Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

14 de setembro de 2013

Caminhada mostra história e costumes gaúchos no Acampamento

Foto: Divulgação/PMPA
Orientados por guia da SMTUR, grupo conhece mais da vida dos farrapos
Orientados por guia da SMTUR, grupo conhece mais da vida dos farrapos
Porto-alegrenses e visitantes de outros Estados formaram o grupo de participantes da Caminhada Turística Guiada realizada no Acampamento Farroupilha neste sábado, 14, dentro da programação do projeto Turismo de Galpão. Orientado por um guia da Secretaria Municipal de Turismo, o grupo saiu do Galpão da Hospitalidade às 10h ao som do hino rio-grandense que diariamente marca as atividades iniciais dos piquetes e CTGs para mais um dia da grande festa das tradições e da cultura gaúcha.
Farrapos - O primeiro destino da caminhada foi o Espaço Cultural Aporreados do 38, que apresenta quadros cênicos da identidade cultural do gaúcho e da Revolução Farroupilha. Já na entrada, o patrão Nito Almeida que recepciona os visitantes chama a atenção para o mangrulho, ponto mais alto do local onde uma torre feita em madeira reproduz o lugar a partir do qual os farrapos observavam a aproximação de tropas inimigas.  No espaço interno, o piquete reúne réplicas diversas como uma tolderia charrua, uma capela farroupilha e, ao lado, um campo santo homenageando os farrapos mortos nas batalhas. “Há informação de que morreram 15 mil pessoas na Revolução Farroupilha, o que representaria 10% da população da Colônia de São Pedro, na época 150 mil habitantes”, informa Almeida aos visitantes atentos aos diferentes cenários.
Tecnologia e tosquia - Depois da aula sobre a história e a vida dos farrapos os participantes da caminhada fizeram nova parada no piquete Rodrigo Cambará, onde o patrão Renato Souza se orgulha em apresentar o projeto “Do Harmonia para o mundo”. São mais de 20 câmeras instaladas no espaço do piquete e em vários pontos do parque captando imagens do Acampamento Farroupilha que divulgam o evento na internet pelo site www.piqueterodrigocambara.com.br. “No ano passado, registramos mais de 97 mil acessos durante o período do Acampamento”, diz o patrão. Ao meio dia, o piquete realizou uma das oficinas do Turismo de Galpão que traduz uma das tradições da cultura gaúcha. É a tosquia de ovelhas, procedimento feito anualmente nos campos para colher a lã e que no piquete foi demonstrado com a utilização de uma tesoura, o processo mais tradicional entre os gaúchos que também é chamado de martelo devido ao som que a tesoura produz durante o corte da lã.
Moradora da capital, Fátima Souza costuma frequentar o Acampamento Farroupilha todos os anos. “Participei das caminhadas orientadas no evento de 2012, gostei muito e decidi repetir porque se aprende muito”, avalia Fátima que destaca a excelente acolhida nos piquetes. O pernambucano Victor Arruda, que trabalha há dois meses em Porto Alegre, elogia a hospitalidade dos gaúchos e diz que visita o Acampamento pela terceira vez. “Já fiz várias oficinas, assisti a shows e agora esta caminhada que é uma maravilha para quem não conhece a cultura local”, afirma Victor. Para ele, o Sul é “um outro Brasil”.
Inscrições - As Caminhadas Guiadas no Acampamento Farroupilha retornam na terça-feira, 17, e na quinta-feira, 19. Nos dois dias haverá duas saídas, às 10h e às 15h, e visitação a diferentes piquetes. Inscrições devem ser feitas no Galpão da Hospitalidade ou pelo e.mail turismodegalpao@gmail.com.



/acampamento_farroupilha /turismo
Texto de: Eliana Zarpelon
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.