Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

2 de agosto de 2013

OP: Região Sul cresce 84% em participação

Foto: Ricardo Stricher/PMPA
Plenária contou com 1.112 inscrições para participar da votação
Plenária contou com 1.112 inscrições para participar da votação
A plenária da Região Sul, da rodada única de Assembleias Regionais e Temáticas do Orçamento Participativo (OP) 2013-2014, registrou 84% de aumento na participação, superando as expectativas de público, e até o momento foi a que apresentou o maior crescimento na participação dos moradores em relação ao ano passado. Foram 1.112 inscrições para participar da votação que elege as ações prioritárias e como serão investidos os recursos públicos na região.(fotos)
“Isso mostra o fortalecimento e a credibilidade do Orçamento Participativo, mostra que a população acredita na democracia participativa. E significa que as pessoas sabem que para melhorar a sua cidade, para buscar investimentos justos e legítimos, existe um caminho, existe um instrumento que se chama Orçamento Participativo” disse o prefeito José Fortunati.
Na reunião, realizada no Centro de Eventos Zaffari Juca Batista, na noite de quinta-feira, 1º, as prioridades eleitas foram saúde, habitação, assistência social e cultura. 
Entre as reivindicações mais citadas pelos moradores na tribuna, estava a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na zona Sul. Fortunati disse que a Secretaria Municipal de Saúde está buscando uma área para que a obra seja realizada com todos os recursos e com capacidade para atender a comunidade da região. 
Na temática habitação, o chefe do executivo anunciou que a Prefeitura de Porto Alegre encaminhou os projetos de construção das moradias da avenida Edgar Pires de Castro e que o Município deve adicionar 6 CUBs a cada residência. Também garantiu a retirada de famílias de áreas de risco do Beco do Adelar.
Direito animais - Outro assunto discutido foi o atendimento a animais de rua, animais abandonados ou de moradores das vilas populares que não tem condições financeiras de arcar com custos de vacinação e castração. Fortunati lembrou que Porto Alegre é a primeira cidade do Brasil a ter uma pasta só para cuidar dessa área, a Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda). 
“Nós temos que pensar nos animais. Eles fazem parte do nosso cotidiano, têm direitos e estão desprotegidos, dependem da nossa iniciativa de protegê-los e, além disso, representam uma questão de saúde pública. A Seda já realizou mais de 50 mil vacinações ou desverminações, 12.274 castrações e esterilizações, 3.360 atendimentos cirúrgicos e 600 adoções. Qualquer cidadão pode buscar a secretaria, seja por necessidade de atendimento, seja para denunciar maus tratos ou abandono. Basta ligar para o Fala Porto Alegre, 156”, afirmou Fortunati.
Conselheiros – A região apresentou uma única chapa para compor o Conselho do OP (COP). Foram eleitos, por aclamação dos presentes, Hernandi Mello e Osmar da Silva, para a primeira e a segunda titularidades, respectivamente. Os suplentes eleitos são Osvaldo Gomes Soares e Marcia Soares.
No sábado, 3, a partir das 15h acontece a plenária da região Nordeste, na Escola Municipal Deputado Vitor Issler (Rua 19 de Fevereiro, 330, Bairro Mário Quintana).


/orcamentoparticipativo
Texto de: Indaiá Dillenburg e Melina Fernandes
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.