partir das 22 horas
Escolas começam a desfilar a partir das 22 horas
Os desfiles do Grupo Especial na segunda noite de Carnaval no Complexo Cultural Porto Seco iniciam neste sábado, 1, a partir das 22 horas com os 1.800 componentes da Imperatriz Dona Leopoldina. Com o samba-enredo “A Marcha da Imperatriz Prestes a Encontrar Luís”, a escola vai relembrar o movimento encabeçado por Luís Carlos Prestes na década de 1920 e associá-lo à onda de manifestações de rua que eclodiram no país a partir de junho de 2013. Antes, a escola convidada Esporte dá Samba, projeto social da Secretaria Municipal de Esportes, passará pela pista com 3.500 crianças sambando ao som do enredo “O amor é a melhor herança. Educação para as crianças” A escola mirim tem sua apresentação marcada para às 20h30.  
Nesta noite, estarão desfilando, na seqüência, as escolas Embaixadores do Ritmo (00:20);
Acadêmicos de Gravataí (01:40); Império da Zona Norte (03:00) e Imperadores do Samba  (04:20). Os 1.200 componentes da Embaixadores terão como enredo “O passeio da Maria Fumaça pela serra gaúcha. No apito da Maria e no cheiro da Fumaça”. Já os Acadêmicos virão para o Sambódromo com 2.100 integrantes para apresentar o enredo "Caprichando e Garantindo: Gravataí te leva a festejar na Ilha de Tupinambarana".  O Império da Zona terá duas mil pessoas desfilando sob o tema “Tibiquary – Teu povo te fez Taquari” e a Imperadores do Samba encerrará os desfiles com “A Imperadores do Samba faz a justa homenagem aos personagens de Luis Fernando Verissimo" exibida por 1.800 integrantes. 
Para saber mais sobre os serviços oferecidos pela Prefeitura no Sambódromo clique aqui


/carnaval
Texto de: Jandira Feijó
Edição de: Álvaro Luiz Oliveira Teixeira
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.