Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

19 de agosto de 2015

Região das lhas escolhe pavimentação como prioridade do OP

Foto: Joel Vargas/PMPA
Serão investidos R$ 3.570.168,32 para atender demandas da população
Serão investidos R$ 3.570.168,32 para atender demandas da população
Foto: Joel Vargas/PMPA
Fortunati destacou andamento de ações no Arquipélago  Fortunati destacou andamento de ações no Arquipélago

A comunidade da região do Arquipélago escolheu pavimentação como prioridade do Orçamento Participativo 2015/2016. Os moradores da região das Ilhas também elegeram saúde, cultura e saneamento básico - drenagem e dragagem como as outras áreas prioritárias a receberem investimentos. A assembleia regional realizada nessa terça-feira, 18, na Colônia dos Pescadores Z-5, na Ilha da Pintada, contou com 316 credenciados, número 27% superior ao do ano passado. (Fotos)

O prefeito José Fortunati, o vice Sebastião Melo, secretários e gestores municipais escutaram as demandas e responderam os questionamentos dos moradores da região. Nas manifestações da comunidade, reivindicações características da região, como a implantação de uma linha do catamarã para fazer o transporte até o Centro da Capital e esclarecimentos sobre o reassentamento das famílias que terão que ser removidas para a construção da segunda ponte do Guaíba. Os moradores também fizeram uma homenagem às equipes da Defesa Civil, da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e da Secretaria Municipal da Saúde, pelo atendimento aos desabrigados na enchente do mês de julho.

O chefe do executivo anunciou que o edital de licitação do transporte hidroviário para as ilhas deve ser publicado até o fim do ano. Também esclareceu que o projeto de reassentamento das famílias atingidas pela construção da segunda ponte do Guaíba está em fase de licenciamento ambiental junto à Fepam, uma vez que o território é de responsabilidade do governo estadual. Fortunati elogiou a preocupação da comunidade com os investimentos em cultura. “Temos que priorizar áreas básicas, essenciais, como a saúde e a educação. Mas ao investir em cultura estamos pensando no futuro das crianças e jovens, na formação dos cidadãos. É a cultura, o esporte, o lazer no turno inverso ao da escola que garante que esses estudantes terão melhores perspectivas e poderão viver numa sociedade mais humana, mais justa, com dignidade e igualdade de oportunidades”, concluiu o prefeito.

Os moradores da região das Ilhas também elegeram os conselheiros para representá-los neste ciclo. A única chapa inscrita foi eleita por aclamação. Anecyr Domigues da Silva e Nazareth Nunes são os conselheiros titulares, e Amilton Antônio da Silva e Ismael Franco os suplentes.

A próxima assembleia acontece nesta quarta-feira, 19, na região Noroeste. As rodadas de plenárias regionais iniciaram no dia 5 de agosto e seguem até o próximo dia 29. Já foram realizadas reuniões nas regiões Centro, Cruzeiro, Centro-Sul, Norte, Sul, Cristal, Nordeste e Leste.

Investimentos em novas demandas - O Plano de Investimentos e Serviços (PI) deste ano contém mais de R$ 80 milhões em demandas novas, sendo R$ 67 milhões das regionais e R$ 12,5 milhões das temáticas. Serão investidos na região das Ilhas R$ 3.570.168,32 em obras e demandas de saneamento básico, cultura, assistência social e saúde. Mesmo não estando imune à crise que afeta o país e o estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre está mantendo sua capacidade de investimentos.

Além das discussões acerca das novas demandas das regiões e temáticas e a garantia sobre a continuidade de execução das demandas antigas, os fóruns de delegados e o governo debateram e apresentaram propostas de alteração do regimento interno. As discussões foram conduzidas pelas duas secretarias municipais responsáveis pelo Orçamento Participativo: Governança Local (SMGL) e Planejamento Estratégico e Orçamento (Smpeo).

Maior participação - Em 2014, quando o OP completou 25 anos de implantação, as Assembleias Regionais e Temáticas registraram recorde histórico de participação. As seis reuniões temáticas e as 17 regionais contabilizaram 17.582 credenciamentos. Nas 17 regiões, a prioridade que mais apareceu na primeira colocação foi habitação. Mas a novidade foi em relação à cultura. Dez das 17 regiões pontuaram cultura entre as quatro prioridades.

Acompanhe o Orçamento Participativo:

- Calendário completo da rodada de assembleias regionais e temáticas do Orçamento Participativo 2015/2016.

- Twitter OP Porto Alegre: @oppoa (ao vivo)

- Facebook: Orçamento Participativo de Porto Alegre

- Transmissão ao vivo disponível aqui

Leia também:

- Cultura é a prioridade do OP escolhida pela região Leste

- Região Sul do OP escolhe Habitação como prioridade

- Região Cristal elege Habitação como prioridade no OP

- Assembleias do OP são transmitidas ao vivo pela Internet

- Drenagem e dragagem são prioridades para região Norte

- Região Centro-Sul elege habitação como prioridade no OP 2015/2016

- Cruzeiro define suas prioridades no Orçamento Participativo

- OP: região Centro abre assembléias regionais com público recorde

- Pesquisa identificará o perfil dos participantes do OP

- OP: temáticas terminam com votação da Saúde e Assistência Social

- OP: temática da Cultura e Juventude bate recorde histórico

- OP: demandas serão classificadas pelas qualidades da resiliência







/cultura /ilhas /orcamento_participativo
Texto de: Melina Fernandes
Edição de: Jandira Davila Feijó
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.