Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

12 de junho de 2013

Sérgio da Costa Franco sobre Porto Alegre Sitiada


 

Sérgio da Costa Franco - advogado, jornalista e historiador - escreveu mais de 20 livros. O professor respondeu para a Coordenação do Livro e Literatura algumas questões sobre o título, Porto Alegre Sitiada.

CLL - Como surgiu o interesse do senhor em estudar a Capital?

Sérgio da Costa Franco - Meu interesse pela história da capital começou na década de 1980, quando a Associação Comercial me encomendou um ensaio para comemorar seus 125 anos. Dessa encomenda resultou o "Porto Alegre e seu Comércio", 1983, em edição daquela entidade.

CLL - Quanto tempo o senhor demorou para escrever e finalizar o livro Porto Alegre Sitiada?

Sérgio da Costa Franco - Venho pesquisando a história de Porto Alegre e acumulando notas a respeito."Porto Alegre Sitiada", como quase todos os outros livros, resultou de um trabalho descontínuo, difícil de precisar em termos de tempo.

O interesse específico pelo sítio da Capital durante a Revolução Farroupilha nasceu do achado, no arquivo do Instituto Histórico e Geográfico, do extenso manuscrito de Antônio de Freitas Barreto Queirós, um comerciante que residia em POA e redigiu uma espécie de diário sobre o período do sítio.

Daí parti para outras pesquisas, no Arquivo Histórico do Estado, examinando a correspondência dos chefes militares da época, além dos jornais e da bibliografia. A publicação da Editora da Cidade, não foi a primeira edição. No ano 2000, a Editora Sulina publicou o livro.