Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

30 de agosto de 2015

OP: região Humaitá-Navegantes escolhe habitação como prioridade

Foto: Joel Vargas/PMPA
Participaram da última plenária 1.683 moradores da região
Participaram da última plenária 1.683 moradores da região
Foto: Joel Vargas/PMPA
Crescimento de 17,52% fortalece a cidade como Capital da participação popular
Crescimento de 17,52% fortalece a cidade como Capital da participação popular
Um total de 20.657 pessoas participou da rodada de assembleias do Orçamento Participativo (OP) de 2015. Neste sábado, 29, 1.683 moradores da região Humaitá-Navegantes passaram pela última plenária. Os moradores escolheram Habitação, saneamento básico, educação e assistência social como prioridades. (fotos)

O crescimento de 17,52% de participação do ano passado para este fortalece a cidade como a Capital da participação popular, segundo o prefeito José Fortunati. “É a comprovação de que esta é uma cidade voltada para as pessoas e onde elas próprias escolhem a melhor forma de aplicar os recursos públicos”, disse o prefeito. A região Humaitá-Navegantes receberá investimento de R$ 3.204.500,00. É uma das regiões mais participativas, na opinião do prefeito. “Estamos encerrando o OP com um recorde de presenças. Isso se deve ao trabalho inestimável das lideranças locais”, enfatizou, lembrando que houve um crescimento de 54,18% de participação em relação ao ano passado. 

Durante a plenária, Fortunati foi questionado sobre os alagamentos e sobre a construção de moradias populares, sobretudo para as famílias que deverão sair para a construção da nova ponte. O prefeito informou sobre os investimentos que serão feitos na casa de bombas e também sobre o destino dos moradores das vilas Tio Zeca e Areia. “A  garantia da prefeitura é de que ninguám sairá sem uma solução habitacional definida”, disse. Ele também informou sobre a iluminação das praças da região e do processo de construção de moradias para os moradores da Vila Liberdade e do Loteamento Barcelona.

A plenária também escolheu seus novos delegados. Com 74,73 % dos votos válidos, foi eleita a chapa 1, tendo como titulares Lurimar Almeida Fiuza e Alcema Oliveira Moreira, e suplente Loreni Lucas.

Investimentos em novas demandas – O Plano de Investimentos e Serviços (PI) deste ano contém mais de R$ 80 milhões em demandas novas, sendo R$ 67 milhões das regionais e R$ 12,5 milhões das temáticas. Mesmo não estando imune à crise que afeta o país e o estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre está mantendo sua capacidade de investimentos.
 
Além das discussões acerca das novas demandas das regiões e temáticas e a garantia sobre a continuidade de execução das demandas antigas, os fóruns de delegados e o governo debateram e apresentaram propostas de alteração do regimento interno. As discussões foram conduzidas pelas duas secretarias municipais responsáveis pelo Orçamento Participativo: Governança Local (SMGL) e Planejamento Estratégico e Orçamento (SMPEO).

Maior participação – Em 2014, quando o OP completou 25 anos de implantação, as Assembleias Regionais e Temáticas registraram recorde de participação contabilizando 17.582 credenciamentos. Porém, neste ano, na penúltima assembleia, que ocorreu no Eixo-Baltazar, já foram ultrapassados todos os recordes históricos em 26 anos de OP, atingindo mais de 19 mil credenciados.




/orcamento_participativo /participacao_popular
Texto de: Caren Mello
Edição de: Isabel Cristina Kolling Lermen
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.