Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

17 de setembro de 2013

Gaúchos preparam Acampamento para a Copa de 2014

Foto: Divulgação/PMPA
Oficina ensinou a como fazer o tradicional chapéu gaúcho e o bom chimarrão Oficina ensinou a como fazer o tradicional chapéu gaúcho e o bom chimarrão
Foto: Divulgação/PMPA
Atividades da tradição gaúcha ganham destaque nas diversas oficinas Atividades da tradição gaúcha ganham destaque nas diversas oficinas
A tarde ensolarada desta terça-feira, 17, levou ao Parque Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia) pessoas de todas as idades com o objetivo de vivenciar a cultura gaúcha. Com o projeto Turismo de Galpão, promovido pelas secretarias municipais de Turismo, da Cultura e da Copa, os frequentadores do parque, além de comer o tradicional churrasco com os amigos, aprendem na prática a fazer chimarrão, arroz de leite, bolinho de chuva e até danças típicas e outras atividades da tradição gaúcha.

Nesta tarde, um grupo de pessoas participou de visita guiada e aprendeu como é feito o tradicional chapéu gaúcho e o bom chimarrão. A professora Nara Dante Diniz, 59 anos, participou da oficina junto com uma amiga. Ela achou muito interessante o processo pelo qual passa o acessório até chegar às lojas. “Foi muito importante para dar valor ao preço que pagamos pelo chapéu”, comentou, depois de ouvir o patrão do piquete Nossa Senhora Aparecida, Adalberto Rodrigues Lima Júnior, explicar que é necessária toda a lã de uma ovelha para a produção de um chapéu.

A professora de Educação Física Simone Junqueira, 41 anos, participou das duas oficinas com os filhos João Pedro, 13 anos, e Maria Vitória, 11 anos. Ela resolveu levar os filhos para o Acampamento para que eles vissem, na prática, o que estão aprendendo na escola. Simone elogiou a iniciativa de um evento mais interativo. “Acho ótimo vivenciar as peculiaridades da nossa cultura, e isso não é importante apenas para os turistas, mas para as pessoas que nasceram aqui e não conhecem muitas coisas da história gaúcha”, destacou.

O Projeto Turismo de Galpão, desenvolvido em 22 piquetes, irá se repetir também na Copa do Mundo, expandindo-se para 100 locais. Até agora, mais de 8 mil pessoas estiveram no Galpão da Hospitalidade, entre elas visitantes de outras nacionalidades e de diversas partes do país. Há uma programação diária com o objetivo de que os frequentadores do Acampamento Farroupilha vivenciem a cultura gaúcha.



/acampamento_farroupilha /copa_2014
Texto de: Aline Rimolo
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.