Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

29 de agosto de 2015

Jovens surdos dão show em noite de música e dança


Um mundo de silencio eterno. Imagine tampar seus ouvidos de forma a não escutar nada, como se este sentido lhe fosse retirado. Teu equilíbrio corporal seria alterado. Tua percepção também. Movimentos sem som. Uma solidão que te acompanharia pelo teus dias, um vazio ao redor. Assim pode ser definida a vida de um deficiente auditivo.
Mas existem anjos que não permitem que isso aconteça na vida destes jovens. A professora Leda Terezinha Salvi, 63 anos, há um ano na escola estadual Lilia Mazeron, agitou o lugar, é uma delas.
Leda trabalhou 26 anos na escola especial Concórdia, da ULBRA, onde fundou o CTG Querencia, cujo lema dizia:" No brilho de nossos olhos, o amor pela querencia", e ali ela mudou a vida de centenas de jovens surdos.
Quando parou n Concórdia leda tentou manter o grupo no CTG Glaucus Saraiva, Tiaratu, 35 CTG, até que foi morar no litoral e lá cuidar de um grupo de terceira idade. mas a gaiteira nunca abandonou seus surdos. Voltou e há um ano trabalha danças na escola com apoio dos colegas e pais.
Nesta noite de sexta-feira, 28 de agosto, Leda apresentou seu trabalho para a comunidade escolar. Dança do Ventre, Anos 60/70, Hip Hop e Danças Tradicionais Gaúchas com crianças surdas. Chamou sua primeira patroa e hoje, sua colega na escola, e seu último patrão, do CTG Querencia da escola Concórdia, Vantuir Bastos, para cantarem juntos "Céu, Sol, Sul, terra e Cor", em linguagem de sinais.
Estiveram presentes, representando o CTG Tiarayu, Carolina Gehres Moraes, 1ª prenda mirim da 1ª região, e seu irmão, com sua mãe, pai e irmão.
A pergunta é: O que levou eles a se assustarem desta forma? Não deixe de participar do próximo evento e saiba

A professora Leda estará se apresentando no Parque da harmonia em alguns acampamentos, inclusive do CTG Tiarayu, estará visitando o pioneiro, 35 CTG, entre outros. "Estamos aceitando convites para apresentações, para levar nossos jovens para mostrar a sua arte", concluiu a professora Leda.