Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

28 de junho de 2013

Prefeitura apresenta a escolas projeto permanente para sambódromo

Foto: Cristine Rochol/PMPA
Estrutura terá capacidade para 23.688 pessoas, com atividades  durante todo o ano
Estrutura terá capacidade para 23.688 pessoas, com atividades durante todo o ano
O trabalho conjunto entre os representantes das escolas de samba da Capital e a prefeitura para tirar do papel o projeto permanente do Complexo Cultural do Porto Seco teve avanços nesta sexta-feira, 28. A nova estrutura das arquibancadas foi apresentada pelo prefeito José Fortunati e aprovada pelas entidades. Participaram da reunião os secretários do Desenvolvimento e Assuntos Especiais, Edemar Tutikian, e da Cultura, Roque Jacoby.

Na ocasião, uma planta da estrutura foi entregue aos presentes. Serão 42.159,5 metros quadrados de área construída com capacidade para 23.688 espectadores, cadeiras numeradas e arquibancadas, além de 80 camarotes. Atualmente, a capacidade de público é de 13 mil pessoas. O projeto também prevê infraestrutura no entorno como urbanização, iluminação especial e sanitários.
O projeto recebeu contribuições dos carnavalescos, representantes da Associação das Entidades Carnavalescas (Aecpars), que visitaram o sambódromo do Rio de Janeiro. "O grupo de trabalho para discutir esse assunto criou uma situação muito boa com os representantes das escolas, temos o compromisso de não tomar nenhuma decisão sem ser conjunta com aqueles que constroem no dia a dia o espetáculo do Carnaval", afirmou Fortunati.

"Chegamos à conclusão que essa proposta é a melhor para nós e para a cidade", concordaram o representante da Liga do grupo Especial, Evaristo Multi, e o vice-presidente da Associação dos Carnavalescos, Érico Leoti.
Conforme Tutikian, a equipe técnica da prefeitura está finalizando o orçamento para execução da obra, que deverá ter a primeira parte executada com recursos do município. "Estamos partindo para fazer um edital de licitação o mais rápido possível", declarou.
Diferencial - Um dos diferenciais do projeto será a possibilidade de receber grandes shows utilizando o espaço do recuo da bateria para o palco e a arquibancada principal e pista, com capacidade para 8 mil pessoas. O local também terá estacionamento para aproximadamente 2,2 mil carros e 80 ônibus dentro da área do empreendimento.
Fortunati ressaltou que o novo Complexo Cultural do Porto Seco não estará apto apenas para funcionar como espaço dedicado ao Carnaval, pois deverá atender atividades culturais durante todo o ano.


 Dados :
- Área construída: 42.159,51 metros quadrados.
- Capacidade: 23.688 espectadores em áreas de frisas (espaços para mesas junto à pista ), cadeiras numeradas e arquibancadas.
- 80 camarotes.
- Infraestrutura no entorno inclui urbanização, iluminação especial, sanitários.

O projeto:
- Espaço para instalação de área de alimentação em cada módulo, para atender camarote e arquibancadas individualmente.
- Criação do recuo de bateria na área de armação.
- Camarins com banheiros na área de concentração.
- Arquibancada popular na área de armação (Setor 1).
- Prédios na concentração para entidades ligadas ao carnaval, SMC, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Unidade de Saúde e DMLU.
- Portarias com controle de acesso na entrada do complexo e na entrada dos barracões.
- Os degraus das arquibancadas foram projetados para facilitar o trânsito e trazer mais conforto para o público.
- Nos fundos dos camarotes haverá salas administrativas que poderão ser ocupadas durante todo o ano.
- O projeto atende a todos os itens de segurança exigidos pelo Corpo de Bombeiros.
- Disponibilidade de unidade de pronto atendimento, com recursos modernos.
- Iluminação na pista será 2000 lux e deverá ficar numa altura superior as alegorias.
- Infraestrutura para sonorização será ao longo da pista, em ambos os lados.
- Infraestrutura para sonorização na concentração (torres).
- Infraestrutura para controle de acesso em cada módulo, individualizado para camarotes e arquibancadas (roletas,catracas, elevadores etc).

Equipamentos que funcionarão no local:

1ª fase:
- CAR - Centro Administrativo Regional
- CRAS - Assistência Social - Fasc
- Guarda Municipal
- Telecentro
- Centro de Referência da Juventude
- Unidade de Saúde
- Conselho Tutelar
- Descentralização da Cultura
- Sine

2ª fase:
- Centro de Educação Integral, recebendo alunos da zona Norte para  atividades como teatro, música, robótica e complementação de linguagens. Hoje 2.034 alunos da região são atendidos no turno inverso. Com este projeto, todos os 8.239 alunos das 8 escolas da região poderão ser atendidos.  Passaremos de 46% para 60% de atendimento de educação integral na cidade.
- Creche - Educação Infantil.
- Formação Profissional: o projeto prevê espaço destinado a atividades vinculadas ao carnaval, como oficinas de treinamento e preparação de mão de obra dedicada à produção de equipamentos para o carnaval.

Sambódromo

O Complexo Cultural Porto Seco, localizado na avenida Plínio Kroeff, zona Norte, foi inaugurado, em 2004. Atualmente, a pista de desfiles tem 341 metros, sendo 12 de largura para o desfile de Carnaval. A capacidade atual atende cerca 8.500 pessoas, com praça de alimentação e controle eletrônico de entrada no local.