Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

19 de setembro de 2013

Projetos culturais qualificam piquetes para o ano da Copa

Foto: Vanessa Silva/PMPA
Oficina de dança em Libras foi primeiro contato dos jovens com a cultura gaúcha
Oficina de dança em Libras foi primeiro contato dos jovens com a cultura gaúcha
Encerrou-se nesta quinta-feira, 19, a apresentação dos Projetos Culturais no Acampamento Farroupilha. Foram 396, entre oficinas, palestras e espetáculos, produzidos pelos acampados com o objetivo de tornar o evento mais atrativo e informativo, mas principalmente para qualificar a recepção ao visitante em 2014, ano da Copa. 
 
A ideia dos projetos nasceu com vistas à Copa. Cada acampado, para garantir seu alvará no período de inscrição, anexou ao pedido o projeto a ser desenvolvido com vistas ao tema deste ano (O Rio Grande do Sul no imaginário social). Durante o evento, um avaliador julgou o conteúdo, a caracterização (indumentária), a ambientação e se atraiu o público. De lá para cá, o piquete recebeu uma avaliação anual, da qual foi tirada uma média. “Cerca de 25 receberam nota 10. Ficamos muito satisfeitos”, comenta o coordenador Celso Guimarães. 
 
A aprovação de 80 piquetes garantirá a eles a presença no próximo ano do Acampamento da Copa, que acontecerá entre junho e julho. Junto com estes estão os piquetes inseridos no projeto Turismo de Galpão, desenvolvido pelas secretarias municipais de Turismo (SMTur), Cultura (SMC) e da Copa (Secopa), em parceria com a 1ª Região Tradicionalista (RT) e a Fundação Cultural Gaúcha. 
 
Desde o início do evento, no dia 7 de setembro, o visitante teve que optar entre as mais variadas oportunidades nos piquetes. Entre as mais procuradas, estiveram oficinas que envolveram gastronomia típica, contação de lendas e oficinas de danças em Libras, como a que ocorreu no primeiro piquete com acessibilidade na história do evento.  
 
“Em alguns piquetes, testemunhamos apresentações com estrutura técnica de um profissional”, comenta Guimarães, lembrando que a surpresa maior aconteceu entre os menores piquetes. “Eles estavam, realmente, comprometidos com os festejos e com o bem-receber o turista”, comentou. A partir de outubro, as comissões municipal e estadual dos Festejos Farroupilhas se reunirá para dar início ao projetos do próximo ano.  
 
Leia mais: 



/acampamento_farroupilha /cultura /tradicionalismo
Texto de: Caren Mello
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.