Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

17 de julho de 2013

OP: Circulação e Transporte elege pavimentação como prioridade


Foto: Evandro Oliveira/PMPA
Fortunati falou das ações de qualificação na área, como o metrô e os BRTs Fortunati falou das ações de qualificação na área, como o metrô e os BRTs
Foto: Evandro Oliveira/PMPA
Abertura e duplicação de vias também estiveram entre as mais votadas
Abertura e duplicação de vias também estiveram entre as mais votadas
Os participantes da temática Circulação, Transporte e Mobilidade Urbana, segunda plenária da rodada única de Assembleias Regionais e Temáticas do Orçamento Participativo (OP) 2013-2014, elegeram pavimentação de vias como prioridade de investimentos. Na reunião, realizada no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa,  as outras três prioridades eleitas foram programa mobilidade e organização do espaço urbano – abertura de vias e rótulas; qualificação de terminais e parada segura; e duplicação e alargamento de vias. 
 
Ao abordar a questão do transporte público, o prefeito José Fortunati fez uma reflexão sobre o excesso de incentivos para que as pessoas adquiram automóveis e a paixão dos brasileiros pelos carros e, por outro lado, a falta de estímulo para investimentos na área. “Nós precisamos mudar essa lógica e fazer com que o transporte coletivo seja prioridade, com políticas públicas que incentivem o uso de ônibus, de trem, do transporte hidroviário e também da excelente alternativa que é a bicicleta”, disse Fortunati. Ele destacou as ações em Porto Alegre, como a implantação dos BRTs, a ampliação das ciclovias e instalação de bicicletários, as obras de mobilidade, a possibilidade de utilização do TRI nas lotações e o projeto do metrô.
 
O chefe do executivo garantiu que a primeira licitação do transporte coletivo da história da Capital será realizada até o fim do ano e lembrou que a Prefeitura de Porto Alegre está aguardando as propostas de manifestação de interesse para as obras do metrô. “Eu quero regras que permitam a qualificação do transporte público e, democraticamente, pela competição entre as empresas, reduzir as tarifas. Foi isso que aconteceu nas cidades brasileiras que realizaram a licitação”, completou o prefeito, que ainda destacou a importância de desenvolver ações e fazer mudanças nas vias que melhorem o fluxo e priorizem o trânsito dos ônibus.
 
Outra questão abordada pelos participantes foi a  duplicação e pavimentação de vias. O Plano de investimentos e Serviços 2013/2014, traz na temática Circulação, Transporte e Mobilidade Urbana, 12 demandas, todas sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), com previsão investimentos de R$ 12,6 milhões. O titular da Smov, Mauro Zacher destacou que há 47 obras de pavimentação que se encontram ou com ordem de início ou em fase de finalização, totalizando recursos de R$ 33 milhões. Além disso, reforçou o compromisso assumido de definir junto aos fóruns de delegados das regiões da cidade, as ruas que devem receber conservações permanentes.
 
Prestação de contas – Além dos números relacionados à temática, foram apresentados na prestação de contas do governo municipal os demonstrativos da execução dos Planos de Investimentos e Serviços desde 1990. Em relação ao PI 2013/2014 distribuído aos participantes, as seis temáticas tem valores estimados em R$ 30,1 milhões e as 17 regionais, R$ 143,8 milhões.  
 
Conselheiros – A temática apresentou uma única chapa para compor o Conselho do OP (COP). Foram eleitos por aclamação dos presentes, Roberto Vandré dos Santos Kries e Raul Sérgio dos Santos, para a primeira e segunda titularidades, respectivamente. Os suplentes eleitos são Edson Campos da Silva e Márcia Cristina Freistedt.
 
OP em Florianópolis – O coordenador de juventude da prefeitura da capital de Santa Catarina, Guilherme Pontes, assistiu aos trabalhos da plenária. O prefeito Cesar Souza Junior pretende implantar o OP em Florianópolis.
 
A assembleia temática contou com a participação do vice-prefeito, Sebastião Melo, dos secretários responsáveis pelo OP, Cezar Busatto, de Governança Local e Izabel Matte, de Planejamento Estratégico e Orçamento e de outros secretários municipais, incluindo os titulares das pastas relacionadas ao tema, de Gestão, Urbano Schmitt, de Acessibilidade  e Inclusão Social, Raul Cohen, o de Obras e Viação, MauroZacher, e o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari. 
 
Na noite de quarta-feira é a vez da assembleia temática Habitação, Organização da Cidade, Desenvolvimento Urbano e Ambiental, a partir das 19h no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa.
 
 


/orcamentoparticipativo
Texto de: Indaiá Dillenburg
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.