Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

11 de setembro de 2013

Turistas alemães apreciam comida típica no Acampamento

Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Richard e Bárbara Both foram recebidos com um típico mate gaúcho Richard e Bárbara Both foram recebidos com um típico mate gaúcho
Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Recepção seguiu-se com carreteiro e costela feita na panela junto com aipim Recepção seguiu-se com carreteiro e costela feita na panela junto com aipim
A edição deste ano do Acampamento Farroupilha está de olho da Copa. Os piquetes e seus patrões estão experimentando, em pequenas doses, o que deverá acontecer no Parque Maurício Sirostky Sobrinho (Harmonia) em 2014: a forte presença de turistas estrangeiros. “Estamos fazendo o nosso melhor para que eles se sintam bem, sejam bem tratados e partam com a melhor impressão possível”, diz Maria da Graça Spíndola, do piquete Lendas do Sul, que recebeu nesta quarta-feira, 11, o casal alemão Richard e Bárbara Both para um almoço típico gaúcho. (fotos)
 
Vindos de Maiz (cidade de 200 mil habitantes às margens do rio Reno, cujo morador mais famoso foi Johannes Gutenberg), o casal chegou ao meio-dia em Porto Alegre e rumou direto para o Acampamento. Foram recebidos por Maria da Graça e pelo patrão Gilberto Spíndola com um primeiro agrado, um mate preparado especialmente para ambos. “Ist das gut, ja!” (Isto é bom, hein!), disse Both surpreso com a bebida ainda inusitada para ele.
 
A recepção seguiu-se com carreteiro e costela feita na panela junto com aipim, tudo cozido no fogão campeiro construído pela própria Maria da Graça. A carne foi o que mais chamou a atenção do casal. “O sabor da carne gaúcha não tem igual. Deve ser em função da criação do gado”, avalia Bárbara. Natural do Rio de Janeiro, mas radicada em Maiz há 32 anos, ela demonstra conhecimento sobre a culinária local. “Lá o animal é criado em confinamento e recebe ração, tudo ao contrário daqui”, explica. Além da comida, Richard Both se disse impressionado com as tradições, as indumentárias e o patriotismo do gaúcho, mas, sobretudo, com a alegria do evento e com a hospitalidade dos piqueteiros. 
 
A visita a Porto Alegre foi motivada pela saudade da filha Katharina, que mora em São Leopoldo desde fevereiro, quando teve início seu intercâmbio de História e Alemão. A cidade da Região Metropolitana foi escolhida em função da Unisinos, única universidade no país que oferece o curso procurado pela estudante. 



/acampamento_farroupilha /cultura /turismo
Texto de: Caren Mello
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.