Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

23 de agosto de 2015

Lomba do Pinheiro elege pavimentação como prioridade do OP

Foto:
Participaram da assembleia 1.264 moradores da comunidade
Participaram da assembleia 1.264 moradores da comunidade
Foto: Ivo Gonçalves/PMPA
Saneamento básico, habitação e educação também receberão investimentos
Saneamento básico, habitação e educação também receberão investimentos
A região Lomba do Pinheiro elegeu, na tarde deste sábado, 22, pavimentação como prioridade do Orçamento Participativo (OP) 2015/2016. A assembleia regional, que contou com a presença do prefeito José Fortunati e de secretarios municipais, ocorreu no ginásio do Centro da Criança e Adolescente - CPCA (Estrada João de Oliveira Remião, parada 10).
Participaram da assembleia 1.264 moradores da comunidade. Além de pavimentação, os presentes priorizaram investimentos para o próximo ano nas áreas de cultura, habitação e assistência social. Serão investidos na região R$ 4.163.550,00 em obras e demandas de saneamento básico, habitação, pavimentação e educação.
Três chapas foram inscritas. Os presentes elegeram a chapa 1, composta pelo titular José Ricardo Kuiava  Müllenmeister, e a segunda titular da chapa 2, Rose Dias da Fonseca.
O prefeito lembrou da história dos 26 anos da democracia participativa em Porto Alegre. "O que estamos fazendo aqui é atender às diretrizes da comunidade que tem participado e aperfeiçoado este processo", ressaltou. Fortunati agradeceu as lideranças comunitárias, especialmente conselheiros e delegados do OP. "Ao longo da história foram eles que sustentaram este processo, a eles todo o meu reconhecimento, pela parceira na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.”
Fortunati falou da crise ética, moral e econômica que o país atravessa. "Será um ano bastante difícil, mas vamos continuar trabalhando seriamente, sem proselitismo e falsas promessas, sem demagogia, em benefício da cidade”, afirmou. Conforme Fortunati, o fundamental, em 2015, será um grande esforço municipal para não permitir o retrocesso, fazendo com que os serviços possam ser prestados com qualidade.
A próxima assembleia ocorre na segunda-feira, 24, na região Restinga. As rodadas de plenárias regionais iniciaram no dia 5 de agosto e seguem até o próximo dia 29.
Investimentos em novas demandas - O Plano de Investimentos e Serviços (PI) deste ano contém mais de R$ 80 milhões em demandas novas, sendo R$ 67 milhões das regionais e R$ 12,5 milhões das temáticas. Mesmo não estando imune à crise que afeta o país e o estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre está mantendo sua capacidade de investimentos.
 Além das discussões acerca das novas demandas das regiões e temáticas e a garantia sobre a continuidade de execução das demandas antigas, os fóruns de delegados e o governo debateram e apresentaram propostas de alteração do regimento interno. As discussões foram conduzidas pelas duas secretarias municipais responsáveis pelo Orçamento Participativo: Governança Local (SMGL) e Planejamento Estratégico e Orçamento (Smpeo).
Maior participação - Em 2014, quando o OP completou 25 anos de implantação, as Assembleias Regionais e Temáticas registraram recorde histórico de participação. As seis reuniões temáticas e as 17 regionais contabilizaram 17.582 credenciamentos. Nas 17 regiões, a prioridade que mais apareceu na primeira colocação foi habitação. Mas a novidade foi em relação à cultura. Nove das 17 regiões pontuaram cultura entre as quatro prioridades.

Acompanhe o Orçamento Participativo:
Calendário completo da rodada de assembleias regionais e temáticas do Orçamento Participativo 2015/2016.

- Twitter OP Porto Alegre: @oppoa (ao vivo)

- Facebook: Orçamento Participativo de Porto Alegre

- Transmissão ao vivo disponível aqui.





/lomba_do_pinheiro /orcamento_participativo
Texto de: Bibiana Barros
Edição de: Manuel Petrik
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.