Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

6 de agosto de 2015

OP: região Centro abre assembléias regionais com público recorde

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Mais de 1,5 mil inscritos para a plenária realizada na Casa do Gaúcho
Mais de 1,5 mil inscritos para a plenária realizada na Casa do Gaúcho
Foto: Luciano Lanes / PMPA
Prefeitura investirá R$ 4,3 milhões nas demandas definidas pela população
Prefeitura investirá R$ 4,3 milhões nas demandas definidas pela população
Com público recorde, iniciaram nessa quarta-feira,5, as assembléias regionais do Orçamento Participativo (OP) 2015/2016. Mais de 1,5 mil pessoas participaram da plenária da região Centro, que ocorreu na Casa do Gaúcho, no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho. O aumento expressivo, em 61% de participação em relação ao ano anterior, foi comemorado pelo prefeito José Fortunati. Acompanhado do vice-prefeito Sebastião Melo e dos secretários municipais, o prefeito ouviu as reivindicações das comunidades que integram a região. (Fotos)

Composta pelos bairros Auxiliadora, Azenha, Bela Vista, Bom Fim, Centro Histórico, Cidade Baixa, Farroupilha, Floresta, Independência, Jardim Botânico, Menino Deus, Moinhos de Vento, Mont' Serrat, Petrópolis, Praia de Belas, Rio Branco, Santa Cecília, Santana, a região Centro receberá um investimento de R$ 4,3 milhões que serão empregados nas demandas de Habitação, Educação, Assistência Social  e Desenvolvimento Econômico, registradas no Plano de Investimentos e Serviços de 2015/2016. A área de Habitação foi eleita a prioridade número um para receber investimentos, seguida por  Assistência Social, Educação, Cultura e Esporte e Lazer.

Prioridades - Conforme a decisão da plenária, serão contempladas a construção de 78 unidades habitacionais, condicionada à remoção das casas sobre a área da rua La Plata, bem como a construção de 28 unidades da terceira etapa da Vila Sossego e 67 unidades na região Centro. Conforme o prefeito, as unidades habitacionais da Integração dos Anjos devem ser incluídas na terceira fase do programa Minha Casa. Minha Vida, que será anunciado em setembro pela presidente Dilma Rousseff.  Outra reivindicação da comunidade que será atendida é a construção da creche Juliano Moreira, que terá investimento de R$ 1,5 milhão. Também será realizada a reforma, bem como atentidas outras exigências técnicas de segurança, do prédio da Escola Educação Infantil Amigo Germano, com investimento de R$ 200 mil.

Na área da Assistência Social, foi eleito o compromisso em atingir metas de trabalho educativo para os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos (SCFV) para crianças de seis a 15 anos. Também está programada a execução da cobertura do segundo piso do prédio de SCFV da Integração dos Anjos, assim como a reforma do espaço físico para sala de assistência social do galpão de reciclagem. Está prevista, ainda, a criação de SCFV para população adulta em situação de rua da região, contemplando reinserção social. 

 A chapa 2 foi eleita a vencedora, elegendo como os conselheiros do OP para a região Centro, Jeferson Flores Souto (primeiro titular) e Cíntia Caceres Parodes (segundo titular). 

Investimentos em novas demandas - O Plano de Investimentos e Serviços (PI) deste ano contém mais de R$ 80 milhões em demandas novas, sendo R$ 67 milhões das regionais e R$ 12,5 milhões das temáticas. Mesmo não estando imune à crise que afeta o país e o estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre está mantendo sua capacidade de investimentos. 
 
Além das discussões acerca das novas demandas das regiões e temáticas e a garantia sobre a continuidade de execução das demandas antigas, os fóruns de delegados e o governo debateram e apresentaram propostas de alteração do regimento interno. As discussões foram conduzidas pelas duas secretarias municipais responsáveis pelo Orçamento Participativo: Governança Local (SMGL) e Planejamento Estratégico e Orçamento (Smpeo).
 
Maior participação – Em 2014, quando o OP completou 25 anos de implantação, as Assembleias Regionais e Temáticas registraram recorde histórico de participação. As seis reuniões temáticas e as 17 regionais contabilizaram 17.582 credenciamentos. Nas 17 regiões, a prioridade que mais apareceu na primeira colocação foi habitação. Mas a novidade foi em relação à cultura. Nove das 17 regiões pontuaram cultura entre as quatro prioridades.



/orcamento_participativo
Texto de: Bibiana Barros
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.