Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

2 de novembro de 2013

CCMQ promove oficina gratuita de acordeon


Estão abertas as inscrições para a Oficina Gratuita de Acordeon, que o instrumentista argentino Alejandro Brittes realizará no dia 9 de novembro (sábado), a partir das 15h, na Casa de Cultura Mario Quintana. O objetivo é conhecer profundamente os teclados do acordeon, em ambas as mãos; trabalhar o controle do fole para conseguir a qualidade sonora desejada; incluir dinâmica, articulações, acentuações ao executar o acordeon; trabalhar os recursos do instrumento para enriquecer a interpretação, e finalmente improvisação, mudanças de tons, ritmos e melodias. Músicos em Geral, principalmente acordeonistas que já tocam o instrumento podem se inscrever na atividade, pelo site www.alejandrobrittes.com.br  e Facebook/alejandrobrittes.  

Alejandro Brittes
Nascido em Buenos Aires, filho de Correntinos, é um virtuoso acordeonista e divulgador do chamamé. Aprendeu a tocar com Nini Flores, se formou na Escola de música Juan Pedro Esnaola. Seguidor de Ernesto Montiel, Transito Cocomarola e Isaco Abtibol. Possui abertura para novas leituras sob o gênero chamamé e os ritmos do litoral argentino, respeitando sempre a raiz de seu estilo.Compõem músicas harmonicamente tradicionais e também com uma linguagem erudita, resultado de sua escola popular e formação musical clássica. Compositor e criador, possui expressividade musical nata e uma capacidade de expressar seus sentimentos através de seu acordeon. É capaz de representar, com sua música, a fotografia fiel de seu país, seu povo e sua história. Ao escutar sua obra, podemos vivenciar “universos”, sentir através de suas notas e arranjos, a nostalgia do campo e a correria da cidade.
Com apenas 16 anos, venceu o Festival de Cosquin como Melhor Instrumentista e no Festival de Chamamé de Entre Rios. Entre os prêmios que recebeu estão os de Revelação da Música Ramallo Porá (1995) e o Carlos Keen como Melhor Instrumentista e Grupo Musical. Dirigiu musicalmente o espetáculo “Se Va La Primera”, que estreiou no Centro Cultural Borges em Buenos Aires. Lançou seis álbuns na Argentina e dois, no Brasil. Compôs mais de 100 obras, criou músicas para eventos significativos no Rio Grande do Sul, como “Décima do Território” tema do desfile temático  Nossas Raízes, referente as  comemorações farroupilhas em 2012.
Tem gravado músicas e clips com artistas de outros gêneros musicais, como o grupo de rock ”Los Piojos, com a música – Todo Pasa”; com o grupo TchecoQuartetto Plzenský Pepící e com o acordeonista português João Gentil. Gravou discos com Antonio Rios, Antonio Tarragó Ros, acompanhando Andrés Zito en ?El alma del Chaco?, La Retrunca, Angel Darío, Patricia Noval, Juan Barrueco Trio, Luisa Calcumil, La Chicana, Fito Ledesma, Carlos Velázquez; e com os brasileiros Elton Saldanha, Jorge Freitas, Jarí Terres e Luiz Marenco. Participou como convidado nos espetáculos de Sérgio Rojas, Jader Leal, Robison Boeira, Tiago Ferraz, Luiza Possi, Clary Costa, Kid Abelha, Orquestra de Bing Bang HB,  Renato Borguethi, e dividiu palco com, Luiz Carlos Borges, Gilberto Monteiro, Lucio Yanel, Jorge Guedes,  Eduardo Vargas, Yamandú Costa, entre outros tantos.
Com o chamamé, Alejandro, está construindo uma importante carreira internacional desde 2001, se apresentando em diversos países, como Portugal, Espanha, França, Itália, República Tcheca, Uruguai, Paraguai e Colômbia.
Serviço:Dia: 09 de novembro de 2013 (sábado).
Hora: 15h.
Local: Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736).
Inscrições: www.alejandrobrittes.com.br/Facebook/alejandrobrittes. Será entregue certificado de participação.
Entrada franca.